Ser mãe é ter o coração fora do corpo

Ser mãe é ter o coração fora do corpo

Ainda que nos custe, é importante deixar que os nossos filhos tomem as suas próprias decisões e errem, pois eles devem viver suas próprias experiências para aprenderem e crescerem.
Ser mãe é ter o coração fora do corpo

Ser mãe é uma escolha pessoal que cada mulher pode tomar quando acredita que é o momento. Não importa que você seja jovem, ou esteja naquele momento de equilíbrio pessoal e profissional onde, por fim, você diz para si mesma e ao seu parceiro que deseja dar o passo.

Ser mãe muda sua vida. Estabelece-se outra ordem de prioridades, o mundo é visto desde outra perspectiva e varia também o modo como você vê a si mesma. Nada pode ser tão grande e, ainda que você seja muito consciente de sua responsabilidade, é algo vivido com emoção e plenitude.

É muito comum dizer que ser mãe é ter o coração fora do corpo. É verdade, no entanto, também é preciso observar o papel dos pais, esse companheiro que lhe ajuda e que enriquece a sua vida, e que também é fundamental na vida de uma criança.

Em troca, se você e seu filho formarem uma família monoparental, também gerará medo e dúvidas. Porque a maternidade dá às mulheres uma sabedoria inata, onde os cuidados e essa conexão mágica com o seu filho é algo que vai crescendo dia após dia.

Laços afetivos desde o nascimento

Muitos especialistas dizem que o momento do parto é uma explosão hormonal capaz de criar uma ligação muito forte com a criança que acaba de chegar.

A oxitocina, por exemplo, é tão poderosa que, por vezes, pode não só aumentar essa união, esse vínculo com o recém-chegado bebê, mas também pode provocar estresse, sofrimento e essa sensação tão comum de… Será que estou fazendo direito? Você chora porque tem algo em que eu estou falhando?

Leia também: Dicas para aumentar a autoestima dos seus filhos

Sofrer as primeiras semanas é algo normal. Os bebês parecem muito frágeis, mas, na realidade, são seres destinados a viver e conseguem isso graças á sua força, e você cria esse vínculo com ele desde quando ele cresce dentro de você até o final da gravidez.

A importância de acariciar o seu bebe, de deixá-lo perto do seu coraçãoMae-e-filho

Com certeza que mais de uma vez você ficou espantada com notícias de bebês que morrem ao nascer e, que ao serem levados do calor de sua mãe, a criança, de forma quase espontaneamente, começa a chorar. Começa a viver.

A pele da mãe é uma extensão do filho e, portanto, é vital que não se perca essa união durante os primeiros meses. É parte de seu coração e nesses períodos, seu filho, precisa encontrar segurança, amor é esse apego que toda criatura precisa quando vem ao mundo.

Descubra: 5 palavras chave para educarmos nossos filhos

Você sabe que terá que cuidar sempre dele, mais o ajudará a ser independente, maduro, feliz

Seus filhos sempre serão parte de você, mas você os treinará para que sejam bons habitantes deste mundo. E, para isso, não hesitará em promover a sua união com cada aspecto de sua vida diária, mas, sabendo que a superproteção não é adequada.

As crianças devem ser capazes de aprender a se sentirem úteis, e ver que são capazes de fazer coisas por si mesmas, e que a vida, em algumas ocasiões, também requer esforço e dedicação.

Você estará sempre com eles, apoiando-os, dando-lhes  confiança para que se sintam seguros e alcancem cada estrela que habita em seus sonhos.

Ser mãe é oferecer os valores da terra, os valores do coraçãoMae-com-bebe

Você oferecerá ao seu filho aqueles valores que você possui e que sabe que ajudará a ser uma pessoa íntegra, feliz e, sobre tudo, capaz de fazer deste mundo um lugar muito melhor.

  • Como mãe, você ensinará o valor de ser livre, de ser capaz de tomar suas próprias decisões, de saber escutar sua voz e defender suas opiniões.
  • O ensinará cada dia a ter respeito pela natureza e por todo ser vivo. Porque todos merecemos viver em respeito e equilíbrio, porque a Terra é um lugar de harmonia e que merece ser defendido.
  • Ensinará a ele o valor do respeito, do simples ato de confiar em si mesmo e nos demais para unir vínculos, para saber estabelecer relações positivas e estáveis.
  • O fará compreender o valor do amor. O amor que deve começar primeiro por ele mesmo e que deve acompanhá-lo por toda vida, e mostrará, que para oferecer amor aos demais, devemos deixar de lado o ego, a manipulação e o engano.

Ser mãe não é fácil. Requer uma dedicação de 24 horas ao dia, 12 meses ao ano, e durante uma vida inteira. Porém, é uma obrigação que não pesa e que, por sua vez, enriquece.

Descubra: Como ter sucesso na educação emocional dos filhos

Porque cada dia você aprende coisas novas com seus filhos, um olhar de uma criança é sempre como uma janela para a nossa alma, a essa essência pura onde conseguimos revitalizar muitas coisas.

Não hesite em seguir os seus instintos, suas intuições, porque seu coração sempre o guiará pelo melhor caminho para educar pessoas felizes.