Como prevenir a dor nas costas - Melhor Com Saúde

Como prevenir a dor nas costas

Todos nós, em algum momento da vida, já sentimos ou iremos sentir dor nas costas. É um problema tão frequente entre as pessoas que já é classificado como a segunda maior causa de licença no trabalho, depois dos traumatismos.

Segundo dados médicos, de 80 a 90% das pessoas sofreram de algum tipo de dor nas costas ao longo da vida. As causas podem variar, porém, acredita-se que a maioria dos casos provém do ambiente de trabalho. Há algumas atividades que requerem muito esforço físico e movimentos que aumentam o risco de sofrer com esta dor. No entanto, também há empregos, como os de auxiliar de escritório, que causam dores nas costas devido à má postura e ao fato de permanecer sentado durante muito tempo.

As dores nas costas podem variar de pessoa para pessoa e não é em todos os casos que podem ser prevenidas. Apesar disso, ao ter em conta algumas recomendações, podemos nos livrar de muitos incômodos todos os dias.

Evitar carregar excesso de peso

Carregar excesso de peso nas costas é uma das principais causas das dores nesta área do corpo. De acordo com os especialistas, é comum que as pessoas sintam a dor logo depois de ter carregado muito peso.

Exercícios de tonificação

ioga

O esporte e a atividade física são essenciais para fortalecer e tonificar os músculos, reduzindo o risco de sofrer com dores nas costas. Esportes que são agressivos para a coluna são, por exemplo, o balé e o basquete. No entanto, esportes como a natação, o pilates e o ioga são aconselháveis para fortalecer esta parte do corpo.

Neste caso, é muito importante utilizar um tipo de calçado adequado, já que praticar atividade física com um sapato incorreto também pode causar dores nas costas.

Corrigir a postura

É muito importante aprender a adotar uma postura correta enquanto se está sentado, caminhando ou simplesmente parado. Para conseguir uma boa postura ao se sentar é importante centrar a força na zona lombar e endireitar a coluna. Quando se está de pé ou caminhando, as costas devem estar retas e deve-se evitar a popular corcunda. Caso tenha que se agachar para pegar algo, os médicos recomendam flexionar os joelhos e não a espinha dorsal.

Escolher um colchão adequado

cama

É no colchão de nossa cama que as costas descansam durante um bom tempo e também é ali onde a coluna deve relaxar. Desta forma, quando o colchão é muito duro ou muito macio, as dores nas costas são mais recorrentes e, de fato, podem interromper o sono. É importante escolher um colchão adequado.

Levar um estilo de vida saudável

Um estilo de vida saudável é determinante para prevenir ao máximo as dores nas costas. Fumar pode causar uma tosse frequente que mais tarde pode afetar os discos lombares. Ter excesso de peso também não é saudável, já que implica em mais pressão e peso para a coluna. Por último, é importante ter um equilíbrio emocional, já que a depressão está associada com doenças e tensão nas costas.

Dormir com a barriga para cima ou de lado

dormir

A postura ao dormir também é muito importante para prevenir a dor nas costas. Tendo em conta que nosso corpo repousa de 6 a 8 horas enquanto dormimos, é importante dormir com a barriga para cima ou adotando uma posição fetal. Dormir de bruços não é nada recomendável, já que causa alterações na curvatura normal da coluna e obriga o pescoço a permanecer virado para um dos dois lados, o que prejudica a coluna.

Evitar o estresse

O estresse é uma causa comum de dores nas costas que são produzidas no trabalho ou no lar. Estar estressado gera tensão nas costas e pode impedir que você realize suas atividades com normalidade. Para evitar isso, recomenda-se fazer pausas para respirar profundamente e fazer exercícios de alongamento pelo menos duas vezes por dia.

Consultar o médico

dor nas costas

É muito importante consultar o médico quando sentir dores nas costas recorrentes, já que 3% dos casos de dores lombares se convertem em doenças e causam uma lombalgiaSe as dores persistirem por semanas é importante consultar o médico de imediato para prevenir um problema maior ou receber um diagnóstico adequado.