Sintomas do desgaste dos quadris e sua prevenção - Melhor Com Saúde

Sintomas do desgaste dos quadris e sua prevenção

 As mulheres são as que mais sofrem com a dolorosa realidade do desgaste articular, a artrose e outros males musculares e ósseos que tanto afetam nossa qualidade de vida. O desgaste do quadril é também um dos mais frequentes e perigosos. Por isso vale a pena conhecer seus sintomas.

Por que o quadril se desgasta?

Ventre reto

A artrose do quadril ou artrose coxofemoral, em realidade afeta a cartilagem. Lembre-se que a articulação do quadril está formada pela extremidade do fêmur e o cótilo, a cavidade articular onde se encaixa  perfeitamente o fêmur. Ao seu redor está uma complexa rede de fibras musculares e ligamentos que unem a cartilagem, servindo como amortecedor para os atritos entre os ossos. Também devemos saber que o desgaste do quadril pode dever-se a dois motivos:

  • O primeiro ao desgaste pelo passar do tempo. Aparece a partir dos 60 ou 65 anos.
  • A artrose secundária se deve a problemas locais e problemas de articulação devido a luxações e inclusive a uma má alimentação ou problemas ósseos. Nestes casos podemos sofrer com problemas nos quadris a partir dos 30 ou 35 anos.

Vejamos também quais são as causas que originam este tormento:

  • Causas  traumáticas: luxações, alguma lesão e inclusive alguma doença mal curada pode ocasionar este desgaste do quadril.
  • Origen Vascular: a insuficiência vascular é uma doença para se ter em conta, sua origem se deve a doenças específicas que derivam em artrose ou luxações. Mas a origem neste caso é vascular.
  • Fatores congênitos: em algumas ocasiões muitas crianças vêm ao mundo com problemas congênitos, como uma displasia fibromuscular, transtornos do crescimento ou outros problemas.
  • Desequilíbrio em nosso esqueleto: é algo frequente, pode ocorrer o que se chama dissimetria ou desigualdade no tamanho dos membros inferiores.

Sintomas de desgaste de quadril

quadril

 

  • Obviamente o primeiro sintoma de todo problema de artrite é a dor. Muitas pessoas pensam que a dor está concentrada nos quadris, mas, na realidade, o foco se centra em toda a região da virilha, podendo inclusive se estender para a parte anterior do músculo, alcançando os joelhos e as nádegas.
  • Algumas vezes, quando nos movimentamos sentimos um súbito rangido.
  • Se seu quadril dói, também pode ser devido a um problema muscular. Mas se a dor chegar até a virilha, deve-se diretamente ao desgaste de quadril.
  • Nas primeiras fases o incômodo é mais leve e aparece principalmente depois de um grande esforço, uma longa caminhada, por exemplo, ou depois de correr ou carregar muito peso. Quando descansamos a dor desaparece.
  • À medida que o desgaste avança, a dor se torna mais intensa e fica difícil subir escadas. Ao cruzar as pernas, sente-se os estalos doloridos e outra característica é a dor durante a noite ao se mover na cama. O que mais se sente é a dor na parte da virilha.

Como se pode prevenir o desgaste de quadril?

Gelatina

Se você já sofre com o desgaste de quadris, o melhor é adequar sua vida a esta realidade, porque por enquanto ainda não há cura. Tente se esforçar para manter uma boa alimentação, onde não falte nutrientes, pratique atividades suaves, que permitam melhorar a mobilidade, mas sem criar cansaço. Siga as prescrições médicas sem abusar dos anti-inflamatórios ou calmantes, já que a longo prazo podem afetar o fígado. Enquanto isso, para prevenir o desgaste se no seu caso você não estiver sofrendo ou só estiver com sintomas leves, vale a pena seguir as seguintes recomendações.

  • Mantenha sempre o peso ideal.
  • Realize diariamente exercícios suaves que obriguem a mover os quadris, como andar, correr ou nadar.
  • Incremente doses de vitamina C, A e D, pois ajudam a sintetizar o colágeno. O ideal são os cítricos, manga, abacaxi, cenoura, melão, morangos…e verduras como o agrião, alcachofra e o alho, muito adequado para reduzir as inflamações das articulações.
  • A gelatina é ideal para conseguir restaurar a cartilagem, como já se sabe, o osso não se regenera, mas a cartilagem sim.
  • Não hesite em tomar suplementos de magnésio, é um elemento básico para nossa saúde articular e muito adequado ao bem-estar em geral. Consulte lojas de produtos naturais ou seu médico para conseguir os suplementos.
  • Beba ao menos dois litros de água por dia. É imprescindível se manter hidratada, já que com isso hidratamos também as articulações e ajudamos a nutrir as cartilagens. Vale a pena se lembrar disso!
  • Há também quem utilize complementos vitamínicos como o sulfato de glucosamina, bastante adequado para o desgaste de quadril. É um modo natural de fortalecer esta parte do corpo e nossos ossos e cartilagens em geral. Consulte seu médico para conhecer os benefícios.