Remédio caseiro com repolho para diminuir a acidez

Remédio caseiro com repolho para diminuir a acidez

Azia, queimação, dor na “boca do estômago”… Como você reconhece a acidez gástrica? Esse problema desagradável atinge quase todas as pessoas, em um momento ou outro da vida. Por exemplo, depois de comer demais, ou comer alimentos muito gordurosos e “pesados”, podemos sentir acidez. O mesmo acontece se passarmos muito tempo sem nos alimentar.

O estômago possui uma acidez elevada naturalmente, por isso, acidez no estômago não é uma doença. Apenas quando acontece um excesso crônico de produção de ácido clorídrico pelo órgão é que devemos nos preocupar.
O excesso constante de ácido pode desencadear úlceras e gastrite, que causa muita dor e que pode evoluir para problemas muito sérios se não forem tratados.

O que causa a azia

Batatas fritas
O ácido clorídrico faz parte do suco gástrico, uma secreção produzida no estômago para digerir os alimentos e prepará-los para os intestinos, onde continuarão a sofrer degradação e onde o organismo absorverá as substâncias úteis para o corpo, eliminando o que não nos serve.
Alimentos muito fortes, como os apimentados, ou pesados, como os gordurosos, aumentam a produção de ácido clorídrico, podendo causar azia, sobretudo em pessoas com predisposição ao problema.
O estresse e problemas emocionais também podem causar acidez. Isso porque o sistema nervoso lança um alerta para o corpo, que produz mais ácido, desencadeando essa queimação típica que sentimos na barriga quando estamos muito preocupados, angustiados ou com medo.
Além de dor, a acidez pode causar outros problemas, como irritação da garganta, mau hálito, vômitos, diarreia e falta de apetite.

Queimação causada por bactérias

Algumas pessoas podem se contaminar com a bactéria Helicobacter pylorii, conhecida como H. pilori, que se aloja no estômago, estimulando a produção de ácido e podendo causar inflamações na parede do órgão, gerando gastrite. É possível ingerir a bactéria em água e alimentos contaminados, como o peixe cru.
É possível combater o parasita com antibióticos, mas o melhor mesmo é prevenir, sempre consumindo água pura e alimentos de boa procedência.

Mudanças na dieta para diminuir a acidez

Qualquer tratamento para diminuir a acidez estomacal e prevenir úlceras e gastrite inclui mudanças na dieta e no estilo de vida. Primeiro que tudo, se você tiver predisposição à acidez, não pule refeições e procure comer de três em três horas. Ficar muitas horas em jejum facilita a irritação das paredes do estômago, por causa do ácido clorídrico acumulado, que não foi utilizado na digestão.

Procure mastigar devagar e não coma muito de uma só vez. Lembre-se de que a digestão começa na boca, onde a saliva, que possui enzimas para degradar a comida, prepara os alimentos para serem processados no estômago. A trituração mecânica dos dentes é fundamental. Mastigando melhor, você também enviará um sinal de saciedade ao cérebro, sentirá menos fome e comerá menos.

Se você comer muito rápido, os alimentos chegarão em grandes pedaços ao estômago, exigindo uma quantidade maior de ácido para serem digeridos.

Evite também as frituras (pasteis, coxinhas, bolinhos, acarajés) e outros pratos gordurosos, como as carnes vermelhas, a picanha e costela. Prefira carnes magras, como o peixe e o frango, grelhadas em pouca ou nenhuma gordura. Prefira os vegetais cozidos no vapor aos refogados em manteiga.

Beber-cafe

Não exagere no café, chocolate ou outras bebidas que dão muito trabalho ao estômago. Prefira o chá verde ou outros digestivos. O hábito de mascar chiclete e comer balas, doces e pirulitos também aumenta a acidez, pois o estômago produz ácido para degradar um alimento sólido que nunca chega.

Finalmente, não custa lembrar que é preciso diminuir o estresse e conviver melhor com as emoções, melhorando a qualidade de vida. Uma vida estressada, sem dúvida pode provocar problemas digestivos, como a famosa gastrite. Pratique atividades que deem prazer e fuja do sedentarismo. O fumo e o álcool também contribuem para a acidez e devem ser abandonados.

Como o repolho pode ajudar?

Alguns alimentos são alcalinizantes, como o abacate, o alface, o brócolis e o milho. Eles ajudam a diminuir o pH do estômago. O repolho também ajuda a proteger a mucosa estomacal, e logo abaixo ensinaremos uma receita que você pode fazer em casa com poucos ingredientes, diminuindo a azia de forma natural. Confira:
repolho

Ingredientes

  • 300 a 400 g de repolho branco
  • 2 colheres de sopa de azeite de oliva
  • Suco de um limão médio
  • Uma pitada de pimenta preta
  • Uma pitada de cominho
  • Uma pitada de sal

Modo de preparo

1. Corte o repolho em tiras bem finas e coloque em um recipiente de vidro.
2. Adicione azeite, limão, sal, pimenta e cominho.
3. Tampe o recipiente e deixe descansar durante pelo menos duas horas à temperatura ambiente.

Como ingerir

Divida a mistura de repolho em duas partes e coma uma no almoço e outra no jantar. Você pode incluir o repolho cru em saladas, para obter o mesmo efeito. Também pode consumir uma parte em um dia e outra parte no dia seguinte.