Tive que me perder várias vezes para me encontrar - Melhor Com Saúde

Tive que me perder várias vezes para me encontrar

Ainda que encontremos obstáculos em nosso caminho rumo à felicidade, é importante não se dar por vencido e lutar por aquilo que realmente queremos e merecemos.
Tive que me perder para me encontrar

As pessoas nem sempre acertam em suas escolhas, e nem escolhem o caminho mais fácil, aquele que nos garante a felicidade. Viver também é cometer erros e dar a nós mesmos a oportunidade de decidir rumos e refazer escolhas.

“Tive que me perder várias vezes para me encontrar”. Certamente você também se identifica com esta expressão, e pode ser que você esteja passando por este momento em sua vida, em uma encruzilhada onde nenhum caminho parece certo.

São instantes complexos que nos fazem sentir desde medo até ansiedade. No entanto, cada vez que você estiver nestas circunstâncias, lembre-se do ideograma que o idioma chinês utiliza para representar a crise, no qual também é simbolizada “a oportunidade”.

Não tenha remorso ou arrependimento por ter escolhido caminhos errados ao longo da sua vida. “O ato de encontrar a mim mesmo é uma longa viagem que não está isenta de erros, no final, terminamos sempre no caminho certo”.

Gostamos do calor porque já sentimos o frio

Esta frase tão certa é do psicólogo e escritor David Weatherford, que também nos presenteou com alguns outros pensamentos:

“Valorizamos a luz porque sabemos o que é estar em solidão” e “Devo permitir que me sinta perdido de vez em quando, para depois tomar uma boa decisão”.

Os instantes de crise se situam em meio a um ciclo e surgem como momentos nos quais é imprescindível refletir e pensar em todas estas dimensões:

Mulher refletindo e se encontrando com ela mesma

As “revoluções internas” que todos vivemos são instantes para a reflexão

Há quem fique paralisado. Há quem, em algum momento da sua vida, quando experimenta uma decepção, uma traição ou, simplesmente, percebe que cometeu um erro, não sabe como reagir.

O fato de nos sentirmos superados por emoções negativas como a perda, como uma escolha errada, supõe experimentar um ataque a nossos próprios esquemas e inclusive aos nossos próprios valores internos.

É normal passar por este bloqueio. No entanto, pouco a pouco devemos saber reagir e permitir a nós mesmos voltar a nos “reconstruirmos”.

Uma crise é um momento perfeito para refletir. Eu posso errar, posso ter feito a maior bobagem da minha vida, mas é preciso seguir em frente.

E não vai acontecer nada, sempre que eu for capaz de me encontrar de novo e obter um aprendizado pelo que passou.

Capacidade para entender que a vida é cheia de mudanças

O dia a dia é formado por instantes de confusão, caos e momentos de decepção. Não existe um caminho curto e fácil para alcançar uma felicidade permanente.

As pessoas devem ser “guerreiras cotidianas” e saber entender que nada permanece, nem sequer a calma que você pode ter agora. E ainda mais, nada nesta vida está garantido para sempre, nem sequer o amor.

As pessoas devem entender que a vida é cheia de mudanças e que nos prendermos de forma exagerada às coisas e às pessoas, em algumas ocasiões, pode nos causar um grande sofrimento.

Aceite que você é livre para cometer erros. Assuma que, às vezes, as coisas não saem como você gostaria, e que a própria vida nos empurra para que tenhamos que fazer mudanças constantes.

5 chaves para encontrar a si mesmo e alcançar o equilíbrio

Encontrar um coração

Encontrar a nós mesmos é uma aventura que pode durar a vida inteira. No entanto, ir alcançando este equilíbrio passo a passo é o melhor que podemos fazer em nosso dia a dia.

Por isso, leve em conta os seguintes passos:

Fuja das incoerências

Muitas pessoas chegam a manter incoerências que as enchem de infelicidade. Ceder em algo a respeito do qual não estamos de acordo, priorizar pessoas que não nos valorizam…

Pense em todas estas incoerências que você costuma aceitar em sua vida cotidiana.

Tenha confiança em si mesmo

Ter confiança em si mesmo supõe aceitar erros e saber que, no final das contas, faremos o que é certo. Se deixarmos nossa confiança nos bolsos dos outros, nunca seremos donos de nossa própria vida.

Escute o seu coração

Certamente você guarda em seu coração mais de um sonho que ainda não foi realizado. Talvez porque você pense que já é tarde demais, ou porque é melhor cuidar dos outros do que de você. Não permita que isso aconteça. O seu coração é o motor da sua vida, e você deve cuidar dele sempre.

Tenha a certeza de que você está no seu caminho

As pessoas devem ter, a cada dia, a sensação de que “estão indo pela trilha certa”, de que aquilo que fazemos e temos agora é o que nos faz feliz.

Se você ainda não tiver essa sensação, é importante tentar compreender o que você gostaria de estar fazendo… o que o levaria para mais perto do seu propósito.

Não venda a sua vida, não se envolva em um trabalho profissional do qual você não gosta e que suga a sua qualidade de vida. Não venda a sua existência para oferecê-la a alguém que não lhe dá alegrias, que não o leva em consideração nos momentos importantes…

Homem que se encontra com cachorro

Para concluir, não se arrependa nunca de todas as vezes nas quais você errou ou se enganou em seu caminho. As pessoas demoram bastante para encontrar o equilíbrio interno que nos faz dizer algo na linha de “sou feliz e não desejo mais nada”.

A vida é um trajeto que devemos fazer com calma, aprendendo com cada baque, com cada mudança de direção. E é uma aventura que sempre irá valer a pena!