Quais são os sintomas que nos alertam sobre o colesterol alto? - Melhor Com Saúde

Quais são os sintomas que nos alertam sobre o colesterol alto?

A partir dos 20 anos é importante fazer check-ups e análises periódicas para verificar se nossos níveis de colesterol são os adequados e assegurar-se de que não existe nenhum risco de saúde.
Sintomas do colesterol alto

O colesterol é um tipo de gordura presente em todas as células do corpo, cuja função é necessária para o funcionamento adequado do organismo. Embora seja o fígado o responsável por segregar a maior parte do mesmo, ele também costuma ser absorvido devido à presença em alguns alimentos.

Entre as suas principais funções está a intervenção na formação de ácidos biliares, responsáveis pela digestão das gorduras, e também é o encarregado de formar determinados hormônios sexuais e da tireoide.

No entanto, embora muitos órgãos o requeiram, o colesterol pode se converter em um assassino silencioso potencial quando não é controlado de forma adequada.

O grande problema que existe é que muitas pessoas neste mesmo momento estão ignorando que têm o colesterol em quantidades elevadas já que, como ocorre com outras doenças, é muito difícil suspeitar dele no início, devido à falta de sintomas.

Como consequência, podem ocorrer graves problemas a nível hepático, mas principalmente no que diz respeito a problemas relacionados ao sistema cardiovascular.

Por exemplo, há um alto risco de desenvolver aterosclerose, a qual consiste no acúmulo deste e de outros lipídios nas paredes arteriais, o que impede a boa circulação do sangue.

Devido aos perigos que causa e à dificuldade para diagnosticá-lo de forma oportuna, é importante conhecer uma série de sintomas que poderiam funcionar como sinais de alerta para este problema.

Sintomas do colesterol alto

Gordura-na-arteria

Todas as pessoas a partir dos 20 anos devem começar a fazer check-ups médicos que incluam uma análise de sangue para determinar se os níveis de colesterol estão bem.

É importante fazer isso, já que os sinais de alerta de colesterol costumam demorar muito tempo para se pronunciar e impedem de conseguir um controle mais oportuno.

Até o momento não existe nenhum sintoma específico que, sem um exame de sangue, ajude a identificar se uma pessoa sofre desta condição; no entanto, os especialistas a relacionaram à recorrência de certos sintomas:

  • Uma certa sensação de morosidade e dor na região do fígado e da vesícula.
  • Boca pastosa e seca, acompanhada de uma halitose incômoda
  • Sensação de peso no estômago e dificuldade para concluir o processo digestivo, em especial depois de ingerir alimentos com um alto teor de gordura.
  • Arrotos, gases e indigestão depois de comer
  • Dificuldades com o ritmo intestinal com tendência à prisão de ventre.
  • Vontade de dormir depois de ingerir as refeições principais
  • Novas intolerâncias alimentares
  • Urticária ou prurido na pele
  • Dor de cabeça e enxaqueca
  • Perda de equilíbrio e enjoos
  • Inflamação e sensação de rigidez nas extremidades
  • Dificuldades de visão
  • Agitação ao mover-se ou fazer atividades físicas

Exame-de-diabetes

Todos estes sintomas costumam ser confundidos com transtornos de saúde mais comuns que podem aparecer de forma espontânea.

No entanto, ao não comprovar que se trata de um problema de colesterol, muitas vezes a condição avança a graus mais graves causando danos muito difíceis ou impossíveis de reverter.

A boa notícia é que o colesterol pode ser evitado com um simples exame de sangue regular e a incorporação de alguns hábitos alimentares mais saudáveis que ajudam a estabilizá-lo de forma natural, ao mesmo tempo em que potencializam a função hepática.

Como controlar o colesterol em casa

Frutas

Ainda que, em muitos casos, seja necessário ingerir medicamentos para reduzir os níveis de colesterol, foi comprovado que nem todas as pessoas precisam recorrer a eles para conseguir cuidar deste problema.

Independentemente de tomar ou não medicamentos, o melhor é evitar o consumo de alimentos ricos em gorduras e calorias, como é o caso de:

  • Carnes embutidas
  • Carne vermelha
  • Fast food
  • Doces e bolos
  • Alimentos processados
  • Creme de leite
  • Manteiga e maionese
  • Gema de ovo

No lugar dos alimentos mencionados, é essencial basear a dieta em ingredientes com alto valor nutricional como:

  • Frutas frescas
  • Verduras
  • Legumes
  • Cereais integrais
  • Laticínios desnatados
  • Azeite de oliva
  • Carnes magras
  • Peixes
  • Sementes de chia e de linhaça

Além disso, é necessário fazer uma mudança nos métodos de cozimento. Deve-se evitar as frituras e optar por assar sem óleo, ferver e fazer os alimentos grelhados.

Sabendo quão perigoso pode ser o fato de padecer de colesterol alto, é fundamental melhorar os hábitos e fazer todo o possível para mantê-lo sob controle.

Ainda que, no começo, ele pareça não influenciar muito a saúde, com o passar do tempo o perigo vai aumentando, e vão sendo produzidas alterações no corpo que, no futuro, podem trazer doenças graves. Cuidado!