Tratamento para a fibromialgia - Melhor com Saúde

Tratamento para a fibromialgia

A fibromialgia é uma doença de causa desconhecida que provoca dor musculoesquelética crônica.
Tratamento para a fibromialgia

O tratamento para a fibromialgia é um dos grandes desafios atuais da medicina. Até o momento não se sabe qual é a causa desta doença. Isso supõe uma enorme limitação para encontrar uma resposta suficientemente contundente.

O que se sabe é que ela traz fortes limitações a quem sofre com ela. Esta doença se caracteriza por causar uma dor generalizada e crônica, especialmente no aparato locomotor.

A ciência pôde determinar que é uma doença de origem reumatológica. Também foi estabelecido que a dor se deve a um desequilíbrio nos neurotransmissores.

Em relação ao tratamento da fibromialgia só se sabe que deve incluir vários tipos de ações.

Aspectos gerais da fibromialgia

A fibromialgia é uma doença que às vezes incapacita severamente quem sofre com ela. O mais difícil de lidar é a dor, ou “mialgia”, que é mais intensa e prolongada que uma dor normal. Também é difusa e afeta várias partes do corpo ao mesmo tempo.

Pontos de dor na fibromialgia

Há grandes dificuldades no diagnóstico desta doença. Até o momento não existe nenhum exame de laboratório que permita identificá-la. O comum é que os médicos a diagnostiquem por meio da análise clínica dos pacientes em 18 pontos do corpo que são sensíveis à pressão. Também são levados em conta sintomas comuns, como:

  • Fadiga
  • Rigidez
  • Transtornos do sono
  • Deterioração cognitiva
  • Depressão e ansiedade
  • Transtornos gastrointestinais

Os especialistas classificaram a fibromialgia em quatro tipos para facilitar o tratamento:

  • Tipo 1: se não há doença concomitante
  • Tipo 2: quando simultaneamente há doenças reumáticas e autoimunes
  • Tipo 3: se há uma grave alteração psicopatológica
  • Tipo 4: corresponde aos pacientes que simulam ter a doença

Assim é o tratamento para a fibromialgia

O tratamento da fibromialgia não tem um propósito curativo, e sim paliativo. O objetivo final é unicamente o de reduzir os sintomas. O que se busca é que a pessoa tenha uma maior qualidade de vida e que se mantenha o mais funcional possível.

É importante ressaltar que o tratamento da fibromialgia implica ações em várias frentes. Basicamente devemos contemplar três aspectos:

  • A gestão da dor
  • O aumento da funcionalidade
  • A condição psicossocial do paciente

Um dos aspectos cruciais é a educação do doente. Sem a cooperação plena e consciente do paciente é praticamente impossível que o tratamento para a fibromialgia funcione. Quanto mais comprometida for a pessoa, maiores serão suas chances de melhorar.

Tratamento farmacológico

O tratamento para a fibromialgia inclui um componente farmacológico, no qual se deve incluir uma dose de analgésicos e anti-inflamatórios. O comum é que usem Tramadol, Paracetamol ou os dois combinados.

Os anti-inflamatórios não esteroides não parecem ser tão eficazes para a gestão da dor. No geral são usados como medida complementar e quase sempre em curtos períodos de tempo, mas não de maneira sistemática.

Também é comum que sejam usados outros tipos de medicamentos como benzodiazepinas, relaxantes musculares, anticonvulsivos, antidepressivos, esteroides e outros. É importante ressaltar que a automedicação é muito perigosa nestes casos e que a eficácia dos medicamentos sempre é limitada.

Atividade física

A atividade física regular demonstrou ser um componente essencial no tratamento da fibromialgia. Ela não apenas tem efeitos muito benéficos sobre a capacidade física do paciente, mas também contribui para diminuir os sintomas a curto prazo.

Mulher fazendo exercícios para combater a fibromialgia

Os exercícios e a prática esportiva devem ser personalizados. É o médico quem deve orientar estas práticas que, de todas as formas, devem ser graduais. O mais adequado é a atividade aeróbica, pois contribui significativamente para melhorar o rendimento geral.

A natação e outras atividades na água têm um efeito muito positivo nos pacientes com fibromialgia. Também são recomendáveis as práticas de relaxamento como o tai-chi ou ioga.

Psicoterapia e outras medidas eficazes

No tratamento da fibromialgia é muito importante que o paciente desenvolva uma atitude construtiva diante da doença. É comum que quem sofre com ela se torne irritável e caia em fortes episódios de tristeza ou angústia. Estes estados de ânimo acabam piorando os sintomas.

Psicoterapia como parte do tratamento para a fibromialgia

Os especialistas indicam que o recomendável é uma psicoterapia do tipo cognitivo-comportamental. Ela permitirá que o doente canalize seu abatimento e não permita que a fibromialgia o isole ou se transforme em um fator que deteriore suas relações interpessoais.

Finalmente, alguns, embora nem todos os pacientes, reportaram melhorias depois de tratamentos como a acupuntura, quiropraxia e homeopatia. Quem recorrer a estas práticas deve se assegurar de que as mesmas são aplicadas por um médico qualificado.