Por que sinto formigamento nos braços e nas pernas?

Por que sinto formigamento nos braços e nas pernas?

formigamento

Sem dúvida, essa é uma sensação muito desagradável. Quando os braços, as mãos, as pernas ou pés ficam dormentes, não sabemos o que fazer para que se despertem e tudo volte à normalidade. Conheça a resposta para a pergunta do título, e saiba por que sentimos formigamento nos braços e pernas a seguir.

Dormência e formigamento: o que são? Por que ocorrem?

Ambas são sensações anormais e podem ocorrer em qualquer parte do corpo. Entretanto, são comumente experimentadas nas pernas, nos braços, nas mãos e nos dedos, tanto dos pés quanto das mãos. Entre as causas mais recorrentes da dormência dos membros estão:

  • Estar na mesma posição durante muito tempo, seja parado ou sentado (por exemplo no trabalho, ou em uma viagem longa).
  • Lesões em um nervo. Se ocorrer no pescoço, pode causar repercussões nos braços e nas mãos. Se for na parte inferior das costas, irá provocar formigamento nas pernas.

massagem

  • Pressão sobre os nervos raquidianos ou periféricos.
  • Infecção de herpes-zóster (também conhecido como cobreiro).
  • Déficit na irrigação sanguínea pela inflamação de um vaso, aterosclerose ou congelamento.
  • Níveis desequilibrados de potássio, cálcio ou sódio.
  • Falta de vitamina B12
  • Ingestão de alguns medicamentos.
  • Danos aos nervos devido ao álcool, o tabaco e o chumbo.
  • Radioterapia.
  • Picadas de insetos, ácaros ou mordidas de animais.
  • Alergias a mariscos e frutos do mar.
  • Síndrome do túnel do carpo (no punho).
  • Hipotireoidismo
  • Acidente vascular cerebral e ataque isquêmico transitório

Remédios caseiros e recomendações para o formigamento nas mãos e nas pernas

A água é um dos melhores remédios naturais para “despertar” nossas pernas ou mãos quando estão dormentes. Coloque-as em um recipiente com água fresca durante uns dez minutos ou até que a sensação de formigamento desapareça. Muitas pessoas optam por mover energicamente o membro dormente. Outras opções são:

Caminhar

Caminhe um pouco pelo local onde estiver no momento em que começar a sentir o formigamento. Você terá que suportar por alguns instantes os espasmos que se produzem na perna, mas é uma ação bastante efetiva, principalmente se você estiver sentado há muito tempo.

caminhada

Ficar na ponta dos pés

Outra alternativa para quando a perna fica dormente é ficar na ponta do pé, como fazem as bailarinas e descer os calcanhares até o chão. Repita o exercício 10 vezes para ativar a circulação do sangue nos membros inferiores. Se você costuma ter muitos formigamentos, faça esse exercício todos os dias antes de dormir, mesmo se não estiver passando por um momento de formigamento.

Coma alimentos ricos em ferro

Como falamos antes, o déficit deste nutriente pode estar provocando o formigamento nas pernas. A lentilha e a beterraba podem ajudar a reduzir esse problema. Também é bom adicionar à dieta alimentos como ovos, leite, nozes, ervilhas, feijão e vegetais verdes, como o espinafre e a acelga.

Faça uma pomada com pimentas picantes

Ela pode ajudar a reverter a situação. Você vai precisar de uma dúzia de pimentas vermelhas. Esquente-as a fogo alto e depois triture-as. Coloque em um pano suave e amasse-as, até formar uma pasta. Aplique essa pasta na área afetada pelo formigamento. O calor da pimenta irá reduzir a dor e o incômodo. Se você costuma sofrer com esse problema com muita frequência, você pode ter essa “pomada” preparada e esquentar por cerca de um minuto antes de aplicá-la.

Evite certas comidas e bebidas

O álcool e o café durante ou depois do jantar não são aconselháveis. O mesmo vale para as comidas pesadas à noite.

Tenha uma vida saudável

Não fume, pratique atividades físicas, como a natação, relaxe, através da ioga e da meditação, por exemplo, para conseguir reduzir a tensão. Evite ficar muito tempo na mesma posição, seja em pé ou sentado, e evite usar roupas muito justas ou de materiais sintéticos, que podem atrapalhar a circulação sanguínea.

cafe-da-manha

Massagens e mudanças de postura

Quando começar a sentir o formigamento, uma boa ideia é fazer massagens ou esfregar vigorosamente a área em questão. Isso pode ser feito todas as noites, mesmo que o membro não esteja dormente. Outra boa ideia é mudar de posição. Se você estiver sentado, levante-se; se estiver deitado, sente-se; se estiver em pé, encoste em algum lugar, etc. Se as pernas ou os braços costumam ficar dormentes enquanto você dorme, talvez você esteja ficando muitas horas na mesma postura, sem se mover. Use almofadas para levantá-los.

Use um calçado adequado

É preciso que as meias sejam sempre de algodão para absorver a umidade e prevenir os sintomas do formigamento. Troque de meia três vezes ao dia (a cada 8 horas). No caso dos sapatos, é preciso que sejam confortáveis, de couro ou pano. A palmilha pode ser curva ou com uma pequena almofada no arco da planta, para que você tenha mais espaço para apoiar o pé. Trate de não usar salto alto nem sapatos que se desajustem ao caminhar, ou seja, procure opções que fiquem ajustadas, mas não apertadas demais.

Faça exercícios contra a parede ou com uma bola

Quando chegar em casa do trabalho, principalmente se você ficou com as pernas dormentes, tire os sapatos e, com meias limpas, coloque-se de pé ao lado da parede. Apoie os dedos e exerça uma leve pressão para frente, flexionando um pouco os joelhos. Use as mãos apoiadas na parede para se sustentar. No escritório, pegue uma bolinha de borracha com a palma da mão e faça pressão com toda a força que puder. Existem acessórios de materiais especiais para esse fim. Você também pode fazer o mesmo em casa, mas pressione com os pés descalços a bolinha contra o solo.