Como evitar pedras na vesícula biliar? - Melhor com saúde

Como evitar pedras na vesícula biliar?

O fígado e a vesícula se regeneram durante a madrugada, por isso é melhor jantar em pequenas quantidades ou então fazê-lo mais cedo, para não sobrecarregá-los de trabalho.

As pedras na vesícula são depósitos duros e similares à cristais de rocha que são formados dentro da vesícula biliar, devido a um excesso de gordura relacionado aos níveis de colesterol.

A parte da população que mais sofre com as pedras são as mulheres com mais de 40 anos, loiras e com sobrepeso, mães de vários filhos.

Apresentamos alimentos e suplementos que ajudam a melhorar o funcionamento da vesícula e a reduzir os cálculos biliares, especialmente se fatores genéticos estão envolvidos.

Alimentos prejudiciais

Para cuidar do fígado e da vesícula, é imprescindível evitar os seguintes alimentos:

Além de não consumi-los diariamente, é muito importante que saibamos que o fígado e a vesícula se regeneram durante à noite e, por isso, é melhor jantarmos pouco ou cedo, para que não tenhamos que digerir o alimento durante à noite.

Além disso, repassamos alguns alimentos e suplementos que serão muito benéficos:

Levedura vermelha do arroz

A levedura vermelha do arroz provém da cultura oriental e tem importantes benefícios, como reduzir os triglicerídeos e o mau colesterol e aumentar o bom colesterol. Posto que os cálculos na vesícula estão muito relacionados ao colesterol, é recomendado tomar durante um tempo esta levedura. Este suplemento pode ser encontrado na forma de comprimidos, em pó ou em extrato.

Rabanete negro

O rabanete negro, uma variedade de destaque entre os diferentes tipos de rabanete, é uma planta selvagem, de origem desconhecida, com numerosas propriedades medicinais, especialmente para o estômago e para o fígado.

Contêm fibras, aminoácidos, vitaminas do grupo B, vitamina C e minerais. Entre seus componentes se destacam os glucosinolatos que têm importantes propriedades na elevação da produção de bile e facilitação do esvaziamento da vesícula biliar.

É muito recomendado consumir o rabanete negro quando o fígado estiver congestionado ou quando se estiver sofrendo com má digestão ou outros problemas digestivos. Pode comê-lo também após refeições pesadas e excessivas, para ajudar a limpar o organismo.

A parte empregada em seu uso tradicional é a raiz, muito usada na cozinha, em saladas, como complemento e para decorar alguns pratos.

rabanete-lady_k

Quelidónia-maior

Usada pela primeira vez próxima ao Mediterrâneo, a Quelidónia-maior (Chelidonium majus) é principalmente de origem europeia, mas também pode ser encontrada em algumas partes da Ásia. A Quelidónia aumenta a formação de bile, evita a formação de cálculos biliares na vesícula e nos dutos biliares.

Pode ser tomada em forma de infusão ou extrato, segundo a dose indicada.

celidonia-sara-gregg

Vitamina C

A vitamina C é um suplemento muito benéfico para manter ativo o sistema imune, e neste caso, ajuda a impedir a cristalização de cálculos na vesícula. 

Tome na forma de comprimidos, divididos ao longo do dia em várias doses, ou consuma diariamente alimentos que contenham vitamina C em quantidade abundante.

Enemas de café

Este é um remédio antigo que muitas pessoas praticam. Consiste em fazer lavagens com café ecológico tostado e em pó.

Ferva 1 litro de água com três colheradas de sopa de café, 5 minutos em fogo alto e 15 minutos em fogo baixo. Filtre até não restar nenhuma borra de café. Quando estiver morno, use meio litro para as lavagens, tente aguentar 10 ou 15 minutos. Este remédio é muito potente e pode ajudar inclusive pessoas que retiraram a vesícula.

Limão e azeite de oliva

Existe um remédio simples que ajudará a limpar e tonificar a vesícula.

Tome uma colherada de suco de limão natural e uma colherada de azeite de oliva de primeira pressão a frio a cada manhã, em jejum. Depois espere meia hora, beba um ou dois copos de água e tome o café da manhã. Este procedimento também ajudará especialmente pessoas que sofrem com a prisão de ventre.