Estudo de Harvard recomenda que as pessoas parem de tomar leite com baixo teor de gordura

Estudo de Harvard recomenda que as pessoas parem de tomar leite com baixo teor de gordura

leite com baixo teor de gordura

O leite de vaca foi durante anos um dos alimentos mais questionados em relação aos seus benefícios e nutrição, pois ainda que a maioria das pessoas o considere uma parte essencial de sua alimentação, há estudos recentes que demonstram que o consumo de leite de vaca pode, na verdade, ser prejudicial para a saúde.

Na busca para perder peso ou manter a forma, muitas pessoas optam por consumir leite com baixo teor de gordura ou produtos derivados, com o objetivo de aproveitar o seu delicioso sabor e seus “benefícios” sem ingerir muita gordura. No entanto, David Ludwig, um cientista da Universidade de Harvard, realizou um estudo que questiona os supostos benefícios do leite, especialmente o leite com baixo teor de gordura.

O estudo, que foi publicado na revista da Associação Médica Americana de Pediatria, revelou que, quando se extrai a gordura do leite, ela é substituída por açúcares, que podem ser potencialmente mais danosos a longo prazo. Ainda que, desde sempre, a população tenha sido alertada sobre os perigos de consumir bebidas açucaradas, nunca se havia incluído o leite com baixo teor de gordura nesta lista. Em seu estudo, o doutor Luwig questiona a justificativa que foi dada para a promoção e divulgação do leite com pouca gordura, pois considera que todos os líquidos que contêm calorias e açúcares devam ser tratados com a mesma precaução.

É necessário o consumo de leite de vaca?

O cientista coincide com outros estudos ao considerar que os seres humanos não possuem requerimentos nutricionais do leite de vaca, e que ele pode inclusive chegar a ser muito prejudicial para o organismo. O leite de vaca se popularizou por seu teor de cálcio, que, para muitos especialistas, é essencial para a saúde dos ossos. No entanto, existem outros alimentos que são mais ricos em cálcio do que o leite de vaca, e não têm os efeitos negativos na saúde que o leite pode ter a longo prazo.

brocolis

Um claro exemplo disso é o brócolis, a couve manteiga, a rúcula, o espinafre, entre outros, que têm mais de 160mg por porção. Também há outras fontes como as sardinhas, as nozes, sementes e legumes, que podem nos proporcionar quantidades significativas por porção. Portanto, nenhuma pessoa precisa necessariamente consumir grandes quantidades de leite para manter seus ossos saudáveis. Em seu lugar, deve-se optar por aumentar o consumo de outros alimentos mais saudáveis.

Ao nos referirmos ao leite com baixo teor de gordura, o argumento para não consumi-lo se torna ainda mais claro. Conforme explica o cientista de Harvard, são poucos os estudos clínicos aleatórios nos quais podemos notar as diferenças claras do leite desnatado em comparação com o leite integral, em relação aos seus benefícios para manter o peso e outras vantagens para a saúde. Muito pelo contrário, diversos estudos identificaram que as pessoas que consomem leite com baixo teor de gordura se sentem menos saciadas e são mais propensas a ganhar peso, já que possuem uma necessidade maior de aumentar a ingestão calórica.

De onde vem o leite?

Atualmente, muitos nutricionistas seguem recomendando a seus pacientes o consumo de leite com baixo teor de gordura, quando se trata de perder peso. No entanto, os estudos estão cada vez mais claros ao afirmar que este produto não é tão bom quanto o mercado vem afirmando há algumas décadas. Os especialistas sugerem que é melhor consumir leite integral, sempre que ele for orgânico.

Os produtos lácteos podem chegar a melhorar a saúde do coração, a diabetes, a absorção de vitaminas, reduzir o risco de câncer de cólon, entre outros. No entanto, antes de considerarmos que o leite é bom para a saúde, todos deveriam se fazer primeiro a mesma pergunta: de onde vem o leite?

leite

Podemos afirmar que hoje em dia é muito difícil encontrar um tipo de leite que seja verdadeiramente saudável para o nosso organismo. A quantidade de hormônios que são aplicados nas vacas para que possam aumentar sua produção diária de leite altera significativamente o produto, que foi convertido em algo realmente perigoso para o nosso corpo. Muitos de nós seguimos ignorando os danos que o leite pode causar ao organismo, mas é importante termos consciência de que as coisas já não são mais como eram antes. A tecnologia afetou muito os alimentos, de tal forma que hoje devemos duvidar destes “maravilhosos e deliciosos” produtos que encontramos diariamente nos mercados.