Esporão de calcâneo: sintomas e tratamento - Melhor Com Saúde

Esporão de calcâneo: sintomas e tratamento

Para impedir o surgimento da fascite plantar, é fundamental evitar a obesidade, bem como as más posturas e o uso de calçados inadequados.

O esporão de calcâneo surge devido ao crescimento excessivo e anormal de uma parte do osso do calcanhar, e pode ocorrer na parte de trás ou de baixo do pé. É uma condição que causa dor e incômodo no dia-a-dia, por isso vamos mostrar como identificar os sintomas e quais são as melhores opções de tratamento disponíveis.

Como se forma o esporão de calcâneo?

Toda vez que damos um passo, nosso pé suporta sozinho todo o peso do corpo. Quando corremos, este peso fica ainda mais difícil de carregar. Essa carga é amortiçada pela almofada de gordura que temos sob o calcanhar e por um tendão sob a sola do pé.

Se alguém que não está acostumado a praticar exercícios físicos realiza atividades muito intensas, pode sobrecarregar o tendão. O mesmo ocorre com pessoas que se exercitam sem o alongamento e o aquecimento apropriados, mesmo que elas já sejam atletas.

A idade é outro fator importante, já que com os anos, a almofada de gordura localizada sob o calcanhar se desgasta naturalmente e tem menor eficácia na redução da carga. O sobrepeso e a obesidade também aumentam o risco de inflamação no tendão, já que o corpo tem que suportar um peso maior.

O esporão calcâneo é, portanto, resultado da sobrecarga prolongada que ocorre devido a estes e outros fatores secundários, sendo caracterizado por uma inflamação crônica nos tecidos conjuntivos.

calcanhar

Como prevenir o esporão de calcâneo?

Existem algumas recomendações simples que ajudam a reduzir o risco de formação do esporão de calcâneo:

  • Alongue e aqueça os músculos antes de praticar qualquer tipo de atividade física.
  • Não superestime as suas habilidades. Dê ao seu corpo tempo para se adaptar para evitar sobrecarregá-lo.
  • Se você é um corredor experimentado, saiba que, para reduzir os riscos, é melhor correr distâncias curtas várias vezes na semana do que uma longa distância uma vez por semana.
  • No caso de dor no calcanhar, pare a atividade imediatamente, pois provavelmente esteja sobrecarregando o tendão. Opte por exercícios de menor impacto.
  • Invista em tênis e sapatos justos aos pés e que sejam confortáveis.
  • Se você está acima do peso, perder alguns quilos vai ajudar a diminuir a carga sobre os calcanhares.

Quais são os sintomas do esporão de calcâneo?

O principal sintoma é a dor na região do calcanhar. Ela pode ser tanto uma dor aguda e repentina, como se fosse uma facada, quanto uma dor constante e intensa.

Ela geralmente passa quando estamos descansando, sentados ou deitados sem colocar os pés no chão. Nestas posições, os músculos da planta do pé se contraem na tentativa de proteger o nervo danificado, por isso não sentimos dor.

No entanto, quando levantamos e apoiamos novamente o peso do corpo sobre o pé, ela volta com uma intensidade quase insuportável. O pico de dor geralmente ocorre de manhã, logo após acordar, já que forçamos novamente o tendão após um longo período de descanso.

Outros sintomas são rigidez nos músculos do pé e das panturrilhas pela manhã e o aumento da dor quando andamos em superfícies totalmente planas. O esporão de calcâneo pode causar uma dor tão severa, que torna impossível fazer normalmente suas atividades diárias.

calcanhares

Como tratar o esporão de calcâneo?

A grande maioria dos casos de esporão de calcâneo pode ser curada sem a necessidade de cirurgia. As recomendações que fizemos acima para prevenir a inflamação também servem para quem já está com dor, portanto alie-as aos seguintes tratamentos para melhores resultados.

  • Reduza a frequência e a intensidade das atividades físicas de alto impacto, substituindo-as por exercícios de baixo impacto como a natação e o ciclismo.
  • Aposte na fisioterapia. Ela pode oferecer exercícios para alongar os tecidos que ajudam a reduzir e até eliminar a dor.
  • Pesquise tratamentos usando técnicas de ultrassom, já que eles costumam ser eficazes na maioria dos casos.
  • Procure um médico para obter recomendações de palmilhas e dispositivos ortopédicos que possam ajudar a reduzir a carga sobre o calcanhar.
  • Use remédios anti-inflamatórios para aliviar a dor, ainda que temporariamente.

Se a dor persistir mesmo após estas ações, existem outras alternativas que podem ser discutidas com um cirurgião ortopédico.

  • Um tratamento específico com injeções para eliminar a inflamação.
  • Tratamento por ondas de choque, que causam danos microscópicos aos tecidos e estimulam a cicatrização, é a cura da inflamação.
  • Cirurgia, que deve ser considerada apenas como um último recurso se nenhuns dos outros tratamentos solucionaram o problema. Ela consiste em fazer uma pequena incisão que permite aliviar um pouco da tensão da panturrilha, tirando a sobrecarga do calcanhar inflamado. No entanto, os resultados não são garantidos e variam de paciente para paciente.