Você tem bruxismo? Conheça os conselhos para tratá-lo

Você tem bruxismo? Conheça alguns conselhos para tratá-lo

É importante tratar o bruxismo para aliviar também outras dores derivadas da pressão que exercemos sobre a nossa mandíbula, para que esta não termine desgastando os dentes.
Como tratar o bruxismo

O bruxismo é uma condição caracterizada pelo fato de ranger ou apertar os dentes de forma contínua e frequente. Embora seja algo relativamente comum atualmente, pode ser difícil identificá-lo, já que muitas vezes, o bruxismo ocorre durante o sono, ainda que possamos ranger os dentes inconscientemente também ao longo do dia.

Geralmente, a primeira pessoa a notar o bruxismo é o cônjuge de quem sofre desta condição, pois ela costuma ser incomodada pelo ranger dos dentes ao dormir. O próprio paciente também pode identificá-lo ficando atento a alguns sintomas, sobre os quais falaremos neste artigo.

Além de falar sobre os sintomas e causas, também iremos compartilhar algumas das opções de tratamento mais comuns para o bruxismo. Se você suspeitar ou souber que está sofrendo com ele, não deixe de conferir.

Causas do bruxismo

Estresse-e-bruxismo

O bruxismo pode ser causado por diferentes fatores, que envolvem tanto aspectos físicos quanto emocionais da nossa saúde. Estas são algumas das principais causas:

  • Má oclusão: um alinhamento anormal entre os dentes superiores e inferiores
  • Distúrbios do sono, como a apneia
  • Dificuldade de lidar com algumas emoções como a ansiedade, o estresse, a frustração, a raiva e a tensão
  • Personalidade agressiva e competitiva
  • Efeito colateral de alguns medicamentos receitados em tratamentos psiquiátricos
  • Complicações decorrentes de doenças como o mal de Parkinson
  • Refluxo gastroesofágico

Além disso, é importante lembrar de que o bruxismo costuma ser mais comum nas crianças, por isso é importante ficar atento ao comportamento delas durante o sono para tentar identificá-lo.

Outro fator de risco que merece ser mencionado é o consumo de substâncias como o tabaco, o álcool e a cafeína, além de drogas ilegais como a metanfetamina.

Sintomas do bruxismo

É preciso ficar atento ao bruxismo, pois com o tempo, ele pode se transformar em uma condição incômoda que afeta a nossa qualidade de vida. Estes são os seus principais sintomas:

  • Ranger e apertar os dentes, principalmente durante a noite, enquanto dormimos
  • Sensibilidade exagerada nos dentes
  • Dor na mandíbula ou no rosto
  • Dor parecida a uma dor de ouvido
  • Dor de cabeça, surgindo principalmente na região das têmporas
  • Dentes danificados: esmalte corroído e dentes mais planos, lascados, frouxos e até fraturados

Se você estiver sofrendo com alguns destes sintomas, é fundamental consultar um médico para obter um diagnóstico mais preciso e entender se trata-se de um caso de bruxismo.

Conselhos para tratar o bruxismo

Solucao-para-o-bruxismo

É importante lembrar que, na maioria dos casos, o bruxismo não requer um tratamento específico. No caso das crianças ele costuma desaparecer com o tempo, e mesmo entre os adultos é raro encontrar casos muito graves para os quais seja necessário fazer algum tipo de intervenção.

Em todo caso, quando a condição evolui para um patamar mais severo, existem alguns tratamentos que vale a pena ter em conta.

  • É possível fazer uso de aparelhos ortodônticos para corrigir dentes que não estejam perfeitamente alinhados, caso esta seja uma causa do bruxismo. Se já ocorreu alguma alteração no esmalte ou na forma dos dentes, também pode ser preciso restaurar a saúde do mesmo com um tratamento odontológico.
  • Para atenuar as consequências do bruxismo durante a noite, outra opção é fazer uso de uma placa dentária para dormir. Ela é parecida a um aparelho móvel, e impede que os dentes fiquem em contato uns com os outros, reduzindo os problemas causados. Elas podem ser usadas tanto nos dentes superiores quanto nos inferiores.
  • Em alguns casos, os médicos também podem receitar relaxantes musculares para aliviar a dor, que devem ser tomados antes de dormir. No entanto, não faça uso dos mesmos sem orientação médica.

Embora estas três alternativas possam ajudar a aliviar alguns dos sintomas, elas não irão tratar a causa real do bruxismo. Para isso, pode ser preciso apostar em terapias voltadas para o relaxamento e a redução do estresse, já que ele costuma ser um dos maiores causadores do bruxismo.

Aposte em exercícios que promovem o relaxamento, como a ioga e a meditação. Além disso, prepare um chá antes de dormir, desligue os aparelhos eletrônicos algumas horas antes de deitar, e tente ir para a cama completamente relaxado e pronto para uma boa noite de sono.

Além disso, peça ao seu médico ou dentista uma demonstração das posições ideais para os dentes e para a mandíbula. Muitas vezes, sem perceber, não mantemos a boca fechada da forma correta, e isso pode contribuir para o bruxismo. Outro ponto importante é não mastigar objetos como lápis e canetas ao longo do dia.

Por último, evite alimentos que contenham cafeína e álcool, e não fume.