Sindrome do túnel do carpo - 5 remédios para reduzir a dor

Sindrome do túnel do carpo – 5 remédios para reduzir a dor

A sindrome do túnel do carpo é uma doença progressiva que se desenvolve como resultado da compressão do nervo mediano, que pode ser causada por uma combinação de fatores. Trata-se de uma condição dolorosa, por isso vamos falar sobre alguns remédios naturais que ajudam a atenuar a dor de quem a padece.

Entendendo a sindrome do túnel do carpo

O nervo mediano vai do antebraço até a mão através de uma passagem no pulso, conhecida como túnel do carpo. Este nervo é o que fornece a sensação para a palma da mão e os dedos, com exceção do mindinho. Ele também envia sinais nervosos para mover os músculos ao redor da base do polegar.

O túnel do carpo é uma passagem de ossos e ligamentos na base da mão, e contém, além do nervo mediano, os tendões. Qualquer coisa que irrite, pressione ou comprima o nervo mediano pode causar a sindrome. O túnel pode se tornar estreito devido a algum inchaço ou irritação nos tendões, que colocam pressão no nervo.

Sindrome do túnel do Carpo

Entre as possíveis causas estão fraturas e deslocamentos, doenças inflamatórias como a artrite e retenção de fluídos. Além disso, pessoas que trabalham em posições que exigem a flexão prolongada ou repetitiva do pulso possuem um risco maior de desenvolver a doença.

Uma pessoa com sindrome do túnel do carpo pode sentir formigamento, queimação, coceira e dormência no pulso, na palma da mão e nos dedos, especialmente no indicador e no polegar.

Apesar de não ser uma ameaça grande para o organismo, esta condição causa um tipo de dor que impede desempenhar normalmente determinadas atividades do dia-a-dia, por isso é importante apostar em alguns remédios simples para reduzir a dor e melhorar a qualidade de vida.

5 Remédios para reduzir a dor da sindrome do túnel do carpo

1. Vitamina B6

Muitos médicos vêm incluindo a vitamina B6 na rotina de tratamento de pacientes com sindrome do túnel do carpo. Ela pode atuar como um remédio natural que ajuda a diminuir a dor e a intensidade dos sintomas, reduzindo ou até eliminando a inflamação.

A vitamina B6 é encontrada na batata, banana, peito de frango, peixe, arroz integral e abacate. Ingeri-la na forma de suplemento pode ser uma boa alternativa para alcançar melhores resultados. Consulte seu médico para obter a recomendação correta de dosagem e administração.

2. Remédio anti-inflamatório com gengibre

Uma mistura simples feita com ingredientes do dia-a-dia pode ajudar a atenuar a dor em casa. O gengibre, por exemplo, tem propriedades anti-inflamatórias, e pode ser combinado ao eucalipto e hortelã para criar um remédio natural.

Pegue 5 folhas de cada planta e misture com duas colheres de gengibre. Faça uma infusão com um copo de água e depois deixe na geladeira durante um tempo até esfriar, já que fria ela reduz mais a inflamação. Coloque em uma toalha e aplique por meia hora para aliviar a dor.

3. Fique atento aos movimentos do pulso

O uso do computador e do celular é um dos maiores vilões na luta contra a sindrome do túnel do carpo. Digitar repetidamente nesses dois dispositivos pode forçar muito as articulações e causar incômodos e dores.

 Evite uso do celular para não estimular os sintomas da sindrome do túnel do carpo

Se o seu trabalho envolve movimentos repetitivos usando estes aparelhos, tente fazer pausas periódicas para relaxar as mãos e o pulso. Rotacione o pulso para os dois lados e alongue a palma da mão e os dedos antes de voltar ao trabalho.

4. Use uma tala de pulso para dormir

As posições nas quais ficamos durante a noite podem piorar os sintomas da sindrome do túnel do carpo. Como não temos controle total dos nossos movimentos, uma boa opção é dormir usando uma tala no pulso.

Com ela, é possível manter o pulso reto e evitar dobrá-lo e movimentá-lo de formas que podem aumentar a pressão sobre o nervo mediano. Lembre-se de que a tala deve estar confortável, mas não apertada.

5. Ioga e acupuntura

Tratamentos alternativos podem ser opções interessantes para combater a sindrome do túnel do carpo. Praticar ioga, por exemplo, envolve posturas que fortalecem, alongam e equilibram cada junta da parte superior do corpo. Estas posturas podem melhorar a mobilidade do punho, aumentar a força da preensão manual e contribuir para reduzir a dor.

Evidências mostram que a acupuntura também pode ser eficaz no tratamento. Ela atua na distribuição de energia pelos meridianos no corpo e pode diminuir os sintomas e atenuar a sensação de dor.