O chocolate potencializa nossas funções cognitivas - Melhor Com Saúde

O chocolate potencializa nossas funções cognitivas

Desde que não exageremos em seu consumo e o combinemos  com uma dieta saudável, o consumo diário de uma quantidade mínima de chocolate pode melhorar nossa conectividade cerebral.
O chocolate potencializa nossas funções cognitivas

Entretanto, não há nada como um consumo responsável e a escolha adequada do chocolate.

O negro é o que geralmente mais potencializa nossa saúde, mas agora pesquisadores dizem também que aquele que contém “um pouco” de leite é adequado.

De acordo com um estudo muito recentemente realizado no Centro de Pesquisa de  Fisiologia Nutricional da University of South Australia, se nos acostumarmos a comer chocolate pelo menos uma vez por semana em uma base regular, o nosso cérebro ficará mais ágil e nossa concentração e memória serão melhoradas.

Este é sem dúvida um daqueles dados que são sempre prazerosos de descobrir e, por isso, nós queremos compartilhar com você em nosso espaço.

Chocolate, seu aliado para as funções cognitivas

Sabemos que existem muitos tipos de chocolate e que nem todos são tão saudáveis. Aquele que serve como cobertura para a maioria das padarias industriais, por exemplo, não é precisamente o adequado.

Todo aquele que contém um alto teor de açúcares ou conservantes, sem dúvida, terá um efeito oposto: por reduzir a nossa funcionalidade, aumentar o colesterol no sangue e promover o risco de acidente vascular cerebral, sempre e desde que levemos uma vida muito sedentária.

De acordo com Dr. Georgie Crichton o mais adequado seria consumir não mais do que uma onça por dia (cerca de 25 ou 28 gramas).Chocolate ao leite

Também, podemos comê-lo uma ou duas vezes por semana se nos excedermos desse montante. No entanto, é melhor escolhermos sempre um chocolate de boa qualidade.

Não perca também: Limpe suas artérias e fortaleça a imunidade com esta simples receita natural

Veja mais detalhes abaixo:

O chocolate negro durante a gravidez é positivo para o desenvolvimento fetal

De acordo com um estudo realizado na Universidade de Atlanta (EUA), o chocolate negro é rico em um tipo de poderoso de antioxidante chamado flavonol.

Se as mulheres grávidas se acostumarem a comer cerca de 20 ou 35 gramas de chocolate negro ao longo da gestação a qualidade da placenta é melhorada e o risco de pré-eclâmpsia é reduzido uma complicação médica associada com à hipertensão durante a gravidez.

É certamente muito interessante!

Recomendamos também: Caminhar: o melhor exercício para a mente e o corpo

O chocolate pode nos proteger de doenças cardíacas e cerebrovasculares

A chave está nos flavonoides e minerais como o magnésio, elementos capazes de melhorar a saúde do nosso coração e cérebro.

  • Foi a Universidade de Aberdeen (Escócia), que realizou um estudo durante doze anos, do qual participaram 20.000 pessoas, onde foi monitorada a saúde delas; entre estas, uma parte consumia entre 30 e 40 gramas de chocolate, e as demais não o consumiam ou o faziam em excesso.
  • Os resultados foram muito claros.Os pacientes que desfrutavam deste alimento com moderação, mas de forma habitual e levavam uma vida mais ou menos ativa, gozavam de boa saúde cardíaca  e cerebral.

O chocolate negro e o chocolate ao leite melhoraram nossas funções cognitivasChocolate para o cérebro

Na obra citada no início sugerimos que o chocolate seja consumido de forma diária, mas controlada, pois proporciona as seguintes melhorias:

  • Pode ser percebida uma melhoria na memória viso espacial e na organização.
  • O chocolate aumenta a memória de trabalho, ou seja, habilidade entender as coisas no momento, poder analisar dados, retê-los e, por sua vez, criar novas informações.
  • Melhoria na memória a curto e a longo prazo.

Agora, você pode se perguntar como pode apenas 25 gramas de chocolate negro, ou ao leite, conseguir tudo isso?

Para chegar a estas conclusões os pesquisadores acompanharam por mais de 30 anos pessoas que tinham entre 19 e 98 anos e os resultados foram mais do que positivos.

Recomendamos que você leia também: Reduza sua pressão sanguínea, combata tumores e limpe o fígado com beterraba

  • flavonol  do chocolate  aumenta a conectividade entre as células cerebrais.
  • Melhora o fluxo e a qualidade do sangue que chega ao cérebro.
  • Pequenas doses de cafeína que o chocolate contém nos permitem também ficar mais alerta sem sobrecarregar-nos ou aumentar nossa tensão.
  • Outro fato interessante é que o cacau contém ácido oleico, um tipo de gordura monoinsaturada que ajuda a controlar e regular a taxa de colesterol ruim ou LDL. É importante ter isso em mente.Correr para potencializar o efeito do chocolate

Para concluir, é preciso ficar claro que, por si só, o chocolate  nunca vai melhorar nossa saúde se nós negligenciamos nossa dieta, cometermos excesso e levarmos uma vida sedentária.

Este alimento antigo, milenar e delicioso precisa ser consumido como quem oferece a si mesmo um presente. Quantidades Pequenas e regulares que acompanharemos com os hábitos de vida adequados.

Vale a pena desfrutar dele, e, claro, de nossa saúde.