Importância de cuidar dos pés - Melhor com saúde

Importância de cuidar dos pés

Pode ser que você não pense com muita frequência na saúde de seus pés, mas eles são parte essencial de quase tudo o que você faz.


Seja para andar, correr, exercitar-se ou apenas ficar em pé, ter pés confortáveis e bem cuidados (ao invés de doloridos) torna a experiência muito mais prazerosa. Por esse motivo, saber como cuidar de seus pés é importantíssimo.

E isso não é apenas questão de se sentir bem. Quando seus pés não recebem a atenção de que precisam, podem desenvolver problemas crônicos que possivelmente incomodarão durante anos.

Em muitos casos, há alguns alongamentos e exercícios simples que podem ajudar a manter os pés em forma.

Esse artigo apresentará algumas ideias, além de orientações valiosas que o tornarão um especialista em comprar calçados – capaz de sempre escolher sapatos confortáveis e que lhe deem sustentação (no tamanho certo).

Entretanto, existem algumas situações em que não se recomenda que você cuide de seus pés por conta própria.

Quando ocorre alguma lesão séria ou uma emergência, você deve procurar um podólogo ou até mesmo um pronto-socorro. As pessoas que têm problemas constantes de circulação ou diabetes também devem se consultar com um médico para resolver quaisquer problemas relacionados aos pés.

Aqui vai o porquê: problemas de circulação geralmente estão associados a pés de pessoas de idade, mas o fato é que qualquer pessoa pode ter esse tipo de problema. Quando não há sangue suficiente circulando nos pés, você pode sentir formigamento, dormência, cãibra e descoloração da pele e das unhas.

Circunstâncias do dia-a-dia podem limitar o fluxo de sangue: quando os pés ficam gelados ao ar livre ou em água fria; quando os sapatos, meias ou roupas íntimas estão muito apertadas; mesmo quando você fica sentado por muito tempo com as pernas cruzadas.

Fumar diminui a circulação do corpo todo, assim como beber muito café ou refrigerante cafeinado (tanto a nicotina quanto a cafeína comprimem os vasos sanguíneos).

E se você estiver sob muita pressão, seus nervos podem comprimir seus vasos sanguíneos pequenos, diminuindo sua capacidade de conduzir o sangue.

Outras pessoas têm problemas de saúde contínuos, como a diabetes, que faz a circulação ficar mais lenta.

Além disso, para a maioria de nós, um corte ou uma bolha no pé até incomoda, mas é um problema relativamente insignificante. Para um diabético, essas “pequenas” feridas podem ter sérias consequências. Os pés de um diabético têm duas desvantagens comuns que podem levar a problemas sérios e específicos.

Além da circulação reduzida, uma perda da sensibilidade nos pés, chamada neuropatia, pode fazer com que o diabético não sinta pequenas dores que normalmente indicam que nos cortamos ou machucamos. Como resultado, os problemas menores podem passar despercebidos e não serem tratados, assim desenvolve-se uma infecção.

Uma das melhores maneiras de evitar problemas nos pés é o cuidado preventivo. A seguir conheça alguns exercícios e alongamentos simples que podem reenergizar seus pés a qualquer hora do dia.

 

DICAS PARA CUIDAR DOS PÉS

 

Calosidade

 

pés.Shannon DeCourcey

 

Para retirar o excesso de calosidade é importante lixar a região dos calcanhares e a sola com uma lixa própria para os pés. O melhor momento para lixar os pés é depois do banho, já que a pele está mais mole.

 

Corte as unhas

 

Corte as unhas dos pés no máximo a cada 15 dias, de preferência após o banho. Também pode simplesmente apara-las com uma lixa. Não se deve cortar as unhas demais e nem deixa-las muito compridas. As unhas compridas contribuem para o acúmulo de sujeiras e resíduos, e as unhas muito curtas correm o risco de encravar.

 

Lave bem seus pés!

 

Não basta deixar que escorra a água quente durante o banho. Deve-se passar a esponja entre os dedos. Depois do banho é importante secar muito bem os pés, pois a umidade acumulada pode dar origem a micoses.