Os grandes benefícios que tecer a mão oferecem à nossa saúde

Os grandes benefícios que tecer a mão oferecem à nossa saúde

Tecer. É possível que, ao ler essa palavra, você lembre daquela imagem clássica de uma senhora sentada tecendo lã e preparando um bonito pulôver para algum familiar… Nada mais distante da realidade. Atualmente, tecer se tornou um fenômeno social do qual podemos obter grandes benefícios para a saúde física e mental.


Hoje, aqui em nosso espaço, queremos convidar os leitores a conhecer tudo o que essa atividade tão tradicional, original e mágica pode nos proporcionar. O que acham de pegar as agulhas?

Por que tecer é bom para o nosso cérebro?

Cerebro-da-mulher-500x341

Um ponto à esquerda, outro à direita, escolhendo a lã daquela cor, passando por cima… Tecer não é algo simples e nem que se aprende em um segundo. Requer ritmo, agilidade mental e, ao mesmo tempo, exige que nossas mãos estejam ativas a toda hora. Não nos oferece apenas a satisfação de ver aquele cachecol multicolor terminado, ou aquele pulôver que pode ser presenteado a alguém especial, ou aquela bolsa original que ninguém mais terá igual.

Tecer é, atualmente, um fenômeno social que muitos chamam de “terapia da lã”, ou seja, um exercício com inumeráveis benefícios para a saúde e, por sua vez, altamente recomendável para qualquer pessoa. Idosos, jovens, crianças, homens, mulheres, crianças com problemas de conduta ou motrizes, pessoas com estresse… Convidamos vocês a conferir toda a informação possível!

1. Exercitamos os dois hemisférios cerebrais

img_6306-500x281

O simples ato de passar a lã por uma agulha e depois por outra melhora muito nossa coordenação cerebral. Se somarmos a isso a maior ou menor complexidade do tecido que estamos preparando, a destreza mental potencializará ainda mais o ritmo e a coordenação.

Ainda que nos surpreenda, tecer é realmente terapêutico para qualquer pessoa que, por exemplo, tenha um problema motriz. Inclusive foi provado que crianças com problemas psíquicos encontram melhoria quando precisam focar sua atenção em uma atividade. Não duvide! Experimente ensinar também às crianças que você conhece!

2. Reduz o estresse

terapia-da-la-500x259

Muitas pessoas costumam se reunir para tecer. Se sentam juntas, pegam suas lãs coloridas, suas agulhas e começam o trabalho enquanto relaxam conversando ou, simplesmente, se concentrando na atividade enquanto desabafam seus problemas e preocupações.

Tecer relaxa. A simples atividade manual e fixar a atenção na tarefa, nos abre as portas a um estado de calma que oferece benefícios a quem passa por períodos de estresse ou ansiedade.

3. Tecer melhora o humor

tecer-a-mao-500x282

Como já comentamos antes, muitas pessoas costumam se reunir para tecer e conversar enquanto desempenham essa tarefa interessante. Fomentamos a sociabilidade, iniciamos amizades, nos relacionamos… Porém, não é preciso sair de casa par tecer. Ficarmos a sós também permite desfrutar do silencio de nossos pensamentos ao mesmo tempo em que aumentamos essas doses de endorfina capazes de nos relaxar e nos dar aquela sensação de bem estar.

4. Melhora nossa motricidade manual

tecer-instagram-500x225

Sem dúvidas a imagem das vovós tecendo já nos chamou atenção alguma vez, as mãos ágeis preparando uma preciosa peça com lã ou com a agulha. Talvez tenham artrose, sofram da síndrome do túnel do carpo, mas movem os dedos e as mãos com naturalidade.

O exercício de tecer nos obriga a manter as mãos em movimento, isso faz com que nunca fiquem rígidas. Movê-las faz com que se aqueçam e, dessa forma, qualquer possível dor é aliviada. Vale a pena praticar esse exercício saudável, pelo menos uma hora por dia. Dessa forma o sofrimento causado pela artrite, por exemplo, pode se aliviar um pouco.

Uma curiosidade é que, no caso das crianças, foi comprovado que tecer melhora a motricidade fina. Os ajuda, além disso, a melhorar a escrita e a serem mais ágeis.

5. Tecer aumenta nossa autoestima

Isso surpreende você? Como algo tão simples, como tecer à mão, pode melhorar o humor! Tecer não é apenas um passatempo, mas algo que implica em um objetivo: fazer aquelas luvas, ou aquele pulôver, ou ainda uma jaqueta de ponto que não sai de moda no outono. Fazer finalmente aquela peça de roupa pode ser verdadeiramente gratificante, afinal, é traçar um objetivo e alcançá-lo.

Ainda, existe aquele simples prazer de presentear a alguém que gostamos com aquela peça de lã que nos custou tantas horas para fazer. É algo mais do que um presente: oferecemos nosso tempo convertido, nossa imaginação, nossa arte e todos esses sentimentos inscritos em cada centímetro tecido.

Assim, não duvide, tecer não é só uma arte antiquada de nossas avós. É uma atividade que une gerações e é um legado com grandes benefícios terapêuticos. Em ocasiões, falamos, por exemplo, do quão saudável é andar meia hora por dia, ou tomar um copo de água morna com limão, mas hoje, incentivamos vocês a pôr em prática uma nova recomendação. Comece hoje mesmo!