Hoje vou espantar o desânimo para ter um bom dia! - Melhor Com Saúde

Hoje vou espantar o desânimo para ter um bom dia!

Hoje vou espantar o desânimo de minha mente para me permitir ter um bom dia. Sabemos que isso não é fácil de conseguir e que, algumas vezes, ter um bom dia nem sempre depende só de nós mesmas.

No entanto, é necessário manter um adequado controle das rédeas de nossa vida, porque somos nós os artífices de cada um de nossos passos e quem merecemos essa felicidade cotidiana que ninguém deveria vetar de nenhum modo.

Sua atitude é importante, assim como sua força de vontade e a habilidade para ser assertiva, para dizer não quando for necessário e impor limites que permitam que você desfrute de seus espaços privados. Nisso se baseia nosso crescimento pessoal.

Hoje convidamos você para colocar em prática estas simples estratégias para aproveitar um bom dia.

Sua atitude é o mais importante para vencer o desânimo

Olhe-se no espelho por alguns segundos. Deixe de lado a maquiagem, os brincos ou o penteado novo que hoje você iria experimentar. Há algo que vai além da roupa e da aparência física.

Com qual atitude você vai começar o dia hoje?

Certamente, em mais de uma ocasião, ao ir para o trabalho, ao sair de casa para levar as crianças na escola, você se encontrou com alguém que, parecia estar tranquilo, mas logo depois já transmitiu algo negativo. É a expressão, o mau gênio, o abatimento.

São pequenas coisas que vão alem da aparência física e que se aderem a nós. Ao nosso ânimo, à nossa força e motivação.

  • Para ter um bom dia você deve acreditar de verdade que o merece.
  • De manhã, vista-se com uma atitude lutadora. Em algumas ocasiões falamos do “positivismo”, mas ser positivo não vale nada se não acreditarmos realmente e não fazemos um bom ajuste de nossa realidade.
  • Todos sabemos as dificuldades que temos, todos conhecemos nossos problemas, assim de nada vale deixá-los de lado e esquecê-los. É necessário encarar os problemas de frente, por isso a necessidade de assumir uma atitude forte, lutadora.

Essa é a atitude de quem vai além do positivo e que é capaz de encarar, de ser resiliente.

Mulher-segurando-uma-flor

Temos que aprender dos momentos ruins

Há quem, depois de um dia ruim, decide se afundar nestes momentos negativos e tornar crônico este estado. Não é o adequado. Pelo contrário, a partir deste abatimento prévio podemos cair em uma depressão.

Para isso, é necessário que tenha em conta estas reflexões:

  • A vida nem sempre é fácil e ninguém nos garantiu que a felicidade iria nos acompanhar todos os dias.
  • Quem não passou por uma decepção, um fracasso, uma perda ou, simplesmente, errou, é quem ainda não viveu de forma plena, quem nunca saiu de sua zona de conforto.
  • Os dias ruins devem nos ensinar a sermos fortes. Aparecem para nos testar, para nos desafiar e nos mostrar que as dificuldades podem nos guiar para sermos mais sábios e mais hábeis.

Tenha isto em mente:

  • Se você passou por dias difíceis… Como não vai sobreviver aos dias muito ruins?
  • Só é preciso colocar em prática estas estratégias que você já conhece: a confiança em você mesma, a segurança de que tudo passa, de que há dias bons e dias ruins.
  • Com uma boa autoestima e determinação você vai poder espantar este desânimo e poder ter um bom dia.

Não deixe que ninguém traga seus próprios desânimos para sua vida

Borboletas

Você escolhe com quem deseja se preocupar, só você decide quem guardar em seu coração e pensamentos. Não podemos negá-lo. Algumas vezes são muitas as pessoas que se aproximam de nós, contando seus problemas, suas desgraças, transmitindo negatividade.

Há quem o faz sem se dar conta, porque necessita deste desabafo cotidiano sem pensar primeiro qual “carga” os demais carregam.

  • No entanto, evite ser responsabilizado por problemas que não são seus. Não carregue mais peso além dos que você já leva porque, do contrário, não aguentará sequer os seus assuntos.
  • Aprenda a priorizar a cada dia não só as tarefas, mas também as emoções.
  • Se houver amigos ou familiares que você ama, mas que são um pouco negativos, limite um pouco a convivência. Não se trata de romper relações, mas sim de manter uma saúde emocional, onde se está protegido.
  • Preocupe-se com as pessoas que você ama, mas sempre de forma construtiva. Não guarde dor sem finalidade,  que a preocupação resulte em forças para buscar soluções. Que sua atitude seja a de manter a esperança para que cada dia seja um bom dia, onde tudo pode melhorar.

Para concluir, sabemos que nem sempre é fácil sair de casa com um sorriso no rosto. No entanto, se houver algo que devemos ter claro em nossa mente é que os pensamentos mudam as atitudes e alimentam emoções.

Desta forma, não perca tempo. Reoriente seus pensamentos para esta superação pessoal, crie um ânimo forte e capaz que permita de verdade ser feliz a cada dia. Como você merece.