Como tratar o excesso de suor nas axilas? - Melhor Com Saúde

Como tratar o excesso de suor nas axilas?

Você sabe como acabar com o suor excessivo nas axilas? Existem vários tratamentos que podem favorecer a sua regulação. Iremos detalhá-los no seguinte artigo.

O suor pode ser considerado como um processo normal em nosso organismo, o qual ajuda a manter a nossa temperatura corporal por volta dos 37 graus. O ato de suor se pode dar diante o aumento da temperatura externa em casos de estresse, exercício físico, nervosismo, entre outras situações. É uma necessidade do corpo se resfriar.

Como toda pessoa é diferente tanto nos aspectos físicos, de personalidade e outras características; o suor não é exceção. As pessoas que apresentam esta condição podem ser afetadas nas axilas ou também nas demais áreas do corpo como as mãos, os pés etc.

Às vezes quando uma pessoa apresenta o excesso de suor nas axilas podem classificá-la como pouco higiênica ou que ela tem mau aspecto, isto pode gerar muito incômodo em quem a sofre, mais ainda porque não pode evitar tal situação. Mais desagradável ainda quando o suor vem acompanhado de maus odores, o que complica mais a situação.

Sudor-excesivo

Por isso, neste artigo trataremos a respeito dos tratamentos do excesso de suor nas axilas.

Causas do excesso de suor ou também conhecido como hiperidrose

As causas não são ainda bem definidas, mas:

  • Pode-se estar associado a fatores genéticos
  • A alimentação também poderia estar relacionada

Estas causas possíveis se referem à hiperidrose primária, a hiperidrose secundária é produzida por outras doenças ou afecções médicas.

Tratamentos

Existem várias opções de tratamento para a sudorese excessiva nas axilas. Em primeiro lugar podemos mencionar os sais de alumínio, utiliza-se em forma de loção, o problema radica em que este método pode não ser bem tolerado pela maioria das pessoas, produzindo irritações na pele.

Outra opção seria a aplicação de toxina botulínica ou mais conhecida como Botox na axila, o que faz esta toxina é bloquear a ação das glândulas sudoríparas. Será aplicada, evidentemente, por um médico e o paciente pode se sentir aliviado durante 6 a 9 meses, depois serão necessárias novas aplicações.

Existe também o tratamento cirúrgico para esta condição e se opta por esse nos casos em que os demais tratamentos tenham fracassado.

Medidas ou tratamentos naturais

Como toda intervenção médica implica em riscos, busque primeiramente tratamentos com remédios naturais, caso esses deem um resultado positivo, você evitará os efeitos indesejados que podem ocorrem nos demais tratamentos e solucionar o problema de uma maneira simples e, sobretudo, econômica.

Na comodidade da sua casa, você pode elabora um antitranspirante e desodorante caseiro.

Bicarbonato

 O que é necessário?

  • Bicarbonato de sódio: 1/4 de uma xícara.
  • Amido em pó: 1/4 de uma xícara
  • Óleo de coco virgem e sem refinar: 6 a 8 colheres
  • Algum óleo essencial de seu agrado

 Como preparar?

Primeiro misturar o bicarbonato de sódio com o amido em pó. Adicione o óleo de coco e bater bastante, colocar em um recipiente, agregar algumas gotas o óleo essencial escolhido e colocar o preparo na geladeira para que ele fique sólido. Aplicar como se fosse um antitranspirante habitual.

Nota: não aplique nas axilas depois da depilação, pois pode irritar a pele.

Talco antitranspirante

Os ingredientes seriam amido em pó e óleo essencial de sua preferência, pode ser aplicado logo depois do banho.

Lembre-se sempre que as medidas naturais podem funcionar em determinadas pessoas e em outras não. Tudo depende da severidade do transtorno e de que podem existir fatores agregados a esta condição, como patologias ou doenças que podem estar causando a sudorese excessiva, neste caso nas axilas.

Se o incômodo persistir, sempre procure um médico especialista, não deixe passar o tempo por vergonha, não viva complexado(a). Se esta condição te afeta emocionalmente não a ignore, busque ajuda que certamente alguma solução existirá para o seu caso especificamente.

Não deixe que o excesso de suor afete a sua vida em geral, suas relações pessoas, de trabalho, nos estudos e, inclusive, sua autoestima.