Ervas medicinais adequadas no combate ao hipotireoidismo - Melhor com saúde

Ervas medicinais adequadas no combate ao hipotireoidismo

O consumo frequente de hipérico pode nos ajudar a reduzir o cansaço, depressão, desânimo ou apatia que são causados pelo hipotireoidismo.
Como detectar os primeiros sintomas de hipotireoidismo na mulher

O hipotireoidismo é uma doença que afeta principalmente as mulheres. Origina-se quando a tireoide deixa de ser tão ativa como deveria e não produz o hormônio que o corpo necessita, em sua quantidade adequada, fazendo com que surja uma descompensação no metabolismo. O que acarreta em uma série de efeitos que afetam drasticamente a saúde do paciente.

Frequentemente, o hipotireoidismo se transforma em uma doença crônica, em que os pacientes se encontram obrigados a consumir um comprimido de levotiroxina por dia, medicamento que oferece a tiroxina adequada para que o organismo corrija esta descompensação.

O tratamento médico, em conjunto com uma alimentação adequada, permite que o paciente atinja uma qualidade de vida aceitável, realizando suas atividades diárias normalmente.

Por isso, neste artigo, disponibilizaremos uma série de informações úteis sobre plantas medicinais que exercem um papel de auxílio totalmente satisfatório para quem sofre de hipotireoidismo.

Sintomas do hipotireoidismo

Ervas medicinais que auxiliam no tratamento

Gengibre

gengibre

Trata-se de uma raiz que atua como estimulante do sistema circulatório, adequada para estes casos e imprescindível para manter o sangue em movimento. Essas propriedades nos permitirão não apenas combater a fadiga, como também a sensação de frio tão característico da doença. Além disso, o gengibre é um excelente digestivo, como quase todas as “ervas” amargas.

Prepare uma infusão de suas raízes. Mas, para isso, rale a raiz do gengibre até obter uma quantidade correspondente a uma colher de chá, ponha em água e deixe ferver por alguns minutos. Desligue o fogão e deixe que repouse até que esfrie e depois tome de pouco a pouco e após cada refeição.

Hepericão

hipericao_androsaemum_orange_flair

Esta erva é frequentemente utilizada para amenizar os efeitos secundários do hipotireoidismo. É muito adequada para combater estados de cansaço, depressão, desânimo e apatia, geralmente causados por esta doença.

Também é conhecida como “Erva de São João”, famosa por ser um dos melhores antidepressivos naturais existentes.

Prepare uma infusão de hipericão e tome a cada manhã. A erva pode ser encontrada também em capsulas, em lojas de produtos naturais, geralmente com o nome comercial de Hypericum ou hipericão e o ideal é tomar um comprimido de 0,5 mg por dia, durante 1 mês.

Algas marinhas fucus

Algas

As algas marinhas, como a Kelp ou o musgo irlandês, são ideais para as glândulas tireoides. Possuem iodo, que é fundamental para tratar o hipotireoidismo, e ainda que geralmente sejam utilizadas no preparo de pratos, não deixam de ser plantas ou “ervas” com fins medicinais.

Vale lembrar que elas não são úteis em todos os casos de hipotireoidismo, às vezes não podem ser associadas com a medicação tradicional dos pacientes e o organismo acaba sobrecarregado de iodo. Portanto, é necessário consultar um médico antes de fazer uso desta opção.

Dente de leão

dente-de-leao-Danel-Solabarrieta

O hipotireoidismo está associado à prisão de ventre, por isso, é necessário regular o intestino para ameniza-lo ou evitar que o problema se desenvolva.

O dente de leão é um excelente aliado para no trânsito intestinal. Para obter seus efeitos, basta tomar uma infusão antes de cada refeição. Para prepará-la, use 15 g da erva para cada 250 ml de água fervente.

Chá de pimenta caiena

cayena-Tim-Patterson

O chá de pimenta caiena pode ajudar na circulação do sangue, aliviando a sensação de frio tão comum ao hipotireoidismo. Além disso, permite estimular o organismo, o que é mais efetivo se tomamos à tarde.

Para isto, prepare ¼ de uma colher de chá de pimenta caiena em pó, em um bule com 1 xícara de água fervente. Deixe repousar por alguns minutos e tome bem quente.