Como limpar o organismo com o mate - Melhor com Saúde

Como limpar o organismo com o mate

O mate induz as enzimas a trabalhar mais e a proteger o corpo dos ataques cardiovasculares. Ele não é indicado para pessoas com ansiedade, distúrbios do sono ou doenças renais. Em algumas ocasiões, ele pode produzir acidez estomacal.

Essa infusão é típica de alguns países de nosso continente, incluindo o sul de nosso país, e sua tradição se estendeu à outras partes do mundo.

É preparada com folhas de erva mate trituradas, que são colocadas em um recipiente (no começo, eram colocadas dentro de uma tigela feita da casca de uma abóbora) e misturadas com água quente.

Pode-se beber amarga, com açúcar, com casca de limão ou laranja. É certo que essa erva é boa para o corpo e te contaremos o porquê.

 

Propriedades da erva mate

 

Podemos destacar duas principais propriedades da erva mate: age como tônico e é purificante. Isso ocorre porque a erva é diurética e ao consumi-la com água, como é de costume, essa propriedade é ainda mais eficaz. Além disso, contém antioxidantes, o que ajuda a reduzir o colesterol mau (o LDL) e aumentar o colesterol “bom” (HDL).

Algumas pesquisas apontaram que o mate faz com que as enzimas trabalhem mais e protejam o corpo contra ataques cardiovasculares. Também contribui com altos níveis de xantinas, muito boa para o bem estar geral. Em lugares onde a água não é potável, o chá mate serve como um purificador de bactérias e parasitas.

mate2

Essa infusão tradicional de muitos países da América do Sul favorece a atenção e as atividades intelectuais, é antidepressivo, não é viciante, contém menos cafeína que o chá, o cacau e até mesmo o café, e permite que a diurese ocorra mais rápido, eliminando as toxinas que se acumulam no corpo.

Mas atenção, esta erva não é indicada para pessoas ansiosas, com transtornos do sono ou doenças renais agudas. Outro fator é que um estudo revelou que muitos pacientes que a consumiram apresentaram problemas no esôfago, devido a temperatura da água e não por causa da erva em si. Também há casos de acidez estomacal em pessoas que consomem a infusão em jejum.

Tipos de chá-mate

 

Todos acham que a erva  “tradicional”, tomada com água quente de ferver, é amarga, mas existem outras maneiras de consumi-la:

  • Amarga: como já citamos, essa é a forma mais típica de consumir o mate e a mais escolhida na Argentina, no Uruguai, no sul do Brasil, na Bolívia e no Paraguai. É chamada de “chimarrão” por causa do cavalo que acompanhava ao gaúcho, principal bebedor desta infusão.
  • Doce: os tradicionalistas dizem que não é o verdadeiro mate. Nessa versão, adiciona-se açúcar, estévia ou adoçante; é mais consumida entre mulheres e crianças em Buenos Aires. Essa variação tem muito a ver com a imigração, pois espanhóis e italianos quiseram dar seu toque à bebida nessa região.
  • Com leite: ao invés de colocar água, se coloca leite com açúcar. O leite deve ser morno.
  • Com ervas: são incorporadas na infusão por cima ou entre a erva mate, para que tenha um sabor diferente ou se aproveitem mais benefícios medicinais, de acordo com as ervas escolhidas. Por exemplo: camomila, eucalipto, menta, boldo ou tília.

mate3

  • Como chá: não se coloca a erva mate no recipiente, mas sim dentro de saquinhos de chá. É popular entre os adolescentes e crianças. Uma xícara também pode ser usada.
  • Tererê: É tradicional do Paraguai e de parte da Argentina, onde viviam os guaranis. Ao invés de água, são adicionados suco (de laranja ou toranja), ervas (principalmente hortelã-pimenta ou lúcia-lima) e até rodelas de limão. A mistura é preparada em uma jarra e adicionada ao mate à medida em que se bebe.
  • Mate cozido: É uma infusão que vem em saquinhos, como o chá ou em fios. Prepara-se como um chá comum, mas tem gosto de mate. É comum na Argentina e no Uruguai.

Como limpar o organismo

 

Escolha uma das “versões” da erva que citamos acima, e beba-a diariamente. Especialistas afirmam que, ao consumir o mate de manhã, são maiores suas qualidades e benefícios para o organismo.

Muitos preferem bebê-lo no café da manhã, com biscoitos ou pão (ou também biscoitos de manteiga), outros preferem depois da primeira refeição, acompanhada de café com leite, croissant ou biscoitos, e  há aqueles que sempre tomam a infusão no meio do dia.

Se você não gostar do sabor, tente adoçar ou aproveitar a alternativa do tererê com suco durante os dias quentes.

mate4

Imagens oferecidas por Juan Pablo Olmo