Câncer: veja como combater com sementes de linho e chá verde

Sementes de linho e chá verde, grandes aliadas contra o câncer

Além de ter muitos outros benefícios para a saúde, o chá verde é rico em catequinas, antioxidantes que podem neutralizar as células cancerígenas sem afetar as saudáveis.

O câncer é uma das doenças mais preocupantes e recorrentes do século em que vivemos. O número de pessoas que sofre desta doença cresceu notavelmente nas últimas décadas, e é por isso que uma grande parte das pesquisas científicas realizadas em âmbito mundial está focada em descobrir as causas do surgimento da doença e a melhor maneira de curá-la e erradicá-la.

Existem muitos tipos de cânceres que, ainda que a velocidade de seu desenvolvimento dependa do organismo de cada indivíduo, em geral, se não são descobertos a tempo e tratados da maneira adequada, costumam ser letais.

Para tratar deste problema existem três meios fundamentais: a cirurgia, a quimioterapia e a radioterapia, porém, os avanços científicos e as diversas pesquisas têm assinalado outros métodos pouco invasivos que permitem aliviar os problemas provocados pelo câncer e contribuem para a sua cura.

Neste artigo, falaremos sobre como as sementes de linho e o chá verde se mostraram perfeitos aliados contra o câncer. 

A alimentação: um fator de risco

As causas para o surgimento de um câncer ainda não foram totalmente esclarecidas, considera-se que seja uma doença resultante da interação entre vários fatores: ambientais, genéticos, fisiológicos e alimentares.

Possíveis causas do câncer

Possíveis causas do câncer

  • Envelhecimento: a maioria dos casos (2/3) em âmbito mundial, aparecem a partir dos 65 anos de idade;
  • Herança genética;
  • Exposição a agentes cancerígenos, como substâncias químicas e radiações ionizantes;
  • Tabagismo;
  • Dietas inadequadas; 

Porém, muitos especialistas coincidem em afirmar que uma dieta rica em alimentos benéficos pode desempenhar um papel crucial na prevenção e cura do câncer. É por isso que, neste artigo, apresentaremos dois alimentos anticancerígenos por excelência: o chá verde e as sementes de linho.

Chá verde contra o câncer

Chá verde contra o câncer

O chá verde é de origem asiática e muitas de suas propriedades medicinais foram descritas a quase um milênio atrás, no livro do chá, escrito pelo prior em Eisai em 1191.

Era utilizado para dissipar os efeitos nocivos do álcool, como estimulante, para curar doenças de pele e outras como o beribéri (doença nutricional causada pela falta de vitamina B1), para aliviar indigestões, prevenir a fadiga e melhorar as funções urinárias e cerebrais.

Atualmente são muitos os estudos dedicados a esclarecer a relação entre o consumo habitual de chá verde e a menor incidência do câncer no organismo.

Muitas pessoas relatam o desaparecimento de diferentes tipos de câncer logo após decidirem tomar chá verde diariamente e utilizá-lo como cataplasma sobre as regiões afetadas.

Mesmo que os estudos ainda não sejam conclusivos, uma pesquisa realizada no Japão, em 2006, demonstrou que os adultos que consumiam três ou mais xícaras de chá verde por dia durante anos, apresentavam menor risco de morte por doenças cardiovasculares e câncer.

Estes são alguns dos benefícios causados pelo consumo habitual de chá verde, segundo afirmam várias pesquisas científicas:

Benefícios de se consumir o chá verde

  • Prevenção e tratamento de alguns tipos de câncer, em particular o de pele, o de esôfago, o de estômago e o de cólon;
  • Melhora da cognição;
  • Detenção do processo neurodegenerativo causado por certas doenças, como o Alzheimer;
  • Tratamento da artrite;
  • Tratamento da esclerose múltipla;
  • Neutralização dos radicais livres (propriedade antioxidante);
  • Aceleração do metabolismo celular;
  • Redução do colesterol LDL (também conhecido como colesterol ruim);
  • Regulagem do nível de açúcar no sangue e das concentrações de insulina;
  • Prevenção da queda dos dentes e contribuição para seu endurecimento e dos ossos. 

O chá verde contém uma substância química chamada catequina (do grupo dos flavonoides), que atua sobre as células cancerígenas, induzindo sua morte sem afetar às células saudáveis, particularmente a epigalocatequina galato.

De qualquer maneira, ainda faltam muitos estudos para determinar os tipos de câncer sobre os quais o composto pode atuar e especificar de que maneira isto ocorre.

Àqueles contrários a este costume chinês afirmam que o chá verde contém flúor, substância nociva ao nosso organismo, e por isto o chá não deveria ser comercializado.

Porém, é importante esclarecer que o flúor é armazenado em nosso organismo em forma de fluoreto, dando resistência aos nossos ossos e dentes, participando no processo de assimilação do cálcio e evitando a aparição de cáries dentárias quando consumido em baixas quantidades. O chá, em quantidades normais, é extremamente benéfico para a saúde. Assim, o recomendável é consumir duas xícaras de chá verde diariamente para colher resultados positivos.

Sementes de linho contra o câncer

Sementes de linho contra o câncer

 

A semente do linho ou linhaça tem sido utilizada há muito tempo para o consumo humano, seja em forma de infusões, em pó ou em óleos, por ser portadora de gorduras saudáveis e considerada uma importante fonte de fibras.

Normalmente a semente é utilizada para tratar doenças do trato gastrointestinal (prisão de ventre, inflamações do cólon, dentre outras), transtornos cardiovasculares e circulatórios (hipertensão, colesterol alto etc.), acne, diabetes, obesidade, artrite reumatoide e sintomas da menopausa.

A maioria dos usos não tem respaldo científico, ainda que existam muitos indicativos de que as sementes de linho sirva para:

  • Prevenir e curar cânceres, principalmente os de próstata, pulmão, cólon, reto e mama;
  • Reduzir o colesterol LDL;
  • Melhorar a função renal em pessoas com lúpus eritematoso sistêmico (LES);
  • Aliviar os sintomas leves da menopausa;
  • Reduzir a dor na mama associada com o começo do ciclo menstrual;
  • Curar doenças cardiovasculares;
  • Diminuir o risco de incidência de arteriosclerose. 

A linhaça apresenta moléculas chamadas lignanas, que, acredita-se, que uma vez dentro do organismo competem com os estrogênios (hormônios femininos) em certas reações químicas, retardando, assim, o progresso de determinados tipos de câncer.

Ainda que sua ingestão seja muito recomendável, é importante que nos informemos bem sobre suas contraindicações e interações com outros alimentos, pois pode causar alguns efeitos secundários, como alergias, dor de estômago, náuseas e sangramento leve.

Mulheres grávidas ou pessoas que apresentam doenças crônicas devem consultar um médico antes de adotarem o uso da linhaça em sua alimentação diária.

Sementes de linho e chá verde, aliados contra o câncer

Nesse artigo, apresentamos dois excelentes produtos naturais que podem ajudar na prevenção e possível cura do câncer. Recomendamos utilizá-los em sua alimentação diária, pois talvez algumas xícaras de chá verde e algumas sementes de linho triunfem, uma vez que tantos medicamentos fracassaram.