Descubra como potencializar sua memória cuidando de suas emoções

Descubra como potencializar sua memória cuidando de suas emoções

Quando estamos mais atentos a nossas emoções e menos ao que estamos fazendo é provável que nos esqueçamos das coisas. É preciso sincronizar os dois para conseguirmos melhorar a memória.
Como potencializar a memória

A memória e as emoções estão intimamente relacionadas.

Tanto é assim que fatores como o estresse podem afetar de forma considerável o funcionamento correto de estruturas como o hipocampo, uma região de nosso cérebro onde converge nossa memória emocional.

Acreditemos ou não, algo tão importante como cuidar desse equilíbrio harmônico entre a ansiedade, a motivação, a calma e as emoções positivas favorece de forma incrível a nossa memória.

Além disso, ao longo do dia desempenhamos determinadas tarefas que também afetam a nossa capacidade de memorização.

Temos certeza de que esta informação lhe será de grande utilidade. Então confira com a gente!

Cuidar de suas emoções para cuidar da sua saúde

Um dado que temos de considerar é que nosso cérebro costuma se lembrar melhor de todas as vivências com um alto teor emocional, sejam boas ou ruins.

Agora, também é importante adicionar neste momento que a memória humana não funciona de forma igual à de uma máquina ou de um computador.

Nossas lembranças nunca são literais. Os detalhes nos escapam, deformamos alguma informação e inclusive adicionamos algum componente próprio que fará com que essa lembrança não seja exatamente igual ao fato visto ou vivido.

Por outro lado, algo que todos sabemos é que a memória perde uma certa agilidade à medida que ficamos mais velhos e, ainda que este fato seja inevitável, podemos lutar contra ele para que essa deterioração natural aconteça o mais tarde possível.

Uma forma de conseguir isso é propiciando as emoções positivas. Explicamos a seguir como realizar este interessante exercício com o qual melhorar sua memória dia após dia e ganhar qualidade de vida.

memória

A memória se “oxida” com a rotina e apaga nossas emoções

Levantar sempre na mesma hora, fazer o mesmo turno de trabalho, fazer as mesmas tarefas em casa e dedicar nosso tempo de ócio a atividades pouco estimulantes que não nos divertem ou deixam entretidos afeta a qualidade da memória.

  • Se você conhece esses aspectos e é consciente de que é tão escravo das rotinas que já nem planeja sair deste motor repetitivo, então quem mais sofrerá os efeitos é o seu cérebro.
  • Um cérebro submetido a rotinas se automatiza. Já não recebe estímulos novos que captem sua atenção; está tão habituado às mesmas tarefas que, simplesmente, se desconecta.
  • Quando o cérebro se automatiza, nossas conexões neuronais já não têm a mesma qualidade. Caímos pouco a pouco em uma letargia que afeta diretamente a nossa memória. Já não somos ágeis, já não respondemos tão rápido e, quase sem nos darmos conta, vamos perdendo-a.
  • A rotina, como você já deve ter percebido em alguma ocasião, é uma grande inimiga de nossas emoções. Ficamos “apagados”, “entristecidos”.

Uma forma de nos reativarmos e fugirmos desta letargia é nos propormos todos os dias a fazer algo novo, por menor que seja. Sabemos que não podemos escapar da rotina: é preciso trabalhar, manter a casa, cuidar de quem amamos…

Caminhar-para-potencializar-memória

Agora, é necessário estabelecer entre 1 e 3 horas para você. Faça coisas diferentes todas as vezes: hoje você pode tomar um café em um lugar novo, comprar um livro, encontrar uma amiga

Coloque um estímulo interessante em cada dia. Crie seus dias!

Leia também: Caminhar, o melhor exercício para a mente e o corpo

Aprenda a viver o momento presente

  • Nossa memória precisa, antes de tudo, que tomemos plena consciência do “aqui e agora“. Quando nossas emoções se concentram na tristeza do ontem ou na ansiedade do amanhã, o presente fica tão nublado que nossa memória nunca será de qualidade. Esquecemos dados, palavras, tarefas feitas, conversas que tivemos…

Para entender melhor, daremos um exemplo.

Você não deixa de se lembrar daquela pessoa que lhe traz tantas preocupações, pensa no que deveria dizer a ela, nas coisas que ela lhe fez ou nas palavras que não lhe disse. Está tão “preso” nisso que não sabe onde acabou de deixar o carro.

Seu cérebro está saudável, está bem, mas o problema é seu mundo emocional.

Aprenda a dar respostas ao seu presente para tornar as cargas mais leves. Escute o que o atormenta e permita sempre que o “aqui e agora” seja de qualidade. Só então nossos mecanismos da memória funcionarão como devem.

relaxar-para-potencializar-memória

O direito e a obrigação de cuidar de sua paz interior

Em algumas ocasiões temos a sensação clara de que não temos as rédeas de nossas vidas; que as obrigações, as rotinas ou a família exercem sobre nós um controle tão forte que nos rouba o ar.

  • Esse mal-estar pessoal afeta a nossa paz interior, e alguém que não está centrado com sua autoestima, sua identidade e com o controle de sua vida não desfruta de uma boa memória.
  • Logo, é necessário que você encontre esse ponto sutil e perfeito onde possa estar bem com tudo o que o rodeia mas, por sua vez, desfrute de si mesmo, com seus espaços pessoais, sua gente, suas amizades…

Uma mente feliz proporciona uma memória mais poderosa.