Como a posição que você dorme afeta o seu corpo

Como a posição que você dorme afeta o seu corpo

Além de ser benéfico para a coluna ou para melhorar o descanso, ao dormir de lado conseguimos melhorar a circulação e facilitar a eliminação de substâncias tóxicas.

O sono desempenha um papel primordial na saúde e funcionamento de todo o corpo, pois através dele ocorre o processo de recuperação dos músculos e da mente,  para que possa iniciar um novo dia cheio de atividades.

Um detalhe que a maioria das pessoas ignora e que determina, em grande medida, a qualidade desse tempo de descanso, é a postura que se adota para dormir.

Ainda que, para muitos, a comodidade seja o mais importante, o certo é que existem certas posições que têm um impacto negativo na saúde, reduzindo os benefícios desse hábito.

Para assegurar uma boa qualidade de sono é importante saber qual a influência de cada uma das posições ao descansar.   Você dorme na posição adequada? Saiba agora como a posição que você dorme afeta o seu corpo!

Posição fetalPosicao-fetal-para-dormir

É uma das mais comuns e é aconselhada para aquelas pessoas que sofrem frequentemente de dores lombares.

A curvatura que se forma nas costas com esta posição fetal ajuda a libertar a tensão das vértebras lombares, ainda que esse alinhamento não seja 100% adequado.

Embora seja cômodo dormir de lado, deve-se evitar esticar uma perna e encolher a outra, pois isso pode ter um efeito negativo  na pélvis.

Recomendamos que você leia: Rotina de alongamentos de 8 minutos para aliviar a dor nas costas

De lado com os braços para fora

Esta posição apresenta uma boa vantagem, mas também uma desvantagem que deve ser considerada seriamente.

Por um lado, dormir de lado com os braços para fora contribui para melhorar os processos digestivos que se ativam durante o período do sono mas, por outro, pressiona os nervos do braço e dos ombros, acabando por causar dor.

De barriga para baixoDormir-de-barriga-para-baixo

Em várias ocasiões, foi demonstrado que a pior posição para descansar é de barriga para baixo, sobre o abdômen. Nesta postura, a coluna vertebral fica desalinhada e se gera uma grande pressão na zona lombar,  o que provoca frequentes episódios de dor nas costas.

Além disso, o pescoço permanece virado, durante horas, para poder respirar, o que modifica a curvatura cervical,  aumentando o risco de cervicalgias, tendinites, dores nos ligamentos ou outros problemas musculoesqueléticos.

De barriga para cimaDormir-de-barriga-para-cima

Para muitos, é a posição ideal por permitir um correto alinhamento da coluna vertebral. Não obstante, se enfatiza que não se deve dormir com um travesseiro muito alto, já que pode causar problemas no pescoço.

O melhor será dormir sem travesseiro para adotar a  posição correta; contudo, no caso de sentir incômodo, aconselha-se escolher um que permita que o queixo fique um pouco afastado do peito.

Ao proporcionar um bom suporte sobre a espinha dorsal, contribui para prevenir os problemas lombares; no entanto, também é importante mencionar que, para alguns, envolve o risco de aumentar os roncos ou apneia do sono.

Dormir sobre o lado direito

A pressão que se gera ao dormir sobre o lado direito pode fomentar a presença de azia estomacal. Nesse caso, para quem costuma descansar nessa postura,  se aconselha que o faça sobre o lado esquerdo, para melhorar a circulação e facilitar o processo de eliminação de toxinas.

Ver também:  Benefícios de dormir sobre o lado esquerdo de seu corpo

A postura ao dormir e seu impacto na função cerebralA-postura-ao-dormir-e-seu-impacto-na-função-cerebral

Um estudo  recente, realizado por um grupo de investigadores da Universidade de Stony Brook, em Nova York (Estados Unidos), determinou que dormir de lado, em comparação com dormir de barriga para cima ou para baixo, pode ajudar a eliminar de forma mais eficaz os resíduos do cérebro que são descartados durante as horas de descanso.

Esta importante descoberta pode indicar outra forma de reduzir o risco de desenvolvimento de doenças neurodegenerativas, como Alzheimer ou Parkinson.

Para chegar a essa conclusão, os cientistas estudaram o sistema linfático do cérebro de um grupo de roedores, mediante a utilização de imagens de ressonância magnética de contraste dinâmico.

Este sistema consiste em um processo complexo que atua como um motor de faxina de todos aqueles resíduos que podem ser prejudiciais para a saúde do cérebro.

Depois  de analisarem as posições mais comuns na hora de dormir, e de fazerem uma comparação com a eficácia do funcionamento desse sistema de limpeza, puderam determinar que a posição lateral é a que mais favorece esse processo durante o repouso noturno.

A respeito desses resultados, Helene Benveniste, responsável pelo estudo, expressou:

“É interessante o fato da posição lateral para dormir ser  a mais popular nos humanos e, na maioria dos animais, inclusive nos selvagens. Parece que adotamos esta  postura  para limpar mais eficientemente o nosso cérebro dos resíduos metabólicos que se acumulam enquanto estamos acordados”.