Sintomas de inflamação no esôfago - Melhor Com Saúde

Sintomas de inflamação no esôfago

A inflamação do esôfago pode fazer com que ronquemos durante a noite. Se além de roncar tivermos dor de garganta e de estômago devemos consultar um especialista.

Em algumas ocasiões, ter o esôfago inflamado não se deve unicamente ao refluxo gástrico. Segundo especialistas, quando estamos com baixo nível de defesa e com o sistema imunológico debilitado é comum sofrermos com infecções em nosso sistema digestivo. Nesse artigo, vamos conhecer todas as causas e aprender a remediar a inflamação no esôfago.

Como saber se temos uma inflamação no esôfago?

Uma inflamação no esôfago pode ser causada pela esofagite normal ou esofagite infecciosa. Compete somente ao médico realizar os exames para diagnosticar e, mediante análises evidenciar se a inflamação derivou-se de um vírus, bactéria ou um simples transtorno devido ao refluxo gástrico. Vejamos alguns sintomas que mais se apresentam.

1-      Dificuldade para engolir

garganta

Quando surge uma inflamação ou infecção no esôfago, a região da garganta também é afetada. É importante ressalvar que o esôfago situa-se entre o estômago e a garganta, ou seja, é a parte mais alta do sistema digestivo. Tal proximidade permite que a dor chegue em nossa garganta, inflamando-a e impedindo que possamos engolir com normalidade.

2-   Presença de chagas na boca

As  chagas ou aftas surgem porque existe uma infecção em alguma parte do corpo. Geralmente, nós sofremos mais infecções quando estamos com pouca defesa e nosso sistema imunológico não está bem protegido, resultando em glóbulos brancos que não cumprem sua função. É normal que aftas e herpes labiais apareçam como primeiros sintomas.

3-    Tosse

garganta2

A secura e a inflamação do esôfago resultam em quadros de tosse seca muito característica. Isso ocorre porque necessitamos hidratar a região, mas a garganta apresenta-se tão inflamada e seca que o alívio é dificultado.

4-   Queimação estomacal

A inflamação no esôfago pode ser causada tanto por um refluxo gástrico, como por um vírus, herpes, citomegalovírus, fungos, ou uma enfermidade mais séria diagnosticada pelo médico. É muito comum que uma das primeiras manifestações sentidas seja a queimação estomacal, podendo subir para nossa garganta, mas a dor também pode se concentrar no estômago.

5. Febre

Febre

Basta termos um pequeno aumento da temperatura corporal para nos preocuparmos se ocorre algo errado esta ocorrendo  com nossa saúde. A temperatura corporal elevada é um sinal de que existe uma infecção em nosso organismo. O mais indicado é procurar um profissional e não tomar nenhum tipo de medicação sem prescrição médica.

6- Rouquidão

A inflamação do esôfago sobe até a garganta, e como essa se encontra muito inflamada emite o ar com dificuldade,  o que causa   rouquidão. De forma isolada esse sintoma não tem tanta importância, mas associado à dor de garganta devemos procurar o médico.

Remédios para a inflamação do esôfago

aloe-508x325

Será nosso médico quem vai definir o tratamento a ser seguido. Normalmente, são prescritos antibióticos que devem ser tomados pelo período de oito a dez dias, para verificar a evolução da cura. Porém, o essencial é conhecer o que originou a infecção: Foi um vírus? Ou nossas defesas baixas e a necessidade de cuidar mais de nosso sistema imunológico? Somente por meio dessas perguntas ao seu médico e realizando os exames médicos  se obtém explicações precisas sobre as origens desse sério problema. E, enquanto isso, que tratamento natural podemos fazer em casa?

Infusão da babosa: é simplesmente ideal para curar infecções e inflamações. Esta planta é antibacteriana e soluciona todo tipo de inflamações corporal interna ou externa. Recomenda-se fazer um litro de água com babosa a cada dia e tomar a mistura durante seis dias. De que forma? Muito fácil! Coloque duas colheres da polpa do interior da babosa (cuidado para não se machucar no momento de cortar a babosa) em uma xícara com água fervente e mecha até que a babosa esteja dissolvida por completo.  Em seguida acrescente mais três copos de água. Recomenda-se tomar a mistura morna para não machucar o esôfago e o estômago.

Infusão de gengibre: esse é mais um antibiótico natural que pode servir especificamente para curar e desinflamar o esôfago. O mais recomendável é tomar duas xícaras ao dia. Para preparar bastam duas colheres da raiz ralada. E lembre-se, nestes casos nunca se deve tomar as infusões quentes, mas sempre mornas.