Hipersensibilidade e inflamação nos seios e suas causas

Hipersensibilidade e inflamação nos seios: causas que devemos ter em conta

A hipersensibilidade dos seios pode ser causada por vários motivos, como mudanças hormonais típicas da menstruação, gravidez ou por alguns medicamentos.
Hipersensibilidade e inflamação nos seios e suas causas

Mas se a dor for recorrente, pode ser um sintoma de inflamação ou algo mais grave. Quase todas as mulheres sentem os seios mais inchados e sensíveis logo antes da menstruação, o que é normal. A sensibilidade tende a desaparecer quando o sangramento para.

Neste artigo falaremos sobre algumas disfunções que podem ser mais preocupantes. Confira.

Hipersensibilidade e inflamação nos seios: qual a causa?

Não importa a idade; adolescentes, jovens ou mulheres que já chegaram à menopausa, sofreram alguma vez com a hipersensibilidade dos seios.

Entretanto, como sempre ocorre nesses casos, quando nosso corpo detecta uma doença ou dor, é um sintoma de que existe algum processo associado. Vejamos algumas possíveis causas para a dor nos seios.

1. O ciclo menstrual

Hipersensibilidade-e-inflamação-nos-seios-no-ciclo-menstrual

Esta é a causa mais comum que leva os seios a ficarem muito sensíveis, ocorre sempre em aqueles dias prévios à menstruação.

Além da hipersensibilidade nos seios, é comum que a mulher note inchaço nas mamas, pressão e cólicas no ventre e uma sensação de peso na parte baixa das costas.

Tudo isso tem como origem um aumento dos hormônios no sangue para a liberação do óvulo durante a ovulação, parte essencial do ciclo menstrual. Os sintomas variam de acordo com a predisposição da mulher e podem ser intensificados por situações de estresse.

2. A gravidez

A dor nos seios é um sintoma comum em mulheres grávidas, também por causa de alterações hormonais, bastante intensas nesta fase.

Os seios da mulher grávida incham e doem porque os dutos de leite estão se expandindo para alimentar o bebê.

É um dos primeiros sintomas de gravidez e que se torna mais evidente à medida que o parto se aproxima. Se você notar mudanças muito drásticas nos seios durante a gestação ou durante a amamentação, por exemplo, dor nos mamilos ou uma secreção de cor escura ou sanguinolenta, não hesite em procurar um médico. Dor intensa que se irradia do seio para as costas também pode ser um sintoma de mastite.

3. Alguns medicamentos

Devemos ter em conta os efeitos adversos que alguns tipos de remédios podem ocasionar. Por isso, sempre consulte seu médico para conhecer os possíveis efeitos que alguns tratamentos podem trazer para nosso corpo.

As pílulas anticoncepcionais e medicações de reposição hormonal, antidepressivos e esteroides sãos as substâncias que mais comumente provocam hipersensibilidade nos seios.

4. Mastite

A mastite tem sua origem na obstrução dos dutos do leite. A causa pode ser uma infecção por bactéria ou por fungo e, por isso, você deve prestar atenção aos seguintes sintomas:

— Enrijecimento dos seios.
— Dor muito intensa, até mesmo com o simples roçar das roupas nos mamilos.
— Febre.

5. Presença de cistos nas mamas

Outra causa de inflamação nos seios é a possível presença de cistos. Mas você não precisa se preocupar, pois, na maioria dos casos, não é um problema de saúde grave. É comum surgirem cistos nos seios antes da menstruação. Eles se dissolvem após o sangramento, naturalmente.

Entretanto, é fundamental fazer todos os exames de rotina, pois o médico poderá identificar cistos que possam indicar um problema mais grave. Os cistos são pequenas bolsas de líquido que se formam no interior dos seios e, em sua maioria, são benignos.

Como diminuir a hipersensibilidade nos seios?

Se você sofrer com algum processo inflamatório que deixa os seios doloridos, é importante fazer alterações na dieta que não aumentem a inflamação. Para isso, reduza ou elimine o consumo de gorduras saturadas, frituras, doces, sal, café, chocolate, alimentos processados e picantes. Faça isso, sobretudo no período pré-menstrual.

Beber chá de gengibre ou de sálvia também é muito bom para combater a inflamação naturalmente. Aumente o consumo de alimentos ricos em vitamina E e B, como por exemplo:

— Amêndoas
— Abacate
— Azeite de oliva
— Espinafre
— Brócolis
— Couves e Bruxelas
— Linhaça

Evite também o uso de roupas muito justas e sutiãs apertados. A obesidade também pode causar dor nos seios, por aumentar o peso e porque a gordura oferece mais riscos de inflamações, por pressionar os dutos mamários. Utilize compressas com água de lavanda ou alecrim fresco para aliviar a dor causada por uma possível inflamação nos seios.