Formas de prevenir um derrame cerebral - Melhor Com Saúde

Formas de prevenir um derrame cerebral

Você sabia que as consequências de um derrame cerebral podem chegar a ser tão graves que podem causar a morte? É precisamente por isso que neste artigo veremos a melhor maneira de prevenir um derrame cerebral, conheceremos os sintomas que podem alertar e, dessa maneira, podemos estar muito mais atentos a qualquer risco.

Por que acontece?

Um derrame cerebral acontece quando os vasos sanguíneos que se encontram localizados dentro do cérebro são obstruídos, seja pela presença de um coágulo ou por uma hemorragia de qualquer espécie. Os sintomas dependem da gravidade do assunto.

Principais sintomas

Quando um derrame cerebral se apresenta várias áreas do corpo e dos sentidos são afetadas, principalmente a memória, a mobilidade, a fala, o comportamento e, inclusive, os pensamentos. Estes sintomas assim como alguns sinais podem sinalizar que algo não anda bem, eles podem aparecer de maneira súbita ou em alguns casos podem aparecer de modo pausado durante algumas horas, dias ou semanas.

Sinais de um possível AVC

AVC

  • Entumecimento
  • Debilidade ou paralisia súbita na face ou em um lado do corpo
  • Dificuldade para falar ou entender
  • Visão borrada
  • Dor de cabeça muito forte e repentina com uma pressão arterial muito alta
  • Tontura
  • Perda de equilíbrio ou do controle dos músculos

Se você apresenta estes sinais é uma emergência! E por isso busque ajuda médica rapidamente, pois o quanto antes você seja atendido(a), mais chances você tem de reparar o dano causado sem maiores consequências.

Recomendações para prevenir um AVC

Manter um bom controle sobre a pressão arterial

Quando a pressão arterial é maior que 130-80, ela se converte em um fator de risco muito alto, o que pode causar um derrame cerebral. Como a pressão alta não provoca sintomas, é indispensável solicitar uma consulta médica e pedir o médico um exame adequado para verificar se a pressão arterial está nos níveis normais, do contrário seguramente o profissional fará as recomendações pertinentes. Algumas delas serão, principalmente, referentes à alimentação e mudanças em alguns hábitos de vida como, por exemplo, fazer exercício físico e deixar de fumar ou beber álcool (caso o faça).

Somente se for absolutamente necessário e se a pressão tenha chegado a um ponto incontrolável o médico prescreverá alguns medicamentos.

Controlar o peso

Se uma pessoa apresenta sobrepeso, é importante tratar de perder estes quilos a mais, posto que este é outro fator de risco para sofrer um AVC. A maneira adequada de reduzir o sobrepeso é mediante uma boa atividade física e fazer todo o possível para manter uma alimentação saudável, na qual estejam presentes frutas e verduras, tratando o máximo de evitar os alimentos ricos em gorduras e açúcares.

Alimentação saudável

Uma alimentação balanceada na qual a prioridade são os alimentos saudáveis realmente faz a diferença, já que nós estamos nos protegendo do risco de sofrer um derrame cerebral, de sofrer diabetes, colesterol alto, triglicerídeos, pressão arterial, entre outras coisas mais.

Para conseguir manter uma alimentação saudável devemos evitar os alimentos fritos e as comidas rápidas, aumentar o consumo de frutas, verduras, legumes, cereais integrais, peixes, frango ou peru.

Lembre-se: é melhor prevenir que remediar.