Ovos: tudo o que você deve saber para incluir em sua dieta

Tudo o que você deve saber sobre os ovos

Se temos o colesterol alto ou alguma doença cardiovascular devemos restringir o consumo de ovos a 2 ou 3 unidades por semana, ou então ingerir somente a clara.

Se existe um alimento altamente recomendado, são os ovos. Apto para ser consumido por todas as idades e praticamente em qualquer situação, tem um grande valor nutricional, apesar de falsos mitos criados, os quais trataremos de explicar aqui.

Mesmo que possamos comer ovos de muitas espécies, como o de ganso, pato, codorna, avestruz etc, nos concentraremos no ovo de galinha, que é o mais consumido.

Uma das principais vantagens do ovo é que pode ser consumido de muitas formas, como ingrediente único, cozido, frito, mexido, escaldado, omelete de batata (sozinho ou acompanhando outro alimento de nossa preferência) ou formando parte de inúmeras receitas, tanto de pratos doces como salgados.

Proteínas dos ovos

As proteínas do ovo são encontradas geralmente na clara e são consideradas proteínas de alto valor biológico, porque contêm todos os aminoácidos essenciais, convertendo o ovo no alimento de maior qualidade proteica.

De fato, as proteínas do ovo servem de referência para valorizar a qualidade proteica de outros alimentos. A proteína mais abundante é a albumina, visto que 100 g de ovo nos oferece 13 g de proteínas.

proteína contida nos ovos

Na clara do ovo também tem vitaminas, mesmo que 90% do seu peso corresponda à água.

Controvérsia com o colesterol

Há muito tempo, é recomendado restringir o consumo de ovos a 2 ou 3 por semana pelo seu alto conteúdo de colesterol. Porém, hoje em dia, sabe-se que o aumento do colesterol sanguíneo está relacionado ao balanceamento entre as gorduras saturadas e as insaturadas.

Então veja: o ovo contém ambos os tipos, mas muito mais das insaturadas. Além disso, o ovo é rico em lecitina, responsável por sua propriedade emulsificante, a qual diminui a absorção intestinal de colesterol.

Com tudo isso, podemos concluir que uma pessoa saudável, que segue uma dieta equilibrada, pode consumir até 7 ovos por semana. E aquelas que são hipercolesterolêmicas, ou que apresentem qualquer outra doença com risco cardiovascular, devem consumir 2 ou 3 ovos por semana ou remover as gemas.

Ovos nas dietas para emagrecer

ovos na dieta para emagrecer

É certo que ovos têm um valor calórico elevado, 150 k/cal a cada 100 g. Um ovo pesa aproximadamente 60 g. Portanto, seu valor calórico será em torno de 80 k/cal , algo muito insignificante para as pessoas com uma dieta equilibrada; aquelas que seguem uma dieta para emagrecer deverão controlar o seu consumo, mas nunca deixar de comê-lo, porque é mais benéfico do que prejudicial.

Por último, lembre-se de que o ovo é um produto muito alérgico, sobretudo durante a infância.