Os 5 passos para encontrar o equilíbrio emocional - Melhor com Saúde

Os 5 passos para encontrar o equilíbrio emocional

Devemos aprender a canalizar nossos sentimentos para sermos capazes de manter um equilíbrio emocional. Um enfoque adequado da realidade que nos rodeia pode nos ajudar a nos adaptarmos melhor a ela
Os 5 passos para encontrar o equilíbrio emocional

O equilíbrio emocional é habitado pela calma e regido por uma adequada harmonia interna. Chegar até este estado não é fácil; entretanto, podemos mudá-lo através de simples estratégias.

Entendemos esse conceito como sinônimo de bem-estar e, antes de tudo, de saúde.

É um ponto de maravilhosa sintonia interna onde, finalmente, nos permitiremos estarmos presentes, onde nada “desgastará” nossa autoestima e onde teremos uma adequação sensação de autocontrole.

Se pensarmos bem, iremos perceber de que vivemos em uma sociedade habitada pelos “ruídos” e pela pressa.

Com ruídos nos referimentos, antes de tudo, a essas exigências ao nosso entorno, onde estamos obrigados a sermos trabalhadores mais produtivos, os melhores filhos, os melhores pais, os melhores irmãos, os melhores vizinhos.

As pressões externas nos afastam, muitas vezes, de nossa própria identidade, de nossa própria essência. Tudo isso vai nos desgastando até quebrar por completo nosso equilíbrio emocional.

É necessário encontrarmos a calma e, antes de tudo, essa música interior de onde finalmente associam-se as necessidades próprias com as demandas externas. Devemos encontrar esse ponto sutil de equilíbrio emocional, de onde podemos ser muito mais felizes. Mais livres.

Assim, propomos refletir sobre isso nesse artigo.

A filosofia dos samurais para falar do equilíbrio emocional

É muito possível que o subtítulo desse artigo tenha chamado sua atenção, porque, à primeira vista, nada poderia relacionar os samurais com a psicologia.

Entretanto, a filosofia do bushido (código de conduta e modo de vida para os samurais) tem inspirado esse tipo de abordagem de coaching, o que faz com que desejemos conhecê-la.

Recomendamos ler também: 6 hábitos que melhoram a forma que enfrentamos a vida

Na verdade, e como curiosidade, diremos que no mercado dispomos de livros tão interessantes como “A mente do samurai: uma antologia do Bushido”, de Thomas Cleary.

Nesta obra o autor reflete precisamente as técnicas pelas quais os samurais conseguiam acalmar a mente e encontrar o equilíbrio emocional para derrotarem seus inimigos.

Na atualidade, a filosofia do bushido compreende toda uma coletânea de enfoques e estratégias que vem atraindo a atenção de uma infinidade de gurus que trabalham com autoajuda e crescimento pessoal, por todo o mundo.

A seguir, propomos conhecer as 5 chaves básicas que, sem dúvidas, servirão de ajuda.

Mulher sem equilíbrio emocional

1. Você deve estar em cima das preocupações, nunca embaixo delas

Para falarmos de equilíbrio emocional devemos manter uma adequada sensação de controle sobre nossa realidade.

 

  • A necessidade de estarmos “em cima” de nossas preocupações implica precisamente isso: desenvolver uma percepção clara de que temos as rédeas da situação.
  • No momento em que nos sentimos embaixo de nossos problemas, nos deixarmos ser arrastados por eles.

Vamos ver um exemplo. Estamos sem trabalho. É uma situação complexa e até dramática na maior parte dos casos.

Entretanto, se perdermos o controle e dizermos a nós mesmos que “isso já não tem solução” e que “não vamos sair nunca desse estado”, estaremos cativando nossos próprios medos.

Sendo assim, lembre-se: situe-se um pouco mais acima daquilo que o preocupa para manter o controle. Vai ver que nada poderá vencê-lo.

2. Aceite a adversidade

O samurai aceita sua morte. Entende que, cedo ou tarde, dará sua vida pelo seu dever, tal e como diz o bushido.

  • No nosso caso, e sem chegarmos a esse extremo, devemos aceitar a adversidade. É necessário entendermos e assumirmos que a vida não é fácil, que, às vezes, perdemos e que precisamos deixar algo ir.
  • Assumir essa parte escura da vida nos permitirá sermos mais realistas e mantermos uma mente mais calma. Desse modo, estaremos nos aproximando mais do equilíbrio emocional.

3. Desenvolva sua capacidade de decisão

Temos que ser pessoas ativas e não meras espectadoras. Se nos deixarmos levar sem sermos capazes de decidir por nós mesmos, a autoestima se fragmenta e, com ela, nossas emoções, nossa dignidade, nossos valores…

Temos que desenvolver nossa assertividade, sermos protagonistas em nossos campos de batalha e não meros escudeiros.

Mulher triste sem equilíbrio emocional

4. Sua mente é sua melhor aliada

Para um samurai, sua mente é sua melhor aliada. Contudo, só uma mente calma permite obter o triunfo sobre seus inimigos.

Descubra também: 5 chaves para acalmar a mente inquieta e encontrar a paz interior

  • O estresse, as dúvidas e o medo são grandes inimigos dessa mente equilibrada que sabe onde focalizar a atenção.
  • Para treinar essa grande aliada, devemos encontrar momentos para nós mesmos ao longo do dia.
  • O silêncio, a meditação e atender as próprias necessidades e pensamentos ao dia, durante 1 ou 2 horas, permitirá ajustarmos mais essa mente para que fique tranquila.

5. Tenha claro seus valores, seus princípios e qual é seu horizonte

Homen tentando encontrar o equilíbrio emocional

As pessoas devem se levantar todos os dias tendo em mente um projeto, um propósito determinado. Em alguns casos, basta algo simples como “mereço e quero ser feliz“.

Leia também: 10 conselhos para ser feliz

Assim como os samurais tinham seu código bushido, nós devemos ter nossos próprios valores. São esses que nada nem ninguém devem derrubar.

  • Se você tem um propósito e sabe quais são suas raízes, nada o deve deter. Esse será seu foco no horizonte e, esses, seus princípios. O equilíbrio psíquico e emocional que isso pode dar é, sem dúvidas, muito significativo.

Atreva-se a colocá-los em prática!