Os 6 mitos mais populares sobre a gordura corporal

Os 6 mitos mais populares sobre a gordura corporal

Para conseguir tonificar o corpo quando perdemos peso, o mais conveniente é combinar rotinas cardiovasculares com exercícios de força, sendo conscientes de que não podemos emagrecer por áreas separadamente.
Os 6 mitos mais populares sobre a gordura corporal

Todos os dias são muitas as pessoas que tratam de combater a gordura corporal que gerou um problema de excesso de peso ou obesidade.

Quem tem o peso controlado faz um constante trabalho para não ganhar mais, pois quando se acumula no corpo, depois fica difícil se desfazer da gordura.

O inconveniente da maioria das pessoas é que, além de seus esforços, parece que nada serve para evitar que a gordura se deposite em diversas áreas do corpo.

Algumas vezes isto se deve a fatores genéticos ou problemas de saúde como os da tireoide; entretanto, quando não é assim, é provável que o problema se deva a algumas falsas crenças populares que se estenderam por todo o mundo.

Para todos aqueles que têm dúvidas sobre a gordura corporal, hoje vamos compartilhar esses 6 mitos populares que existem com respeito ao assunto. Descubra-os!

 

1. Ao deixar de se exercitar, o músculo se converte em gordura

Musculo-e-gordura

Pela perda de tônus muscular parece que é assim. Ao deixar de praticar exercício esses músculos que estavam firmes e tonificados começam a se amolecer.

Entretanto, não existe nenhuma só possibilidade de que os músculos se convertam em gordura, assim como gordura também não pode se transformar em músculo.

Ao fazer treinamento em aparelhos ou com pesos, os grupos musculares se fortalecem, portanto, ao deixar de trabalhá-los suas fibras se encolhem e perdem essa tonicidade.

Veja também: 9 relaxantes musculares naturais

2. O exercício de baixa intensidade ajuda a queimar gordura

Não! Embora esse tipo de atividade possa ter certos benefícios naquelas pessoas que têm algum tipo de lesão ou problema articular, a verdade é que não faz grande coisa para eliminar calorias.

Se o que você deseja é perder peso, o principal é aumentar o gasto calórico diário e reduzir a ingestão excessiva de calorias.

A chave para ter sucesso fazendo exercícios é se focar principalmente nos que ajudam a construir músculo, já que estes ativam o metabolismo e melhoram a capacidade para queimar essa gordura acumulada nos tecidos.

3. É possível escolher uma parte específica do corpo para queimar gordura

Exercicios-e-gordura

Este aspecto terá que ser levado em conta. Uma coisa é eliminar a gordura e outra muito diferente é tonificar uma área específica do corpo.

Alguns acreditam que os exercícios localizados podem ajudar a reduzir o peso de uma determinada área do corpo. O problema é que se forem feitos muitos esforços, no final não dá resultado.

O que acontece é que esses exercícios estão desenhados para reafirmar e moldar certas áreas difíceis de trabalhar, mas para que tenham o primeiro efeito é preciso combater o excesso de peso mediante a prática de outras atividades.

A perda de peso corporal se dá de maneira uniforme, quer dizer, ao queimar gordura da cintura, é provável que também haja uma diminuição significativa nos quadris ou outra área.

Por essa mesma razão é que sempre se aconselha a combinação de exercícios cardiovasculares com treinamento de força.

4. O melhor é eliminar ao máximo a gordura corporal

A maioria das pessoas é consciente do perigo que correm quando o excesso de gordura vai se acumulando no seu organismo.

Entretanto, é relevante saber que, em determinada quantidade, o corpo também necessita de gordura para realizar suas funções de maneira correta.

Por exemplo, é essencial para a segregação de alguns hormônios, o armazenamento de certas vitaminas e a regulagem da temperatura corporal.

Os níveis saudáveis são de aproximadamente 15% para os homens e de 22% para as mulheres. Ter menos ou mais envolve vários problemas de saúde.

Quer saber mais? Leia: Restabelecer seus hormônios para queimar gordura corporal

5. Quanto maior a transpiração, mais gordura se queima

Suor-e-gordura

De jeito nenhum! A quantidade de suor não tem nada a ver com o número de calorias que se perde durante o exercício.

A gordura se armazena no organismo para oferecer energia quando é necessário, razão pela qual não se pode eliminar mediante o suor e muito menos se derreter.

A sudorese é uma resposta biológica para regular a temperatura do corpo e através dela se elimina a água, em pequenas quantidades de substâncias químicas como a amônia, ureia, sal e açúcar. Daí a importância de repor líquidos depois de fazer atividade física intensa.

6. As massagens localizadas podem diminuir a gordura

A gordura atua como um combustível para o corpo e tem que ser utilizada para poder gastá-la. As massagens localizadas ou o uso de bandagens não favorecem o seu consumo.

Nesse sentido, o que fazem muitos dos produtos para emagrecer é desidratar de forma momentânea a zona onde foram aplicados para obter a diminuição de alguns centímetros.

Infelizmente, ela pode voltar a ser recuperada em questão de horas ou dias.