Jaxon Buell, o bebê que nasceu sem uma parte do cérebro

Jaxon Buell, o bebê que nasceu sem uma parte do cérebro e hoje desafia a ciência

Embora os médicos tenham alertado o casal de que o bebê viria com malformações, os Buell descartaram a ideia de abortar, e agora o pequeno Jaxon já completou 15 meses.
Jaxon Buell, o bebê que nasceu sem uma parte do cérebro

Jaxon Emmett Buell, um bebê que nasceu com uma malformação cerebral grave, superou todos os prognósticos médicos. Agora, ele está desafiando a ciência após completar o seu primeiro ano de vida, embora as expectativas após o seu nascimento fossem de que ele viveria apenas alguns dias, ou no máximo algumas semanas.

Depois de muitos exames e diagnósticos errôneos, os especialistas que acompanham o caso puderam determinar que Jaxon sofre de uma malformação chamada micro hidrocefalia, a qual impede o desenvolvimento adequado de seu cérebro.

Esta grave condição interferiu na formação de seu cerebelo, desenvolvendo consequências posteriores no que se refere a seu equilíbrio e coordenação; além disso, fez com que o seu tronco encefálico fosse mais fino do que o normal, o que, por sua vez, causa um impacto negativo em seu desenvolvimento motor.

Apesar da gravidade do seu problema, sua história se tornou viral em todo o mundo, e agora Jaxon é conhecido como o “bebê milagre.” Os médicos seguem dando poucas esperanças em relação à sua expectativa de vida, mas após superar o seu primeiro aniversário, seus pais acreditam que ele possa seguir avançando.

A história

Jaxon-Buell

Brittany e Brandon Buell, os pais de Jaxon, ficaram muito felizes com a notícia da gravidez. Infelizmente, ao chegar à décima sétima semana de gestação, eles foram alertados sobre uma malformação cerebral do feto, que reduziria ao máximo as suas probabilidades de vida.

Diante disso, os médicos deram a eles a opção de interromper a gravidez ou continuar com ela, mas sendo conscientes do risco que isso implicaria.

Brandon, pai do menino, assegurou-se de que a decisão de continuar com a gestação fosse tomada depois de perguntar aos médicos se o pequeno estava sofrendo, ou se colocava em perigo a vida de Brittany.

Como os especialistas responderam que não, ambos os pais descartaram a ideia de abortar.

Embora ambos sejam cristãos, Brandon garante que se houvesse algum risco, a decisão teria sido diferente.

Jaxon-Buell

Desde que receberam a má notícia até que a mesma se tornasse viral no mundo todo, estes pais receberam fortes críticas que os chamam de “egoístas” por ter permitido que o bebê nascesse mesmo sabendo que ele iria estar cheio de limitações.

A respeito disso, Brandon fez as seguintes afirmações para o jornal britânico Daily Mail:

“Quem somos nós para decidir? Um filho foi concedido a nós, uma oportunidade, e nós tínhamos que falar com ele. Em que momento escolher a vida se transformou em um ato egoísta e condenável?”

Embora muitos não estejam de acordo, é maior o número de pessoas que se comoveu com a história, assegurando-nos de que este é outro de tantos milagres que a ciência não pode explicar.

Uma doença sem cura

Jaxon-Buell

Desde o momento em que nasceu, durante três semanas, Jaxon esteve conectado a diversas máquinas na unidade de terapia intensiva, enquanto os médicos tratavam de estabelecer qual era a sua condição.

Os especialistas determinaram que o pequeno não poderia caminhar, ouvir, ver, ou conseguir expressar que tinha fome. E realmente foi assim. O bebê tem que ser alimentado através de um tubo de alimentação e suas limitações ficam cada dia mais complicadas.

Agora, com cerca de 15 meses, o pequeno é um sobrevivente, mas deve seguir lutando contra todos os seus problemas de saúde.

Seus pais receberam muito apoio através da página no Facebook “Jaxon Strong”, que tem mais de 300 mil seguidores, e a página web GoFundMe que serviu para arrecadar cerca de USD 150 mil em doações, todas destinadas a custear os tratamentos médicos necessários.

A doença de Jaxon não tem cura, e ainda que o menino tenha completado a marca de um ano de idade, sua expectativa de vida é baixa. Os pais do bebê sabem que precisarão de um milagre ainda maior para conservar seu filho, dado que são conscientes da gravidade de sua doença.

Atualmente, além de cuidar dele da melhor forma possível, os Buell aproveitam cada momento que podem compartilhar com ele.

A seguinte mensagem é uma parte do texto que pode ser encontrada nas páginas mencionadas:

“Nosso incrível e forte bebê nasceu no dia 27 de agosto de 2014, diagnosticado com micro hidrocefalia, uma malformação cerebral extremamente grave para a qual não existe cura. Jaxon já demonstrou o quanto é forte, inteligente e especial ao alcançar façanhas que os médicos duvidaram que ele seria capaz de fazer, e mostra melhoras a cada dia. Ele acaba de bater um recorde milagroso com a celebração de seu primeiro aniversário”.