Pratique uma meditação anti-estresse em casa - Melhor Com Saúde

Pratique uma meditação anti-estresse em casa

Cada vez mais pessoas estão descobrindo os benefícios da meditação anti-estresse. Encontrar-se com seu próprio “eu interior” graças a esta prática pode ser muito satisfatório.
Meditação anti-estresse

Estudos recentes indicam que a meditação anti-estresse ajuda a diminuir o estresse, controlar a ansiedade, aumentar a auto-confiança e o autocontrole e até ajudar quem deseja abandonar vícios.

O estresse é um mal do século 21 que causa muitos problemas ao corpo, e que pode ser tratado com a meditação. Não é necessário se deslocar até uma escola de ioga ou a um templo budista para isso, e muito menos fazer uma viagem até um local “espiritual” afastado, isolado do mundo e de todos.

Você pode praticar a meditação anti-estresse em casa! Neste artigo, mostraremos como.

Como agimos diante do estresse?

Mulher fazendo uma meditação anti-estresse

Esta palavrinha que aparece o tempo todo nos jornais, nas conversas com amigos e nas consultas médicas (e que não era conhecida há alguns anos) causa muitos problemas de saúde.

Hoje em dia, estar estressado é algo tão normal que não medimos suas conseqüências e não nos damos conta de que “se acostumar” a viver estressado não é saudável de jeito nenhum.

Algumas pessoas decidem recorrer a medicamentos (ansiolíticos, antidepressivos ou comprimidos para dormir), outros optam por sair de férias ou mudar de emprego e até de profissão para eliminar o estresse. Mas é possível evitar essas decisões “drásticas” praticando a meditação regularmente.

Além disso, é preciso que mudemos nossos hábitos. As pessoas que meditam afirmam que não basta se sentar na posição de lótus durante alguns minutos por dia. É necessário dar um giro de 180° em nossa vida.

O que comemos, como lidamos com nossos problemas e de que maneira respiramos são questões muito importantes, que devemos trabalhar e melhorar. Também seria bom buscar o lado positivo de tudo o que nos acontece, aprender sobre os sinais que nosso corpo nos dá e abandonar o hábito de viver a mil por hora, com a agenda cheia de obrigações.

A meditação anti-estresse pode combater o estresse?

Mulher praticando meditação anti-estresse em casa
Seja em casa ou no trabalho, quando estamos atravessando uma situação estressante, nossa respiração fica curta, nosso coração bate mais forte e ficamos nervosos. Por outro lado, quando meditamos, conseguimos:

— Calma
— Paz interior
— Respiração pausada e profunda
— Relaxamento
— Concentração
— Sono mais profundo

É muito importante compreender o que acontece em nossa mente quando estamos estressados. O cérebro tem um papel fundamental na busca pelo equilíbrio e pela saúde.

Se meditarmos algumas vezes por semana, poderemos alcançar esse estado de tranquilidade que precisamos para enfrentar qualquer problema ou situação adversa.

A respiração e o estresse

Meditação anti-estresse

Um dos pontos principais da meditação é respirar “bem”. Mas o que isso quer dizer? A respiração consciente acontece quando o ar entra em nossos pulmões de maneira tranquila e profunda.

Assim, nutrimos o organismo de oxigênio e reduzimos as pressões e preocupações. Ao expirar, eliminamos tudo o que nos limita e que pesa sobre nossos ombros.

Todas as emoções estão relacionadas com a respiração. Se estivermos nervosos ou agitados, as inspirações curtas trazem consequências negativas para nosso organismo. Ao contrário, quando meditamos, respiramos de maneira tal que a pressão sanguínea se normaliza, o corpo todo se sente melhor e conseguimos pensar com mais clareza.

A grande maioria das pessoas não sabe respirar bem, pois usa apenas 40% ou menos da capacidade pulmonar. Mas não se preocupe, já que com a prática é possível aumentar esse percentual.

meditação anti-estresse antes de dormir

Existe uma técnica chamada de respiração curativa, que consiste em combinar a meditação com a respiração e alguns exercícios de ioga.

Da próxima vez que você estiver no meio de um engarrafamento, seu chefe tiver dito algo que lhe parece injusto, ou os problemas financeiros estiverem a ponto de causar (outra vez) uma discussão com seu parceiro… simplesmente, respire.

Se puder, feche os olhos e inspire pelo menos cinco vezes de maneira profunda. Quando terminar, você verá como estará mais tranquila e com a mente voltada para ver as coisas com de outra perspectiva.

Passos para meditar em casa

Não é preciso ter bastante tempo livre para ir a um centro de meditação ou se tornar um monge tibetano. É possível deixar de lado os milhares de problemas e pensamentos que rondam nossa mente com apenas dois minutos diários de tranquilidade e serenidade.

Se você sentir que a quantidade (cada vez maior) de responsabilidades e obrigações o sufocar, é um bom momento para cultivar essa paz interior tão necessária. A depressão, a ansiedade e o estresse podem diminuir bastante se meditarmos.

O livro “Serenidade Mental”, de Miriam Subirana, nos indica quais os passos para meditar:

1. Procure um lugar adequado

Pode ser seu quarto, a sala ou o jardim. O importante é que seja um local tranquilo, acolhedor e que nesse período você não seja perturbado. A iluminação deve ser suave. Se você for meditar ao ar livre, um bom horário é logo ao amanhecer.

A música relaxante pode ajudar muito a conseguir o ambiente perfeito. Algumas pessoas também optam por acender incensos e aromatizar o ambiente com óleos essenciais diluídos em álcool de cereais.

Meditação anti-estresse com alongamento

2. Sente-se no chão

Se você tiver algum problema de saúde que lhe impeça de se sentar no chão, você pode se sentar em um sofá, poltrona ou cadeira confortável.

Mantenha a coluna reta, sem tensões, os ombros e braços relaxados e as pernas cruzadas. As mãos podem se apoiar sobre as coxas, sem fazer pressão. Feche os olhos para melhor se concentrar.

3. Respire profundamente

Respire sempre pelo nariz e preencha completamente os pulmões (até sentir que atingiu sua máxima capacidade). Segure o ar nos pulmões por alguns segundos e expire devagar. Imagine que a cada inspiração, todo o corpo está sendo nutrido. Repita várias vezes.

Meditação anti-estresse com os olhos fechados

4. Não dê importância aos pensamentos negativos e foque-se nos positivos

É essencial não julgar nem se deixar levar pelo torvelinho de ideias que aparecerão em sua mente. Simplesmente, deixe que passem, como as nuvens passam pelo céu. As primeira vezes que você meditar será um pouco difícil “deixar a mente em branco”, mas, com a prática, você vai conseguir.

Preste atenção ao seus sentimentos, mas não os julgue. Apenas sinta, deixe que as emoções surjam, atinjam um ápice e desapareçam, como os pensamentos.