Produtos que afetam nossa inteligência - Melhor com Saúde

Produtos que afetam nossa inteligência

No momento em que consumimos alimentos, meios de comunicação, publicidades, etc. criamos uma reação direta ou indireta com nossa saúde, nosso organismo e muitas vezes até mesmo nossas decisões. Por isso que devemos estar atentos ao que nos afeta de maneira negativa quando o assunto é consumo.

A inteligência, por exemplo, é uma das faculdades do ser humano mais suscetível a mudanças ou transtornos, por isso é importante compreender um pouco sobre os produtos que podem chegar a afetar de maneira negativa as principais faculdades do cérebro.

Desse ponto de vista, os produtos que consumimos podem se tornar nossos melhores aliados ou, em contrapartida, nossos piores inimigos, já que podem afetar de maneira devastadora nosso cérebro, um dos  órgãos mais importantes para nosso organismo.

A seguir, falaremos sobre alguns dos piores produtos, capazes de afetar a inteligência.

Açúcares

açucares em excesso podem afetar  a inteligência

Todos os alimentos que possuem um alto teor de açúcar afetam não apenas nossa aparência, como também, e o que é mais importante, nosso cérebro. Uma das consequências disso é um déficit em nosso nível de atenção e inteligência.

Quando consumimos muitos alimentos açucarados, os efeitos negativos a nível neurológico logo aparecem, e um desses efeitos pode ser uma grande dificuldade para aprender. Outro efeito é o comprometimento da memória de maneira devastadora.

Esse, sem dúvida, é um tema delicado, que deve demandar nossa atenção, já que obviamente ninguém deseja sofrer desses problemas, que afetam nossa saúde e nossa estética.

Nicotina pode exercer impactos na inteligência

O uso de nicotina pode afetar a inteligência

Outro dos produtos que podem gerar consequências irreversíveis em nossa inteligência é a nicotina. Apesar de não ser um alimento é algo que, atualmente, muitas pessoas consomem.

Essa substância pode chegar a causar estragos no cérebro devido à restrição do fluxo sanguíneo no órgão que, como já sabemos, é fundamentalmente importante para o bom funcionamento de nosso corpo.

A nicotina pode causar muitos problemas, mais do que algumas pessoas imaginem, alguns deles são:

  • Mau hálito, um problema que sem dúvida é muito constrangedor e desconfortável;
  • Envelhecimento prematuro, o que arruinará nossa estética;
  • Câncer de pulmão, que pode causar uma morte prematura;
  • Comprometimento da função dos neurotransmissores, apertando os pequenos vasos sanguíneos que desempenham um papel importantíssimo quando se trata do funcionamento adequado do cérebro.

Fast food

Consumo excessivo de fast-food pode afetar a inteligência

Estudos recentes demonstraram que comida do tipo fast food pode danificar o funcionamento excelente de nosso cérebro. Isso acontece porque esse tipo de alimento altera as reações químicas nesse órgão, o que pode, inclusive, causar depressão e ansiedade em pessoas que não têm uma dieta balanceada.

Esse tipo de comida evita a produção de uma substância chamada dopamina, encarregada de produzir sensações de tranquilidade, felicidade e bem-estar em nosso corpo. E, como se não bastasse, a dopamina trabalha de mãos dadas com o sistema cognitivo, o que quer dizer que se a produção dessa substância for afetada o sistema de aprendizagem e de memória também será.

Alimentos pré-cozidos

Alimentos pré-cozidos, assim como alimentos processados, são muito semelhantes aos alimentos fritos, já que se consumidos em grandes quantidades podem danificar nosso sistema nervoso central, o que pode gerar transtornos degenerativos no cérebro, como o Alzheimer, por exemplo.

Lembre-se

Para concluir o tema desse artigo, queremos lembrar que é preciso ter um cuidado especial com tudo o que consumimos, já que esse consumo sempre gera uma reação em nosso organismo, de maneira interna e externa, ou seja, pode comprometer nossa aparência e ao mesmo tempo o bom funcionamento de nossos órgãos.

É fundamental manter bons hábitos como, por exemplo, uma dieta balanceada, a prática de exercícios, check ups periódicos para descartar anomalias, dentre outros. Nos mantermos vigilantes quanto à nossa saúde pode não ser fácil, mas com certeza será muito benéfico.