O que acontece quando se "espirra para dentro"? - Melhor com Saúde

O que acontece quando se “espirra para dentro”?

O espirro é destinado a expulsar os germes ou substâncias irritantes, por isso, reprimi-lo, pode eventualmente causar infecções e até mesmo ferimentos internos das vias aéreas
O que acontece quando se "espirra para dentro"?

 Estamos no trabalho ou no metrô e queremos espirrar, mas nos dá constrangimento que todo mundo nos ouça. Então o que fazemos? Espirramos para “dentro”!

Com certeza você sabe o que queremos dizer: quando você pressiona o nariz com os dedos ou fecha a boca para evitar que o som ressoe em todos os cantos.

Mas você sabia que isso não é bom para sua saúde? Neste artigo, vamos revelar as razões e também como deve ser “um bom espirro” para que cumpra o seu papel e não tenha efeitos negativos sobre o seu corpo.

Por que e como nós espirramos?

Este é um mecanismo de defesa que o corpo (mais especificamente, do sistema respiratório) usa para expelir o ar dos pulmões através do nariz ou da boca. É um reflexo ou ato convulsivo que ocorre quando há irritação.

Por conseguinte, causa uma forte e rápida inalação de ar que passa pelos pulmões  em pouco tempo. Os músculos abdominais fazem com que o diafragma suba repentinamente para que a pressão no pulmão não aumente, e a faringe se abre.Mulher espirrando

Nessa altura, o ar sai “disparado” com violência…. E pode chegar de, 60 a 150 km/hora, no mínimo!

Veja também: Os 9 alimentos que você deve incluir na dieta para ter pulmões saudáveis

Outra curiosidade dos espirros é que quando o ar é expulso não conseguimos manter os olhos abertos (preste atenção e você vai notar isso).

Este é também é um reflexo para evitar danos nos globos oculares, quando aumenta a pressão nasal, para evitar que os germes da saliva entrem em contato com as mucosas superiores que podem causar uma infecção.

Existem diferentes razões pelas quais espirramos:

  • Resfriados, gripes e catarros (nariz muito congestionado).
  • Reações alérgicas (reação a uma substância).
  • Contato com o sol.

Um dos fatos surpreendentes sobre os espirros é que eles quase nunca “vêm sozinhos”. O que isso significa? É provável que, quando o primeiro aparece em seguida, se repita por várias vezes.

Isto pode variar e, em algumas pessoas, é normal expelir o ar até dez vezes.

Isso acontece quando todo o ar que tem sido acumulado não conseguiu sair dos pulmões ou quando a substância que desencadeou a espirro ainda não desapareceu. Isso significa que o primeiro não foi capaz de fazer o seu trabalho como deveria ou não teve força.

Por isso, crenças que indicam, por exemplo, que, se você espirrar três vezes receberá um presente e quem estiver próximo deve dizer “saúde, dinheiro e amor” em cada expulsão de ar.

É errado “espirrar para dentro”?Mulher espirrando dentro do carro

Suprimir espirros é muito comum, porque nos dá um pouco de vergonha ficar expulsando nossa saliva, e os germes por todo o lado. Talvez quando éramos pequenos nos foi dito que isso era má educação ou simplesmente não gostamos da sensação que nos provoca.

Recomendamos a leitura: Como tratar aftas e úlceras bucais de maneira natural

No entanto, estudos médicos afirmam que evitar que o ar saia do nariz ou pará-lo um pouco antes de ser eliminado pode ser prejudicial para a nossa saúde.

Por exemplo, suprimir o espirro produz o efeito oposto ao do que supostamente deveria cumprir: partículas irritantes não vão para fora, mas para dentro. A força do ar que atua contra os tecidos do nariz pode causar danos aos vasos nasais e às veias.

Patógenos ou substâncias irritantes podem passar a outras zonas áreas mais internas do nariz, ouvido médio, seios paranasais, etc… Ou seja, eles podem aumentar sua população e causar infecções.

Repercussões sobre o sistema respiratório

Pulmões

Quando o espirro é suprimido há um aumento da pressão no sistema respiratório. Os danos mais comuns estão relacionados com rupturas vasculares, hemorragias nasais, sangramento nos tímpanos ou conjuntivite ocular.

Por sua vez, provoca inflamação nas fossas nasais e tímpanos, dor de cabeça e ouvido e inclusive alterações na audição. Talvez tenha acontecido que se tamparam seus ouvidos ou você se sentiu um pouco tonto. Esse é também é resultado de reprimir espirros.

E se a sala estiver cheia de pessoas? Uma das razões por que “seguramos” a vontade de espirrar é porque não queremos incomodar ou causar inconveniente para aqueles que nos rodeiam.

É claro que não devemos ir aos extremos, causando explosões de saliva e germes por todos os lugares… Mas há um meio termo entre isso e impedir os espirros. Como? Cobrindo a boca e o nariz com um lenço de papel.

Dessa forma, você vai permitir que o ar e micro-organismos saiam de seu corpo e evitará infectar outras pessoas.

Outra opção muito útil (embora não se tenha 100% de certeza de sua eficácia) é espirrar na dobra do cotovelo.

Depois de descartar os lenços e o episódio de espirros passarem (pelo menos por um momento) é essencial lavar suas mãos para remover quaisquer bactérias remanescentes e vírus.

Faça isso com água quente e sabão durante 20 segundos, especialmente antes de comer.

Deste modo evitará a propagação de diversas doenças tais como:

  • Gripe
  • Resfriado comum
  • Bronquiolite
  • Hepatite A
  • Diarreia infecciosa