Tenho retenção de líquidos nas pernas. O que posso fazer?

Tenho retenção de líquidos nas pernas. O que posso fazer?

A retenção de líquidos pode aparecer como consequência do acúmulo de sal em nosso organismo, já que ele inflama os tecidos. Evite também o álcool e as gorduras saturadas.
Tenho retenção de líquidos nas pernas. O que posso fazer?

Provavelmente isso já aconteceu com você alguma vez. Chegar em casa com as pernas inchadas, sentindo uma câimbra incômoda e um peso enorme nas panturrilhas e nos pés.

A retenção de líquidos nas pernas afeta, em especial, às mulheres, e apesar de ser mais comum durante o verão, a maioria das vezes ela se associa aos clássicos problemas circulatórios.

Os tecidos se inflamam devido à presença de toxinas, acumula-se água e diminui a capacidade de retorno venoso. As pernas, como consequência, acabam ficando inchadas, causando dor.

O que podemos fazer? Não se preocupe! Neste artigo iremos explicar quais soluções existem para encontrar alívio nestes casos.

Saiba o que causa a retenção de líquidos nas pernas

Nem todas as pessoas são iguais; não temos os mesmos estilos de vida, e nem as mesmas particularidades físicas. Por isso, é importante saber, em primeiro lugar, algumas possíveis causas para a retenção:

  • Talvez você tenha sobrepeso. É comum que mulheres com muita celulite sofram com a retenção de líquidos nas pernas.
  • A retenção de líquidos nas pernas pode aparecer durante uma viagem de avião ou de ônibus, se ficarmos muito tempo sentadas.
  • Revise os medicamentos que você ingere. Há muitas medicações que têm como efeito secundário a retenção de líquidos.
  • Se você teve alguma lesão no joelho ou no tornozelo, também pode sofrer com este problema.
  • Varizes
  • Problemas renais
  • Problemas cardíacos ou de circulação sanguínea
  • Desequilíbrios hormonais durante o período menstrual
  • Ficar muito tempo em pé
  • Manter uma dieta desequilibrada na qual não seja controlado o consumo de sal

Se você notar que a retenção de líquidos nas pernas é algo comum no seu dia a dia, consulte um médico. Antes de colocar em prática estes tratamentos caseiros, é muito importante conhecer as causas.

  1. Infusão de erva-doce

Chá de erva-doce para evitar retenção de líquidos nas pernas

Esta planta aromática de origem mediterrânea pode ser encontrada com facilidade em qualquer loja natural ou na parte de infusões e chás dos supermercados.

A erva-doce é diurética, digestiva e depurativa, sendo muito adequada para combater a retenção de líquidos. Ela deve ser tomada entre uma e duas vezes ao dia, 15 minutos após as principais refeições.

Ingredientes

  • 1 colher de erva-doce (5 g)
  • Meia colher de anis (3 g)
  • 1 copo de água (200 ml)

Preparo

  • É muito simples. Você só terá que colocar o copo de água para ferver e, depois, incluir a erva-doce e o anis.
  • Deixe que a mistura permaneça em infusão durante 20 minutos. Depois, deixe que repouse por 10 minutos.
  • Beba com calma quando estiver morno.
  1. Infusão de cavalinha

Uma das melhores plantas para tratar a retenção de líquidos. Você pode encontrar a cavalinha tanto em farmácias quanto em lojas naturais, e as razões pelas quais ela pode nos ajudar são as seguintes:

  • É hemostática, favorece a coagulação e é anti-hemorrágica
  • Contém silício, um mineral que nos ajuda a regenerar a pele e a reparar o tecido conjuntivo.
  • É, além disso, um dos diuréticos naturais mais eficazes, muito recomendado para aumentar a quantidade de urina e eliminar toxinas, depurando o organismo.
  • É interessante saber que a cavalinha tem dois compostos ativos: o saponósido e a equisetonina, os quais estimulam a circulação sanguínea e filtram toxinas.

É muito adequado tomar uma infusão de cavalinha de forma regular, pelas manhãs. Você irá se sentir muito melhor.

  1. Alimentos para incluir na dieta

Abacaxi para evitar retenção de líquidos nas pernas

É importante que, no seu dia a dia, você comece a regular o consumo de sal. O nosso organismo, através de um complexo sistema de hormônios, é encarregado de ajustar os níveis de líquidos para que os mesmos se mantenham estáveis de forma permanente.

No momento em que o sal se acumula no organismo, os tecidos se inflamam e surgem os edemas, ou seja, a retenção de líquidos.

O organismo já não consegue eliminar este excesso de água através da urina ou por meio das glândulas sudoríparas, e por isso “nos inchamos”.

O consumo de sal não é o único que nos inflama. As gorduras saturadas, as bebidas ricas em açúcares, os doces e as farinhas refinadas são alimentos nocivos que alteram as nossas funções básicas.

Evite-os, e comece a consumir de forma regular os seguintes alimentos:

  • Cebola
  • Aspargos
  • Salsinha
  • Aipo
  • Alcachofra
  • Endívia
  • Alface
  • Berinjela
  • Melancia
  • Pera
  • Abacaxi
  • Banana
  • Melão
  1. Beber água de forma correta

Em algumas ocasiões, cometemos pequenos erros na nossa alimentação. Costumamos ler com muita frequência a recomendação de beber, pelo menos, dois litros de água por dia.

Colocamos esta obrigação em mente e o que fazemos é beber, por exemplo, um copo ou um copo e meio de uma única vez. Ao longo do dia, repetimos esta mesma ação mais seis vezes. Isso é correto? Não.

Desta forma, o que fazemos é “encher o estômago” e acumular água de forma inadequada.

O que devemos fazer é beber pequenos goles ao longo de todo o dia. Deste modo, não iremos acumular água e nos manteremos sempre hidratados.

  1. Saia para andar todos os dias durante meia hora

Caminhar ajuda a evitar retenção de líquidos nas pernas

Coloque uma roupa confortável, um bom tênis, e desconecte a sua mente. Sair para caminhar não deve ser uma obrigação ou um simples exercício físico: é um descanso, uma liberação interior e um remédio para o corpo.

Este exercício suave e regular vai fazer com que a nossa circulação sanguínea melhore, e com que as veias e artérias se oxigenem e se mantenham elásticas.

Você verá como, em poucas semanas, notará suas pernas mais leves e descansadas. Se cuidar da sua alimentação, mantiver um peso adequado e evitar o sedentarismo, você não sofrerá mais com esta incômoda retenção de líquidos nas pernas.