Remédio natural para o abdômen inchado - Melhor com saúde

Remédio natural para o abdômen inchado

Comece a incluir em sua dieta mais frutas e mais verduras. As frituras e os refrigerantes são os piores inimigos da barriga chapada.

O abdômen inchado é algo muito habitual: acabar de comer e se sentir enormemente pesado e com uma volumosa “pança” que em nada se assemelha a que temos normalmente.

O que aconteceu? Engordamos rápido? Quanto tempo durará essa incômoda imagem e sensação? Ela é sem dúvida algo realmente chato e causada vários fatores, algo que podemos aliviar com algumas simples dicas que daremos em seguida para que você inclua em sua dieta.

O que causa o abdômen inchado?

Comer muito rápido

Pense que ao comer rápido você não irá conseguir se saciar logo, pelo contrário, continuará com fome devido ao fato de que a sensação de saciedade demorará a chegar ao cérebro (ela leva entre 20 e 25 minutos). Além disso, tragamos mais ar, que se armazena em nosso abdômen de modo doloroso e incômodo.

Se você não mastiga bem, as enzimas salivares não serão introduzidas na comida, desse modo, as enzimas não se misturarão adequadamente com os carboidratos e eles não serão fermentados como deveriam no intestino.

O que posso fazer para não comer tão depressa?

Por exemplo, comece suas refeições servindo os pratos um por um, primeiro com as saladas.

Muitas frituras na alimentação? Evite!

Empanados, salgados, batatas fritas, ensopados e refogados incluem muito óleo em sua preparação, esses óleos são gorduras que não são bem digeridas, elas ficam em nosso estômago nos inchando depois de cada refeição.

Soluções: Cozinhe os alimentos na chapa, forno ou a vapor alternado com as frituras. Pense, por exemplo, que o azeite de oliva impregna menos nos alimentos, e que sempre é melhor deixar repousar as frituras em papel absorvente de cozinha para que retire o excesso de óleo.

Você toma muitas bebidas com gás?

Tomar refrigerantes incha o abdômen, é óbvio. Além disso, se eles contém açúcar ingerimos as chamadas “calorias vazias” que adicionam energia e contribuem para o ganho de peso. A água com gás, ainda que não contenha calorias, também pode provocar essa sensação de barriga inchada e ela aumenta se tomarmos durante as refeições.

Fibra na medida certa

Se comermos pouca quantidade de fibras sofreremos com a prisão-de-ventre, mas comer mais que o organismo aceita também é negativo. O melhor é consumir de modo equilibrado, porque comer muita fibra provoca diarreia e inchaço abdominal.

Cuide de suas enzimas digestivas

Comer todos os alimentos com farinhas não integrais, como por exemplo, os cereais do café-da-manhã, o pão, os biscoitos, o macarrão e o próprio arroz faz com que as enzimas digestivas que o nosso sistema digestivo produz se esgotem, pois os alimentos ingeridos não as contém. Isto reduz nossa força digestiva, o que causa o inchaço abdominal e os gases.

Consuma alimentos integrais

As contribuições nutritivas dos alimentos integrais são insuperáveis: vitaminas, minerais, fibras e antioxidantes. Além disso, nos oferecem enzimas com efeitos positivos no aparelho digestivo ajudando no combate ao abdômen inchado.

Dieta recomendada para evitar o inchaço do abdômen

melancia

  • A fruta fresca é muito digestiva, contém fibra e uma grande quantidade de água, seu conteúdo de gordura é muito baixo, se tornando assim uma excelente opção para uma salada de frutas. Coma frutas variadas se possível, não é conveniente consumir somente um tipo.
  • As saladas que combinam, por exemplo, alface, espinafre e frutas como o abacaxi e o mamão, são excelentes para a digestão.
  • Germinados de soja, alfalfa, lentilhas: São alimentos muito saudáveis, carregados de vitaminas e minerais e pobres em gorduras.
  • “Chucrute” ou couve fermentada: Sua fibra dietética é muito benéfica, graças ao processo de fermentação do alimento, tornando-o muito mais digestivo. Combine com saladas e o excesso de sal pode ser aliviado adicionando água antes de servir.  
  • Orchata: Não contem lactose e é servida sem açúcar e fria. Uma bebida muito agradável e propícia para consumir e evitar o inchaço abdominal.