Fique com quem você possa ser você mesmo com liberdade

Fique com quem você possa ser você mesmo, em sua essência e com liberdade

Devemos nos rodear de pessoas que nos aceitem como somos, com nossas virtudes e defeitos, e que, por sua vez, nos ajudem a ser melhores a cada dia.
Irmãs unidas

Fique com aquelas pessoas com quem você possa ser você mesmo em toda a sua essência e com total liberdade. Aquelas que tiram de você o que é sincero, genuíno e verdadeiro. Que aprofundem, que espremam seu ser e que lhe ajudem a aproveitar o quanto é maravilhoso ser você mesmo.

Fique com estas pessoas porque elas são tão maravilhosas que se tornam indescritíveis. Geram confiança plena e garantem o seu bem-estar a todo momento.

Fique com elas, porque manter este tipo de relação nos ajuda a nos aprofundarmos em nós mesmos, a marcarmos a nossa identidade, a nossa essência e os nossos interesses, assim como a fortalecer os vínculos com o entorno no qual estamos inseridos.

“Há gente, algumas pessoas, poucas, que ao sorrirem enchem o rosto de uma ausência de malícia que não é de adultos. Elas têm uma expressão de bondade que desarma, e de um ‘como estou bem, e como você vai ficar bem comigo.’
A estas pessoas, que quando sorriem nos levam à felicidade, ao bem-estar e ao apego imediato, você pode dar a sua alma, porque elas sempre estarão com você”.

Ser você mesmo é não se submeter às expectativas

Com frequência somos capazes de negar que gostamos de um determinado tipo de música ou que estamos interessados em um hobby ou outro. Pouco a pouco, vencidos pelas expectativas, vamos deixando de ser nós mesmos para o exterior, e o que é pior, em nossa vida interior também.

Em poucas palavras: sacrificamos a nossa essência. Acabamos nos reduzindo, minando nossas emoções e nos convertendo em um recorte daquilo que éramos, ou que ainda somos, mas não mostramos. Isso faz com que nossas relações sejam cada vez menos satisfatórias e mais frágeis.

Por isso, quando aparecem em nossas vidas pessoas cheias de calor e ternura, conseguimos nos sentir realmente bem, sem curativos emocionais e com novas ilusões e impulsos diante do dia a dia.

No entanto, infelizmente este tipo de conexão não é tão comum atualmente, por isso é ainda mais especial o fato de encontrar alguém com quem podemos compartilhar nossas experiências, sentimentos e pensamentos de forma totalmente sincera e natural.

Menina com flores que quer ser ela mesma

Fazer as pazes com você mesmo

Para conseguir aproveitar ao máximo estas trocas tão positivas, primeiramente temos que nos tornar amigos de nós mesmos, algo que, sem dúvida as pessoas autênticas podem nos ajudar a fazer.

Ou seja, ser você mesmo com total liberdade depende, em grande medida, do quão cômodos nos sentimos com nosso entorno, pois ele será um grande ponto de apoio para que nos sintamos válidos.

Além disso, estas pessoas nos ajudam a promover um trabalho interior articulado nestes pontos:

  • Aceitar-nos como pessoas únicas e insubstituíveis é um aspecto básico e indispensável. É perfeitamente normal que queiramos mostrar nosso rosto mais amável ou desejável aos demais. No entanto, agir de maneira natural é o que realmente será mais genuíno, sincero e, principalmente, atraente para os outros.
  • Não devemos nos focar na imagem que os demais têm de nós, e sim na imagem que nós projetamos aos outros. Isso nos ajudará a sermos mais autênticos e espontâneos.
  • Ter claro que nosso valor não depende de como é aquilo com o qual nos comparamos. É importante trabalharmos para sermos cada vez melhores de acordo com os nossos próprios ideais e valores, e não para superar outra pessoa.

Pessoa feliz com ela mesma

Mantenha ao seu lado aqueles que fazem você se tornar uma pessoa melhor

Ser você mesmo for um grande objetivo em um mundo no qual o que se vende é o que está relacionado às aparências e ao que os outros acreditam ser desejável. É isso que, por sua vez, nos transforma e nos impede de formar relações realmente sólidas e sinceras.

Poder mostrar a nós mesmos com liberdade diante dos demais e saber que somos queridos é algo tão magnífico quanto incomum, por isso devemos ter cuidado e atender aquelas pessoas que tornam nossa vida mais bonita.

Graças a estas relações sabemos que a ausência ou a distância não significam nunca o esquecimento, e sim que o carinho por esta pessoa sempre irá permanecer quando for sincero.

Também sabemos que cada passo deve levar à construção da mais absoluta sinceridade, por isso devemos evitar que nos contaminemos com egoísmos, dependências, e excessos emocionais.

Pessoas felizes com elas mesmas

A comunicação e a expressão sincera de nossos pensamentos e emoções nos aproxima e nos faz sentir um grande apreço por aqueles que realmente nos ouvem e nos aceitam como somos, de maneira natural, sem julgamentos nem expectativas.

Por isso, devem fazer parte da nossa vida aquelas pessoas que somem, que tenham a intenção de nos fazer bem. E, por outro lado, devemos nos afastar daquelas pessoas que subtraem e que não demonstram que estão ao nosso lado para fazer o bem.

Uma nota ao leitor

Se você se interessa em saber algo mais sobre o apreço, o amor e a sensibilidade na essência de nossas relações, recomendamos a leitura do capítulo 8 do livro “O Animal Social”, de Elliot Aronson, um texto sobre psicologia social que será um verdadeiro prazer para os mais curiosos.