Fígado inflamado? Sintomas e dieta adequada - Melhor Com Saúde

Fígado inflamado? Sintomas e dieta adequada

As infusões de cardo mariano e dente de leão podem lhe ajudar a tratar o fígado inflamado.
fígado inflamado

Um fígado inflamado é resultado de uma reação que ocorre quando suas células são atacadas por substâncias ou micróbios causadores de doenças. Por se tratar de um órgão vital que desempenha várias funções fundamentais para a saúde, devemos ficar muito atentos para identificar uma potencial inflamação e tratá-la o antes possível.

Estes são os principais sintomas associados ao fígado inflamado, por isso, se estiver sentindo algum deles, consulte um médico para obter um diagnóstico e, se for o caso, iniciar o tratamento para combater a inflamação

Sintomas do fígado inflamado

1. Icterícia

Esta condição ocorre quando a pele e a parte branca dos olhos adquirem uma coloração amarelada devido ao acúmulo de bilirrubina (um pigmento da bile) no sangue. A inflamação no fígado impede que ele elimine esta substância normalmente, portanto seu acúmulo é indicativo da doença.

A icterícia pode causar também coceira no corpo todo, e em casos extremamente severos a perda de algumas funções cerebrais.

2. Dor abdominal

Para reconhecer uma inflamação no fígado, a dor deve ser sentida na parte superior direita do abdômen. A dor e o desconforto podem ou não estar acompanhados de inchaço na região.

Os pacientes costumam sentir uma dor latejante e persistente, ou dores agudas e intensas. Nos dois casos, elas são aliviadas temporariamente com a ajuda de medicamentos, mas voltam quando o efeito acaba.

figado

3. Mudança na urina e nas fezes

A coloração da urina muda para um amarelo mais escuro e intenso, devido ao acúmulo de bilirrubina que o fígado não está conseguindo eliminar.

A inflamação no fígado pode influenciar negativamente o processo digestivo, causando prisão de ventre, sintomas da síndrome do intestino irritável ou mudança na característica das fezes, que podem se tornar mais claras e conter um pouco de sangue.

4. Náusea

Devido a mudanças no metabolismo, na digestão e na capacidade do fígado de eliminar toxinas, a inflamação no fígado pode causar uma sensação persistente de enjoo e náusea.

Podem inclusive ocorrer ataques constantes e inexplicáveis de vômito, um forte indicador de doença no fígado, se não estiver acompanhado de problemas no estômago ou no trato intestinal.

5. Retenção de líquidos

A inflamação no fígado também pode causar retenção de líquidos nas pernas, tornozelos e pés. Isso ocorre, pois esta condição, em alguns casos, é acompanhada por problemas circulatórios, que fazem com que o líquido se acumule e não seja eliminado corretamente.

A região das pernas e pés é mais afetada simplesmente por causa da gravidade, mas alguns pacientes podem experimentar retenção também no abdômen.

Dieta para tratar o fígado inflamado

Uma dieta apropriada é fundamental para tratar a inflamação e manter o fígado sempre saudável. Siga estas dicas de alimentação para prevenir doenças neste órgão tão importante para o nosso corpo.

  • Evite o consumo de álcool, já que ele pode danificar as células do fígado, causando inchaço e cicatrizes que podem evoluir para um quadro de cirrose, doença que pode ser fatal.
  • Mantenha uma dieta balanceada, rica em frutas, vegetais, proteínas magras e grãos integrais, evitando açúcar, sal, farinha branca, fritura e alimentos processados.
  • Aposte nos vegetais crucíferos, como brócolis, couve-flor, couve manteiga, nabo e repolho, que contêm uma substância chamada sulforafano, capaz de estimular a atividade de enzimas desintoxicantes no fígado.

couve

  • Aumente a ingestão de nozes e castanha-do-pará. Elas são ricas em selênio, mineral com propriedades antivirais usado pelo fígado para desintoxicar a corrente sanguínea.
  • Consuma mais alho, já que este alimento é rico em enxofre, usado pelo fígado no processo de eliminação de toxinas. Ele também contém selênio e alicina, compostos importantes para o bom funcionamento deste órgão.
  • Acrescente beterraba à salada do dia-a-dia, pois ela é rica em flavonoides capazes de contribuir para a melhora das funções do fígado.
  • Coma mais abacate, já que essa fruta ajuda o corpo a produzir um antioxidante conhecido como glutationa, usado pelo fígado para filtrar resíduos e substâncias prejudiciais.
  • Aumente o consumo de limão. Além de rico em vitamina C, ele é famoso por ajudar no processo digestivo e na eliminação de toxinas.
  • Use mais açafrão para temperar suas refeições. Também conhecido como cúrcuma, essa especiaria ajuda o organismo a digerir gorduras e estimula a produção de bile.
  • Por último, faça do chá verde parte da sua dieta. Ele é rico em catequinas, um antioxidante poderoso capaz de melhorar o funcionamento do fígado.