Por que devemos evitar as farinhas refinadas? Descubra 7 efeitos negativos

Por terem perdido seu teor de fibras e nutrientes essenciais no processo de refinamento, o consumo destas farinhas pode causar inflamações e episódios de prisão de ventre e indigestão.

Você costuma evitar as farinhas refinadas? Seu consumo é muito comum em todo o mundo e, apesar das advertências sobre seus efeitos negativos, muitos continuam incluindo esse alimento de forma regular em suas dietas.

Ainda que seja um produto que faz parte da alimentação humana há centenas de anos, hoje se sabe que os processos aos quais é submetido reduzem de forma notável sua qualidade nutricional.

O mais preocupante é que seu consumo parece inevitável, pois além de se distribuir por si só, é um dos ingredientes principais de dezenas de produtos vendidos nos supermercados.

Devido a isto, é primordial conhecer quais são as reações que causa no corpo e por que é necessário evitar as farinhas refinadas e limitar ao máximo seu consumo.

Confira!

Motivos para evitar as farinhas refinadas

1. Causam um desequilíbrio ácido-alcalino

Farinhas refinadas causam desequilíbrio no sangue

O consumo regular de farinhas refinadas causa efeitos negativos no pH do corpo, já que altera o equilíbrio ácido-alcalino que regula várias funções.

Um organismo saudável tem um pH de 7,4 e, depois de consumir este tipo de alimento, o nível de acidez aumenta de forma alarmante.

  • Como consequência, o corpo tem dificuldades de manter os níveis adequados de cálcio e, portanto, a saúde dos ossos é comprometida.
  • Além disso, também tem um impacto negativo no sistema imunológico e na saúde metabólica.

2. Aumentam os níveis de açúcar no sangue

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, o consumo de açúcar refinado não é a única causa dos níveis altos de glicose no sangue.

  • A alta concentração de carboidratos que as farinhas brancas contêm são fortes influências no desenvolvimento deste problema.
  • A amilopectina, um de seus carboidratos, se transforma com facilidade em açúcar no sangue e, portanto, aumenta o risco de diabetes.

3. Contribuem para o ganho de peso

Farinhas refinadas causam ganho de peso

Consumir muitos alimentos à base de farinhas refinadas é um dos principais obstáculos no caminho daqueles que estão tentando perder peso.

Apesar de uma pequena porção semanal não representar tanto risco, comê-las todos os dias afeta as funções metabólicas que ajudam a combater o excesso de peso.

  • Isto se deve ao seu alto teor de carboidratos que, além de aumentar os níveis de glicose, aumenta a tendência a acumular gordura.
  • Somado a isso, seu consumo gera ansiedade e, portanto, cria o desejo de continuar consumindo as farinhas em grande quantidade.

4. Afetam a saúde intestinal

Diferentemente das farinhas integrais, as refinadas carecem de fibra e nutrientes essenciais que garantem uma ótima digestão.

Visto que 80% de sua fibra dietética desaparece, consumi-las afeta os processos inflamatórios do corpo e, por sua vez, interfere na decomposição dos alimentos.

  • Como consequência, a flora microbiana do intestino é alterada e aumentam os episódios de prisão de ventre crônica e indigestão.

5. Causam inflamação

Farinhas refinadas causam inflamação

As pessoas diagnosticadas com doenças inflamatórias devem evitar ao máximo o consumo deste tipo de alimento, já que seus compostos refinados aumentam os níveis de inflamação nos tecidos.

  • Isso se deve aos desequilíbrios que causam na glicose no sangue que, por sua vez, afeta as funções que transformam as proteínas em fontes de energia.
  • Seu consumo causa uma reação química conhecida como glicação, ou seja, um processo inflamatório que foi vinculado a doenças crônicas como a artrite e os problemas do coração.

6. Aumentam o risco de alergias e intolerâncias

O trigo é um dos principais desencadeantes de alergias e intolerâncias alimentares devido ao seu alto teor de glúten.

Essa proteína, presente em  muitos grãos, é de difícil digestão no corpo e pode causar uma resposta inflamatória que afeta muitos aspectos da saúde.

7. Causam depressão

O consumo de farinhas refinadas pode causar depressão

Os carboidratos que este alimento contém foram destacados como os responsáveis por seus efeitos negativos na saúde emocional.

Este nutriente, difícil de digerir, altera a química do cérebro e aumenta a sensação de cansaço crônico e insônia.

Apesar de poder-se pensar que é energético, na realidade afeta o estado físico e mental, e diminui nossa produtividade.

De quanto em quanto tempo você consome este alimento? Se você acaba de se dar conta de que faz isso de forma recorrente, comece a trabalhar para evitar as farinhas refinadas em sua alimentação e substituí-las por alternativas saudáveis.

Ainda que tenhamos nos acostumado a usá-las nas receitas, na realidade há muitas opções interessantes e deliciosas que não prejudicam a nossa saúde.

Recomendados para você