Os 10 telefones celulares que mais emitem radiação

Os 10 telefones celulares que mais emitem radiação

A tecnologia dos telefones celulares afeta a todos nós. A população mundial é de cerca de 7 bilhões de pessoas, e na atualidade existem mais de 5 bilhões que desfrutam da tecnologia móvel.
radiação

Nos últimos anos, muitos especialistas fizeram alertas quanto ao uso excessivo dos dispositivos tecnológicos que cada vez nos invadem mais.

Isso soa curioso e quase louco, já que, ao sabermos que a tecnologia vem se desenvolvendo, poderíamos supor que com ela viriam muitas soluções e ajudar con nossas tarefas.

No entanto, esta preocupação se torna bastante razoável, já que com o crescimento da tecnologia, principalmente naqueles aspectos associados à tecnologia móvel, também aumentaram as micro-ondas e as radiofrequências que podem afetar nosso organismo a longo prazo.

Isso chegou a tal extremo que podem até causar câncer e outras doenças perigosas.

Com o avanço da tecnologia, devemos estar atentos a um dos aparelhos sem cabos mais importantes na evolução tecnológica: o celular.

Agora falaremos sobre como os celulares podem causar câncer e outros problemas associados à saúde.

Por que há uma preocupação em relação ao uso do celular e o câncer?

telefones-celulares-e-o-cancer

Os estudos dos últimos anos puderam determinar que o uso frequente dos telefones celulares não é tão seguro quanto poderiamos imaginar. Entre as principais razões encontramos:

  • A tecnologia a nível de telefones celulares evoluiu muito e está atravessando mudanças muito bruscas e rápidas, graças ao aumento das chamadas, seja na quantidade ou na duração das mesmas.
  • Ao aumentar a duração da utilização dos telefones celulares, cresce a exposição à radiação e, como consequência, cresce o risco de desenvolver o câncer.
  • Outra razão similar à anterior é o crescimento na quantidade de usuários clientes de companhias de telefonia em nível mundial.
  • Alguns números da Associação de Telecomunicações Celulares e Internet (Cellular Telecommunications and Internet Association), nos Estados Unidos, afirmam que no ano de 2010 havia mais de 303 milhões de pessoas clientes de companhias de telefonia e telecomunicações nos Estados Unidos.
  • Este número é três vezes maior do que os 110 milhões de usuários que havia no ano 2000.
  • Estima-se que, a nível mundial, em 2010 havia cerca de cinco bilhões de pessoas que desfrutavam deste tipo de serviço.
  • Uma razão a mais e muito relevante é que os tecidos do corpo humano podem absorver a energia emitida pelos telefones celulares, que é muito perigosa. Os aparelhos emitem energia de rádiofrequência, uma forma não ionizante de radiação que é muito perigosa, embora não tanto quanto a ionizante.

O que dizem os estudos sobre o uso dos celulares e o câncer?

estudos-sobre-uso-celular-e-cancer

De acordo com os dados da Agência Internacional para a Investigação sobre o Câncer (IARC) no ano 2011 os telefones celulares foram classificados como Grupo 2B (possivelmente cancerígeno). Ou seja, “poderia haver algum risco” de que eles possam causar câncer.

Para chegar a esta conclusão, a pesquisa reuniu dados de longo prazo e de uso intensivo de diferentes tipos de celulares.

Os estudos sugerem que, com os milhões de usuários que a telefonia móvel tem em todo o mundo, não é estranho que os resultados comecem a ser descobertos no futuro, obtendo outra evidência contundente desta investigação.

Ainda que até o momento não haja evidência científica suficiente para fazer afirmações, especialistas no tema, como o Dr. George Carlo, consideram que a indústria da telefonia celular poderia arriscar a saùde das pessoas.

Acredita-se que, no mundo, poderiam aumentar os danos cerebrais e alguns tipos de cânceres, como consequência do aumento e da proliferação da tecnologia celular.

De fato, na atualidade algumas condições e problemas de saúde já estão sendo associados ao uso frequente do celular, como é o caso de:

Quais são os telefones celulares com radiação mais alta?

Para que um telefone celular possa passar pela Certificação da Comissão Federal de Comunicações (FCC) e ser comercializado nos Estados Unidos, sua taxa máxima de absorção ou seu nível de taxa de absorção específica (SAR, na sigla em inglês) deve ser inferior a 1,6 watts por quilo.

Considerando esta recomendação, foi elaborada uma lista com os 10 celulares com a mais alta radiação:

  1. MOTOROLA DROID MAXX

SAR: 1,54

  1. MOTOROLA DROID ULTRA

SAR: 1,54

  1. MOTOROLA MOTO E

SAR: 1.5

  1. ALCATEL ONE TOUCH EVOLVE

SAR: 1,49

  1. HUAWEI VITRIA

SAR: 1,49

  1. KYOCERA HYDRO EDGE

SAR: 1,48

  1. KYOCERA KONA

SAR: 1,45

  1. KYOCERA HYDRO XTRM

SAR: 1,44

  1. NOKIA ASHA 503

SAR: 1,43

  1. BLACKBERRY Z30

SAR: 1,41