Alimentos que podem causar pedra nos rins

Existem alimentos que podem causar pedra nos rins?

Além de reduzirmos a ingestão de sal como condimento, também é importante prestar atenção aos produtos que consumimos, pois muitos podem tê-lo incorporado e, assim, nos prejudicarem.

Se você tiver cálculo renal, é imprescindível adotar uma alimentação saudável e específica, de acordo com sua condição. A alimentação as pode eliminar ou fazer com que o quadro piore.

Neste artigo, vai aprender mais sobre os alimentos que podem causar pedra nos rins

O que saber sobre cálculo renal

Antes de passar para a informação sobre os alimentos que você não deve consumir, caso seja propenso a apresentar pedra nos rins, será bom que conheça certos aspectos sobre esta patologia.

Um cálculo renal se forma a partir de partículas microscópicas conhecidas como cristais. Para a maioria das pessoas, os compostos de urina evitam o aparecimento  de massas ou pedras, contudo não é assim que ocorre em todos os organismos.

O tipo mais frequente de cálculo é formado por oxalato e cálcio  (75% dos casos). Mas cada paciente pode necessitar de um tratamento diferente, de acordo com a pedra que formou. Também depende do tamanho e da periodicidade com que elas aparecem.O-que-saber-sobre-as-pedras-renais

Os sintomas ou sinais de pedras nos rins são:

  • Dor na parte inferior das costas (abaixo das costelas) e na parte lateral da coluna.
  • Dor intensa por períodos de 20 a 60 minutos.
  • Desconforto que atinge o abdômen e as virilhas.
  • Sangue na urina.
  • Urina escura e com cheiro muito desagradável.
  • Dor ao urinar.
  • Vontade constante de urinar  (e quando vai ao banheiro, só saem algumas gotas)
  • Náuseas
  • Vômitos
  • Calafrios
  • Febre (se houver infeção)

Veja também: Como eliminar pedras da vesícula naturalmente

Consultar-medico-por-pedras-renais

A alimentação e o cálculo renal

A dieta pode ser suficiente para que não se formem novos cálculos. É muito provável que o médico prescreva a moderação do consumo de sal, mas também de outros nutrientes como, por exemplo:

  • Cálcio
  • Sódio
  • Oxalato
  • Potássio
  • Proteínas

No caso de sofrer de cálculo de cálcio, é vital deixar de consumir sal em todas as suas formas (também em alimentos muito salgados ou já preparados). E também você deve reduzir ao mínimo o cálcio em todas as refeições.

 Contudo, terá que considerar que isso pode provocar outros problemas como, por exemplo, osteoporose ou perda de massa óssea.

As pessoas que tenham sofrido de cálculo de oxalato necessitam diminuir o consumo de todos os alimentos que contenham esse composto. Entre eles se encontram:

  • Amendoins
  • Café
  • Beterraba
  • Feijões
  • Amoras
  • Morangos
  • Framboesas
  • Groselhas
  • Ruibarbo
  • Uvas
  • Chocolates
  • Salsa
  • Verduras (especialmente espinafre)
  • Laranjas
  • Farinha de trigo
  • Cerveja
  • Levedura de cerveja
  • Tofu
  • Pimenta
  • Nozes
  • Batata doceA-alimentação-para-evitar-pedras-renais

Por sua vez, está provado que levar uma dieta rica em açúcares, pode ser um fator determinante para a formação de pedras. Isso se deve ao fato de interferirem no metabolismo do cálcio, do magnésio e dos minerais que se encontram no corpo.

E muita atenção com os refrigerantes e sucos artificiais! Mesmo que o rótulo diga que têm poucas calorias, apresentam uma boa quantidade de açúcares e não se incluem na quantidade diária de líquidos que devemos consumir.

Para qualquer dos dois tipos de cálculo se recomenda aumentar o consumo de líquido. Isso ajudará a evitar que as pedras, que se encontram nos rins, aumentem de tamanho ou que se formem novas pedras.

A quantidade de água que se deve ingerir dependerá de vários fatores:

  • Idade
  • Peso
  • Gênero
  • Altura
  • Atividades realizadas
  • Época do ano
  • Outras doenças (obesidade, diabetes, colesterol)Dor-e-pedras-renais

A  urina com menor concentração de resíduos e com maior quantidade de água reduz o risco de se formarem os cálculos, por isso é recomendado beber líquidos. Além da água mineral, pode-se optar por infusões naturais e sucos caseiros.

Uma questão importante em relação à dieta é a quantidade de proteína que se consome. Várias  investigações têm confirmado que as fontes de proteína de origem animal podem ser prejudiciais para as pessoas vulneráveis ao cálculo renal.

Você não precisa se tornar vegetariano, se não desejar, mas é conveniente prestar atenção ao consumo semanal deste tipo de carnes:

  • Vaca
  • Frango
  • Porco
  • Peixe

Também os ovos e os produtos lácteos têm este tipo de proteína. Diminua o mais possível aquelas receitas que contêm muito leite, queijo ou manteiga.

E o que ocorre com as vitaminas? Algumas podem ser benéficas, outras prejudiciais; e estas são as que não têm incidência na formação de pedra nos rins:

  • Vitamina B (incluindo niacina, riboflavina e tiamina): não provocam efeitos prejudiciais nos pacientes com cálculo renal. Lembre-se de que a vitamina B2 pode dar um tom mais amarelo à urina.

E isso pode impedir a análise da cor, perante um episódio doloroso.

  • Vitamina C: os citrinos e outras frutas e verduras contêm níveis elevados desta vitamina. E, ainda que seja boa para evitar a gripe e aumentar as defesas, pode ser uma das causas de desenvolvimento de pedras renais.

Por isso, é importante reduzir o consumo de todos os alimentos com muita vitamina C.

Recomendamos que leia:  É conveniente consumir lácteos para prevenir a osteoporose?Vitaminas-e-pedras-renais

Capítulo dedicado ao sódio

Já falamos um pouco sobre o consumo de sal, contudo vale a pena aproveitar estas últimas linhas para informar que ele é o maior responsável pelo aparecimento de pedras nos rins.

Estes órgãos devem trabalhar o dobro ou o triplo, se comermos sal em excesso.

Quando o especialista nos aconselha diminuir o consumo de sódio, o que fazemos é  deixar de colocar sal na comida. No entanto,  muitos dos produtos que compramos no supermercado estão repletos de cloreto de sódio e podem nos fazer mal.

Entre esses alimentos podemos destacar:

  • Sopas instantâneas
  • Caldos de sopa
  • Enchidos
  • Presunto
  • Fast-foods
  • Alimentos empanados
  • Bicarbonato de sódio
  • Fermento em pó

Pelo que você já sabe, preste muita atenção aos componentes de cada coisa que come.  Pois podem provocar um aumento de cálculos renais sem você perceber!