Como prevenir o Acidente Vascular Cerebral? - Melhor com saúde

Como prevenir o Acidente Vascular Cerebral?

O icto (ou acidente vascular cerebral) se mantém como uma das principais causas de morte entre mulheres, mas em 80% dos casos é possível acudir a tempo e atuar rapidamente.

Isso pode soar alarmante, mas os dados médicos não escondem a grave incidência do AVC sobre a população mundial.

Para ter uma ideia, ele é uma das principais causas de morte em mulheres, e também de incapacidade, daí a importância da prevenção, porque em 80% dos casos o episódio pode ser prevenido a tempo.

Vale a pena então saber reconhecer os sintomas, e ainda mais, só depende de nós evitar que isso nos ocorra. Vejamos como.

O que é o AVC?

O AVC é a interrupção repentina da irrigação sanguínea em uma parte específica de nosso cérebro, o que conduz a uma irremediável morte dos neurônios. Essa obstrução pode ter várias causas, dentre elas uma obstrução grave de um vaso ou artéria cerebral ou inclusive uma hemorragia.

Algumas pessoas podem apresentar uma pré-disposição genética, mas isso não é determinante, porque como já assinalamos antes, o AVC pode ser evitado e controlado.

Como saber se estou sofrendo um AVC?

É muito importante que conheçamos todos os sintomas, e ainda que os apreciemos apenas durante alguns momentos não podemos considera-los como não importantes, é possível que sejam apenas um pequeno ataque transitório e que mais tarde se torne algo mais grave. Então, atenção aos sinais:

  • Sensação de formigamento de um lado do rosto;
  • Perda da força de um lado do rosto, em uma perna, ou em um lado do corpo;
  • Alteração repentina da fala – muito destacável – durante um instante a pessoa não pode ser compreendida;
  • Dor de cabeça súbita, sem que saibamos o motivo. A intensidade não é normal;
  • Sensação de vertigem, desequilíbrio, o mundo de súbito dá voltas a nosso redor e nos faz perder o equilíbrio, inclusive cair;
  • Perda súbita da visão ou da sensibilidade. Pode ser muito leve, durante apenas um minuto, ou transitório. Mas não devemos fazer vista grossa. Esse é outro sintoma do AVC.

Dicas para prevenir um AVC

Controle sua pressão arterial

Consejos-para-reducir-la-hipertension

A hipertensão é uma chave essencial e de risco extremo para sofrermos um AVC. Nosso coração acaba por fazer um esforço maior para bombear o sangue, que em algumas ocasiões não chega com a mesma fluidez e agilidade que deveria até nosso cérebro. Daí a importância de controlar diariamente nossa pressão. Não custa nada.

Conheça seus níveis de colesterol

O colesterol é outro dos pilares fundamentais que provocam o AVC. A placa arteriosclerótica vai se instalando em nossas artérias, endurecendo-as, impedindo que o sangue corra com normalidade, e que o cérebro seja regado como deveria. Um simples exame pode nos tirar as dúvidas sobre se devemos ou não cuidar de nosso colesterol.

Não fume

dejar-de-fumar

O cigarro eleva muito o risco de sofrermos um AVC. Inclusive é a causa básica de AVC em muitos jovens. Nossa saúde é posta em risco, não vale a pena continuar dependente da nicotina e nem de cigarros que dia após dia consomem nossa saúde.

Controle seu peso

A obesidade está intimamente associada aos conhecidos problemas de colesterol, hipertensão, etc… O sedentarismo e as doenças coronárias são teias de aranha que nos amarram e nos levam um dia a um temido AVC. Tente perder inicialmente apenas 5 kg e notará mudanças significativas em sua saúde.

Controle o açúcar

que-es-la-diabetes

A diabetes faz com que nosso pâncreas deixe de produzir insulina, e isso acaba afetando os vasos sanguíneos de todo o nosso corpo. É um fator determinante que nos coloca na linha de risco para sofrer um AVC. Logo, não é nada demais controlarmos nossos níveis de açúcar.

Tente reduzir o estresse

Sofrer de estresse crônico implica em recortar anos de nossa existência. Dia após dia esses picos temperamentais nos prendem em graves crises hipertensivas que em qualquer momento podem culminar em um AVC.

Com certeza em seu círculo social você conhece a alguém que já passou por isso, pessoas que não são capazes de canalizar adequadamente seus níveis de estresse ou ansiedade e acabam sofrendo um infarto cerebral. Tendo isso em conta, depende de você manter sua saúde em níveis ótimos.

Tente manter uma visão positiva e relaxada da vida

Estado-de-animo

Tente cultivar emoções positivas, gerencia sua existência de modo adequado, colocando em primeiro plano aquilo que é realmente importante: sua saúde e de sua família, momentos de calma e relaxamento onde pode desfrutar da vida e do simples fato de ver o tempo passar. Não deixe que o tempo leve tudo embora.

Um ânimo sereno nos ajuda a regular nossa pressão artéria e equilibrar nosso sistema cardiovascular.

Acenda sua faísca cognitiva

Aprender um idioma, ler, escrever diariamente, jogar palavras cruzadas, sudoku… tudo isso ajuda nosso cérebro a se manter ativo e ágil, a minimizar os efeitos de um AVC. Nossos neurônios estabelecem ovas conexões e se tornam mais fortes, o que fará com que os efeitos do AVC não sejam tão graves caso ele ocorra. Quanto mais conexões menos perdas em nosso cérebro.

Lembre-se, sua saúde só depende de você. Não é demais conhecer essas simples dicas para, em um momento oportuno, evitar algo mais grave. Afinal, 80% dos casos podem ser evitados a tempo.