Para que serve pôr os pés na água fria? - Melhor com Saúde

Para que serve pôr os pés na água fria?

Para obter benefícios não é preciso manter os pés na água fria durante muito tempo. Com 15 segundos já será o suficiente para que o sistema imunológico reaja

Quando estamos no inverno tudo o que queremos após um dia cansativo é chegar em casa, tomar algo quente e colocar os pés em um balde com água morna e algumas essências ou óleos.

Porém, estudos revelam que para colher melhores benefícios devemos usar água fria!

Isso serve inclusive para quando as temperaturas são extremas, ou seja, próximas a 0ºC. Conheça neste artigo quais são as propriedades deste tratamento.

Pés na água fria e resultados maravilhosos

Pés em água fria

Não se preocupe! Só tem que mergulhar os pés no balde de água fria por 15 segundos (justamente o tempo necessário para que você não fique doente). Este remédio caseiro é realmente simples e o beneficia com muitas propriedades.

Basta colocar os pés na água fria. Se for verão, será melhor. Mas… por que fazer também no inverno? Bom, é nessa estação que aparecem os verdadeiros corajosos!

O certo é que esta técnica foi recomendada pela medicina natural por seus fantásticos resultados. O processo deve ser repetido durante 15 dias seguidos para que você desfrute de suas propriedades.

Em um recipiente, suficientemente grande para que ambos os pés caibam sem problemas (e entrem totalmente), coloque água fria da torneira.

A seguir, adicione alguns cubos de gelo para que a água fique ainda mais fria. A proporção é de 18 cubinhos para cada 2 litros de água. Quando o gelo começar a derreter e o volume do líquido do recipiente aumentar, coloque os pés.

Leia também: 7 remédios caseiros para combater os fungos nas unhas dos pés e das mãos

Tente aguentar durante 15 segundos (que vão parecer uma eternidade). No começo, o efeito é de muito frio, mas antes que tenha de tirar o pé já terá acostumado.

Além disso, ao repetir este método todos os dias seus pés não sentirão tanto a mudança de temperatura.

Assim que o tempo recomendado acabar, retire os pés e seque com uma toalha envolvendo-os bem para aquecê-los. Por último, coloque meias de algodão ou lã (as mais grossas que tiver) e vá dormir.

Repita a técnica todas as noites durante duas semanas completas. Caso você costume ficar doente muitas vezes seguidas é recomendável fazê-lo duas vezes por dia.

Para que serve pôr os pés na água fria?

Pés em água fria

Já revelamos suas vantagens: fortalecer o sistema imunológico. Diferente do que se acredita, para que nossas defesas estejam prontas para nos proteger dos ataques dos vírus e bactérias é preciso que “treinem” antes.

Como? Sendo expostas a uma situação similar (como acontece com as vacinas).

Quando nosso sistema imunológico sabe de que forma enfrentar as mudanças de temperatura dos pés (os primeiros que esfriam no inverno ou quando chove) ele tem a capacidade de evitar todo tipo de doenças relacionadas com o frio.

Mas isso não é tudo. A técnica dos pés na água fria também ajuda as mulheres que usam saltos ou sapatos incômodos todos os dias. Inclusive para aqueles que trabalham em pé ou sentados por várias horas e ao chegar em casa precisam de algo para relaxar os pés.

As pessoas que sofrem de inchaço ou acumulação de líquidos nos tornozelos e na base do pé, irão notar uma grande mudança em seu corpo a partir do momento que começarem a colocar os pés na água fria, assim como os que sofrem de varizes também.

Nestes casos a explicação é a seguinte: quando retiramos os pés da água congelada eles precisam de sangue “novo” ou limpo para aumentar a temperatura o mais rápido possível. Esta reação do corpo pode ser o que precisamos para evitar a inflamação, a dor e os demais problemas.

Por sua vez, permite que os músculos inferiores se vigorem ao se encherem de oxigênio e que as células funcionem melhor.

Diferente do que as pessoas costumam pensar, não é a água fria (ou as baixas temperaturas que os pés experimentam) que curam estes problemas, mas sim o que o organismo faz para produzir calor e reverter a situação que ele interpreta como “perigosa”.

O metabolismo é ativado e é produzida uma mudança orgânica, assim como também reações circulatórias, nervosas e musculares.

E se mergulho o corpo todo?

Mergulhar o corpo em água fria

Um dos “remédios da vovó” quando alguém tem muita febre é tomar um banho frio. Alguns podem pensar que é uma solução muito drástica, mas essa é a forma que encontraram no passado para reduzir a temperatura corporal.

O mesmo efeito que indicamos para os pés acontece com o corpo em geral. Porém, neste caso é preciso considerar que não podemos demorar muito em “devolver” o calor ao corpo ou ficaremos doentes.

A hipótese usada para explicar os resultados desta técnica é a que “as doenças podem ser curadas melhor de fora para dentro”.

A água fria devidamente aplicada na pele “desperta” as funções do corpo, elimina a febre e a congestão dos órgãos e favorece a expulsão de impurezas acumuladas no sangue.

O banho contrai os vasos sanguíneos para ajudá-los a ficar mais elásticos e ajuda a eliminar tudo de ruim que está dentro de nós.

Visite o artigo: Remédios caseiros para diminuir a febre

Não precisamos mergulhar completamente na água congelada ou à baixa temperatura, é mais conveniente fazer isso aos poucos, por partes. A maneira “violenta” tem efeitos que podem chegar a ser perigosos para os pulmões e o coração.

Então é recomendável começar com os pés, depois as pernas e assim até chegar ao pescoço. A cabeça sempre fica de fora da água. Deveríamos fazer algo similar quando vamos à praia ou piscina nas férias.

Mãe e filho mergulhando na água

Não se esqueça de que, quanto mais fria a água estiver maior será o trabalho calórico que o corpo deverá fazer, mas também ocorrerão mais reações eficazes.

Anime-se a um “mergulho” congelado para não adoecer e desfrutar de uma boa qualidade de vida.