Como prevenir doenças cardíacas na mulher? - Melhor Com Saúde

Como prevenir doenças cardíacas na mulher?

Nas mulheres, os sintomas de infarto são muito menos claros do que nos homens, por isso devemos dedicar-lhes muita atenção. É fundamental reduzir o estresse e lidar bem com as emoções.

Estimou-se que uma das principais causas da mortalidade na mulher são as doenças cardíacas. Ainda que afete igualmente ambos os gêneros, as mulheres têm algumas características particulares que temos que ter mais atenção, o que pode ajudar a prevenir doenças. 

As doenças cardíacas não afetam apenas homens. Os estudos nos indicam, inclusive, que sua incidência está crescendo ainda mais no gênero feminino, até o ponto de se estimar que, a cada 91 segundos, uma mulher sofre um enfarto nos países ocidentais. O que podemos fazer? Quais mudanças implementar em nosso estilo de vida para prevenir tais doenças?

Doenças cardíacas que mais afetam a mulher

Arteriosclerose

arteriosclerosis

  • É, sem dúvida, a doença mais comum nas mulheres. Ela se desenvolve pelo acúmulo de tecido e colesterol que vai pouco a pouco obstruindo as artérias, encarregadas de transportar o sangue ao coração. Com o tempo não apenas vão se tornando mais rígidas, como deixam um espaço reduzido para a entrada de sangue, chegando com mais dificuldades ao coração, e no final, esse órgão sofre o que se chama uma isquemia. Se o sangue não chega ao coração, derivará em um enfarto. Muita atenção.

Quais sintomas as mulheres apresentam?

  • O problema que as mulheres têm é que, às vezes, os problemas cardíacos se confundem com outras coisas. Sentem cansaço, dor nas costas ou no pescoço, dói o estômago etc., enquanto que os homens podem sentir uma dor súbita no braço esquerdo; as mulheres, por sua vez, têm os sintomas de uma doença cardíaca de modo mais difuso: enjoos, cansaço extremos…
  • Outro indício é analisar as veias do pescoço. Se, além de inchar os tornozelos, as veias do pescoço também incham, procure um médico rapidamente.

Síndrome do coração partido ou miocardiopatia por estresse

corazon-pieza

  • É uma das doenças cardíacas mais características nas mulheres. Está associada a um nível de estresse emocional muito agudo. É comum que as mulheres, em sua vida diária, estejam cheias de responsabilidade e obrigações. O trabalho, a casa, os filhos e, inclusive, cuidar de um familiar doente. Tudo isso faz com que o estresse incida nelas de modo mais intenso.
  • Nesta miocardiopatia, o que ocorre é que o ventrículo esquerdo do coração se excede e incha, provocando uma pequena disfunção. Não é fatal em todos os casos, nem é tão grave quanto um enfarto, mas é necessário ter atenção para percebê-lo a tempo e tratar. Em geral, tem bom prognóstico.

Quais sintomas as mulheres apresentam?

  • Os sintomas são muito similares a um enfarto cardíaco, você deve perceber o estado geral. Se sentir cansaço exagerado e não saber a razão, sentir náuseas e dor no estômago e na parte superior do abdômen e, além disso, está passando por uma fase de estresse muito acentuado, procure o médico nestes casos.

Como decorrem as doenças cardíacas na menopausa?

menopausia

A relação é muito estreita. Pensemos que os estrogênios nas mulheres têm uma funcionalidade excelente. Protegem contra doenças cardíacas. Mas, quando chega a menopausa e os níveos desse hormônio caem, ocorre o seguinte:

  • Aparecem mudanças nas paredes dos vasos sanguíneos, se endurecem, se formam placas ateroscleróticas e surgem coágulos sanguíneos.
  • Aparecem as mudanças no colesterol, elevando-se o chamado colesterol ruim ou LDL.
  • Aumento de uma substância chamada fibrinógeno, o qual faz com que o sangue se coagule e apareçam os enfartos e derrames cerebrais.

O enfarto nas mulheres é diferente

mujer-salud

  • Como já vimos anteriormente, a chegada da menopausa provoca algumas mudanças nas mulheres, que as tornam vulneráveis a doenças cardíacas. A redução do nível de estrogênios é determinante para que ocorram estas mudanças.
  • As probabilidades de desenvolver uma doença cardíaca nas mulheres surgem, portanto, na menopausa. Mas, o mais importante de tudo, é que, segundo os estudos, as mulheres têm uma recuperação pior que os homens depois de sofrerem um ataque do coração, pois elas geralmente tardam em reconhecer os sintomas e procurar um médico. Associam o cansaço a outras coisas, a dor muscular ou de estômago a outras doenças, sem saber que é o coração quem está pedindo ajuda. 

A prevenção das doenças cardíacas em mulheres

sueño

É indispensável cuidar de sua saúde e analisar as situações de estresse, pois, ele, nas mulheres, geralmente é a causa de muitas doenças cardíacas.

Mudanças de hábitos

  • Consumir frutas e hortaliças todos os dias: procure consumir cinco variações de frutas e hortaliças por dia, mais um suco de laranja ou de limão. Evite as verduras enlatadas, pois levam sal. Recomenda-se cozinhar as verduras no vapor e temperar com azeite de oliva.
  • Limitar o uso do sal.
  • Os cereais, melhores os integrais: em especial o arroz, o trigo, o centeio etc.
  • Frutos secos: os especialistas recomendam consumir regularmente os frutos secos, pois nos ajudam em nossa saúde cardiovascular. Que tal consumir no café da manhã?
  • Mais peixes e menos carne vermelha: sardinhas, cavala, atum ou salmão dispõem do saudável ômega-3. É conveniente, portanto, reduzir o consumo de carne vermelha e aumentar o consumo deste tipo de peixes.
  • Evitar o tabaco, o álcool e as bebida açucaradas. 
  • Faça sempre cinco refeições ao dia, um bom café da manhã, um jantar leve e evitar ficar beliscando ao longo do dia.
  • Cuidar de sua pressão arterial.
  • Cuidar de seus níveos de açúcar no sangue.
  • Faça uma hora de exercício por dia.
  • Evite ganhar peso
  • Faça exames periodicamente
  • E, sobretudo, cuide de sua vida emocional, reduzindo estresse e a ansiedade.