Reduzir a artrite com ácidos graxos

Reduzir a artrite com ácidos graxos

O que comemos tem muita influência na forma como nos sentimos. Isso pode ser bom ou ruim para a nossa saúde. Claro, pois tudo depende de que tipo de alimentos ingerimos.
Reduzir a artrite com ácidos graxos

Neste artigo iremos falar sobre quais são as melhores opções de alimentos e, principalmente sobre por que os ácidos graxos servem para reduzir os sintomas desta doença crônica.

Dieta balanceada para a artrite

Uma alimentação equilibrada é benéfica para qualquer pessoa, e mais ainda para aqueles que sofrem de alguma doença como é o caso da artrite. Todos os dias devemos incluir na dieta:

  • Verduras
  • Frutas
  • Legumes
  • Cereais integrais
  • Proteínas de fácil absorção
  • Glúten

Mãos com artrite

Os alimentos que uma pessoa com artrite deve ingerir precisam contar uma boa quantidade de fibras. Os morangos e a aveia, por exemplo, as oferecem em grandes quantidades.

Quando estamos passando por um quadro de inflamação e dor, recomenda-se ingerir azeite de oliva extra virgem, já que este contém compostos similares aos da aspirina e do ibuprofeno. São necessárias três colheres e meia de azeite para conseguir o mesmo efeito anti-inflamatório de 200mg destes medicamentos.

O alho é outro aliado, que tem a capacidade de desinflamar os músculos e articulações, ao mesmo tempo em que aumenta a quantidade de antioxidantes que atuarão de maneira benéfica em nosso organismo.

As sementes de gergelim também são uma boa escolha, pois contam com uma boa dose de selênio (nas pessoas com artrite este componente se encontra em baixos níveis).

A vitamina D é muito importante para reduzir o risco de ter artrite reumatoide, principalmente no caso das mulheres. Além disso, ela tem a capacidade de melhorar o sistema imunológico e evitar a descalcificação dos ossos.

A melhor fonte desta vitamina é o sol. Expor-se ao sol durante 15 minutos por dia é bom (sempre que isso não seja feito nos horários mais perigosos, ou seja, entre as 11 da manhã e as 3 da tarde).

Também podemos encontrar a vitamina D no pão integral e nos cereais em geral.

Médico revisando mãos com artrite

O que é importante consumir se você sofre de artrite?

  • Feijão
  • Grão de bico
  • Aveia
  • Cevada
  • Soja
  • Batata
  • Espinafre
  • Brócolis
  • Oleaginosas (amêndoas, pistache)
  • Leites vegetais
  • Arroz integral
  • Coco

Há alimentos que causam inflamação nas articulações?

Embutidos que causam inflamação e artrite

Certamente sim. Por isso, quem sofre de artrite deve ter muito cuidado com o que come. Por exemplo, a carne, o frango e os embutidos aumentam certas substâncias no sangue que podem inflamar as articulações.

Os ácidos graxos ômega 6 que se encontram na gema do ovo, no fast food e nas frituras também têm a capacidade de aumentar a inflamação.

As pesquisas afirmam que aqueles que comem mais ácidos graxos ômega 6 do que ômega 3 sofrem consequências negativas sobre a sua condição e o inchaço se torna mais dolorido e notável.

Os ácidos graxos e a artrite

Embora os ômega 6 não sejam muito recomendados, é aconselhável consumir ácidos graxos ômega 3, pois eles contam com propriedades anti-inflamatórias e lubrificam as articulações, e assim ajudam a reduzir a dor.

Uma das melhores opções dentro dos alimentos ricos em ômega 3 são as sementes de linhaça. Elas podem ser consumidas em saladas, sopas, sucos, etc.

É preciso ter cuidado, pois elas têm propriedades laxantes e a fibra que contêm pode impedir a absorção de certos medicamentos.

Elas atuam como um grande anticoagulante, e por isso, se você fizer uso de aspirina ou medicamentos similares é melhor consultar o seu médico antes de ingeri-las.

Por outro lado, os peixes são uma excelente fonte destes ácidos. Os melhores são os conhecidos como “azuis”, que vivem em água fria.

  • Salmão
  • Sardinha
  • Atum
  • Bacalhau
  • Cavalinha

Eles não são apenas anti-inflamatórios naturais, mas também aliviam os sintomas da doença.

Um estudo realizado em 2002 (publicado na revista Proceedings of the Nutrition Society) indica que os suplementos de óleo de peixe são muito bons para as pessoas com artrite reumatoide, sobretudo nos pacientes com casos mais avançados (graves ou crônicos).

Artrite nos joelhos

O consumo de ácidos graxos ômega 3 faz uma diferença notável e favorável nas atividades cotidianas dos afetados. Por exemplo, as pessoas podem realizar movimentos que antes da ingestão não conseguiam fazer, desde cortar os alimentos até amarrar os cadarços.

Como se fosse pouco, os ácidos ômega 3 reduzem o risco de sofrer de ataques do coração e todo tipo de doenças cardiovasculares, assim como de hipertensão arterial.

A dieta dos países ocidentais costuma ser pobre neste nutriente e abundante em ômega 6, por isso há tantas pessoas com problemas de artrite ao atingirem uma certa idade.

Onde mais podemos encontrar o ômega 3?

Chia para tratar a artrite

As sementes de chia têm a maior concentração conhecida até o momento destes ácidos (500g em cada quilo) se falarmos de alimentos de origem vegetal.

Outras boas fontes são a Salvia Sclarea (com 50% em sua composição), a sacha Inchi  (um milho originário do Peru com 48%) e as sementes de abóbora (com mais de 40%).

É preciso ter cuidado com as nozes e o óleo de colza pois, embora tenham uma boa quantidade de ácidos graxos ômega 3, também oferecem bastante ômega 6.

Se compararmos as quantidades de ambos, o último “ganha”. Portanto, são pouco recomendados para as pessoas que sofrem de artrite.

Isso não acontece com as sementes de cânhamo pois, embora tenham os dois ácidos, os percentuais são de 3 a 1 a favor dos ômega 3. A melhor maneira de consumir este alimento (que pode ser duro e ter um sabor desagradável) é fazendo um leite ou batida com outros frutos secos.