Que tipo de pessoa você é? Visual, cinestésica ou auditiva?

Que tipo de pessoa você é? Visual, cinestésica ou auditiva?

É possível apresentar características de cada uma das dimensões, mas podemos nos identificar com alguma delas em particular. Nossa forma de ser está muito relacionada aos nossos sentidos.

Como todos sabem, o ser humano dispõe de cinco sentidos que permitem nosso relacionamento com o mundo que nos rodeia: olfato, paladar, tato, visão e audição. Mas, geralmente, cada um de nós utiliza um ou dois sentidos mais que os outros para interagir com o meio e tirar dele informações. Que tal saber um pouco mais sobre quais são os sentidos que se destacam em você?

Como você se relaciona com o mundo?

Uma teoria enunciada pela corrente da Programação Neurolinguística, nos diz que o mundo em que vivemos é percebido de maneira diferente por cada pessoa. Cada um de nós o capta através desses sentidos, que utilizamos com mais frequência segundo nossa personalidade.

É uma perspectiva curiosa, que vale a pena considerar para que nos conheçamos um pouco melhor. É possível que você mesmo utilize mais de um dos cinco sentidos, ou inclusive, dois deles com mais frequência. É curioso saber que essa perspectiva também tem a ver com nossa predominância cerebral, ou seja, existem pessoas que utilizam mais o lado esquerdo do cérebro, por exemplo, e têm mais tendência a utilizarem a lógica e serem obsessivas por ordem.

Por sua vez, pessoas que utilizam mais o lado direito do cérebro são mais criativas, flexíveis e inovadoras. A psicologia neurolinguística se preocupa dessas áreas com a finalidade de averiguar como interpretamos as pessoas e o mundo que nos rodeia. Então, você quer saber qual é sua tendência natural? Vamos lá! Descubra se você é uma pessoa visual, cinestésica ou auditiva.

1. Pessoas visuais

pessoas visuais

Você é aquele tipo de pessoa que quando lê ou estuda precisa de silencio absoluto? É muito comum, por exemplo, que pessoas com maior predominância visual precisem de silencio quando querem se concentrar.

Algumas pessoas também gostam de colocar uma música enquanto dirigem, porque se sentem mais relaxadas, mas quando querem procurar por uma rua ou um lugar específico precisem de mais atenção e então decidam desligar o som para ficarem mais tranquilas e concentradas.

São pessoas com muita energia e extremamente observadoras. Apreciam os detalhes das coisas e poucos aspectos lhes passam em branco. Na hora de memorizar sentem mais facilidade em se lembrarem de imagem, por isso precisam de notas que funcionam como um pequeno apoio. Gostam de parques ou bosques para se sentirem relaxadas e presam muito pela tranquilidade.

2. Pessoas auditivas

Ou você é do tipo de pessoa que costuma expressar seus sentimentos em voz alta? As vezes os outros se surpreendem com essa curiosa mania, mas na realidade muitas pessoas são assim. Verbalizam, falam consigo mesmas e assim, desabafam.

Também é comum que pessoas com um perfil auditivo gostem de escutar as outras pessoas, é assim, por exemplo, que conseguem memorizar e reter mais informações: escutam as pessoas em voz alta, quase nunca escrevem.

Também são pessoas de personalidade muito expressiva e com grandes dotes de comunicação. Sabem se expressar muito bem e gostam de escutar aos demais. Nada lhes escapa, podem ser capazes de seguir uma conversa ao mesmo tempo em que escutam uma música. Podem fazer várias coisas ao mesmo tempo, diferente daquelas pessoas que são visuais, e que em alguns momentos é difícil se concentrarem caso haja muitos estímulos no ambiente.

3. Pessoas cinestésicas

pessoa cinestésicas

Quais são seus hobbies? Gosta de trabalhos manuais? Cozinhar? Construir coisas com as mãos? Trabalhar ao ar livre? Manter um jardim bonito, cultivar, fazer as coisas crescerem com as mãos? É daquelas pessoas que gostam de praticar esportes?  Então o mais provável é que você seja uma pessoa Cinestésica.

A psicologia neurolinguística demonstra que pessoas cinestésicas, apesar de serem tranquilas, têm um gosto especial por emoções e tudo aquilo que esteja relacionado com coisas físicas e manuais. São pessoas que gostam de experimentar coisas sozinhas, antes de contá-las aos outros.

Sua expressividade se traduz no gosto por abraçar, acariciar e inclusive comer. São pessoas de intimidade que, geralmente, não costumam ter muito interesse em captar detalhes do que as rodeia como são as pessoas visuais, por exemplo. São mais espontâneas e menos introspectivas ou observadoras.

Podemos concluir dizendo que é possível que apresentemos uma porcentagem de cada uma dessas dimensões. Isso é normal, mas o mais certo é que cada um se identifique mais com alguma delas. As visuais são, por exemplo, um pouco mais relaxadas do que as auditivas ou as cinestésicas. Porém, as cinestésicas são um pouco mais inquietas e menos reflexivas.

Está claro que todos dispomos de algumas pinceladas de cada característica, mas o interessante dentro da perspectiva da psicologia neurolinguística é que nos oferece um prisma de como entendemos a realidade que nos cerca.

E, como é possível perceber, essas características estão ao mesmo tempo relacionadas com nossa personalidade, se somos mais tranquilos ou mais nervosos, mais reflexivos ou irreflexivos, se gostamos de nos comunicar ou se somos mais observadores, ou ainda, algo introspectivos.

Nossa forma de ser está intimamente ligada aos nossos sentidos, ao prazer de ver, tocar, experimentar, de nos comunicarmos.

Assim, compartilhe conosco. Como você se comunica com o mundo ao seu redor? Você se identifica como uma pessoa visual, auditiva ou cinestésica?