Sinais que alertam sobre níveis elevados de açúcar no sangue

Sinais que alertam sobre níveis elevados de açúcar no sangue

Já que níveis elevados de açúcar no sangue podem ser o prenúncio da diabetes, devemos prestar muita atenção para deter esse processo antes que se torne uma doença crônica.
Sinais que alertam sobre níveis elevados de açúcar no sangue

Você sabia que a diabetes é um “assassino silencioso” que pode nos atacar sem que nos demos conta?

Isso ocorre porque seus sinais podem ser confundidos com outros problemas de saúde ou incômodos passageiros.

Por isso, neste artigo queremos contar a você quais sintomas alertam sobre níveis elevados de açúcar no sangue, para que preste atenção e detecte o problema a tempo.

Tenha cuidado com a hiperglicemia

diabetes

Ver também: 5 sucos naturais para regular os níveis de glicose no sangue

O aumento do açúcar no sangue pode ser causado por diferentes mudanças em nosso corpo. Em geral, deve-se a uma alteração no metabolismo dos carboidratos.

Todas as células necessitam de glicose para obter energia. Para que todas recebam sua “porção”, são realizados certos processos; no entanto, quando, por algum motivo, esse sistema falha, requer uma maior quantidade de alimento para realizar suas atividades.

Quando isso acontece, não há sinais notórios ou que a pessoa possa considerar como negativos. Com o passar do tempo, esses sintomas podem ir aumentando.

É nesse momento que se realiza a consulta médica e o profissional se encarrega de iniciar o tratamento adequado, se é que você realmente sofre de diabetes.

Os principais sinais que indicam altos níveis de açúcar no sangue

Quando a glicose aumenta, o sistema imunológico se enfraquece.

Como consequência, o organismo está mais vulnerável a todo tipo de infecções e lesões, tanto na pele como nas mucosas. Além disso, os capilares são danificados.

Por isso, é fundamental prestar atenção aos indícios que o corpo nos dá.

Se você tem níveis elevados de açúcar no sangue, talvez o organismo esteja lhe avisando da seguinte maneira:

Apetite excessivo

Primeiro, devemos saber diferenciar a fome fisiológica da fome emocional. Essa última se caracteriza por uma falta de racionalidade no momento de escolher os alimentos ou quantidades.

No entanto, no caso da fome “verdadeira”, o estômago emite certos sons, a cabeça dói, e não importa o que comemos: qualquer alimento nos serve.

  • Quando o organismo está saturado de açúcar, a capacidade das células de consumir glicose fica esgotada.
  • O corpo entende isso como uma falta de nutrientes e “pede” ao cérebro para dar os sinais necessários para que tenhamos fome.
  • Assim, teremos mais glicose e, por fim, energia para que tudo possa funcionar como deve.

Cicatrização lenta

cicatrizacao-lenta

Se nos cortamos enquanto cozinhávamos, passamos por uma cirurgia ou sofremos um acidente, uma maneira de detectar a glicose elevada no sangue é que essas feridas demoram muito tempo para cicatrizar.

Isso acontece porque as artérias e as veias estão obstruídas de tanto açúcar, e não podem levar o sangue para a área que necessita se curar.

Problemas de pele

Um dos principais sinais da diabetes é a pele seca e o prurido. Em alguns casos, aparecem manchas escuras ao redor do pescoço e nas axilas.

Infecções produzidas por fungos

Já que a diabetes enfraquece o sistema imunológico, o corpo não tem a capacidade de se proteger dos ataques de certos micro-organismos prejudiciais para a saúde.

Por esse motivo, são frequentes as infecções causadas por fungos (sobretudo a cândida) e por bactérias. Um ambiente com excesso de açúcar é perfeito para que se reproduzam e se desenvolvam rapidamente.

No caso das mulheres, uma boa maneira de determinar se têm infecções, como a candidíase, é analisar o fluxo de secreção vaginal.

Emagrecimento

Emagrecer

Perder peso sem fazer dieta nem exercício não é saudável e também é um sinal que não podemos ignorar.

Se você tem perdido peso sem motivo aparente e numa quantidade considerável (mais de 3 kg ao mês), talvez isso possa estar sendo causado pelos altos níveis de açúcar no sangue.

Quando as células não recebem glicose como fonte de energia, buscam esse “combustível” em outro lado. Onde? Nas proteínas dos músculos.

Por outro lado, os rins precisam trabalhar mais para poder eliminar os excessos de açúcar e, nesse processo, também perdemos calorias (além de provocar falhas a nível renal).

Sede excessiva

Já sabemos que beber água é fundamental para nosso organismo e que, em certas circunstâncias (por exemplo, quando faz calor ou praticamos exercícios), o corpo “nos pede” mais líquido.

No entanto, devemos prestar atenção se temos sede o tempo todo, ainda que bebamos muita água.

Esse é o sinal do organismo para indicar que precisa repor líquidos, porque aqueles que ingerimos foram empregados para nutrir as células saturadas de açúcar.

Vontade constante de urinar

Somado ao fato de que o corpo precisa de cada vez mais água, isso se traduz numa maior necessidade de ir ao banheiro várias vezes seguidas.

Se você não costumava acordar de madrugada para urinar, mas agora isso acontece, ou se precisa deixar de fazer suas atividades porque não aguenta mais um minuto a bexiga cheia, então, talvez deva consultar um médico.

Visite este artigo: Vontade frequente de urinar (Síndrome miccional) A que isso se deve?

Fadiga excessiva

Fadiga

Não importa o quanto você durma ou descanse: sempre sente sono ou se sente fraco.

As pessoas cujos níveis de açúcar são altos podem experimentar muita fadiga e falta de vontade. Como acordam muitas vezes durante a noite para urinar, é provável que o corpo não se recupere o bastante dos esforços do dia.

Outros sintomas que alertam sobre níveis elevados de açúcar no sangue são:

  • Visão borrada
  • Irritação
  • Formigamento nas extremidades
  • Câimbras nas pernas
  • Náuseas e vômitos