Chá: aprenda a preparar corretamente os mais conhecidos

Você sabe preparar corretamente os chás mais conhecidos?

A temperatura ótima varia de acordo com o tipo de chá e sua qualidade. Para preparar um bom chá, é importante que a água não chegue a ferver para que não perca o oxigênio.

Conta a lenda que uma casual brisa de verão provocou a queda de algumas folhas de árvore de chá silvestre na água que o imperador chinês Shen Nung fervia, assim, a nova bebida aromática, deliciosa e refrescante, cativou o monarca e mais tarde o mundo. Atualmente o chá é uma bebida muito popular e seu consumo se relaciona com a prevenção ou cura de diversas doenças cardiovasculares, neurodegenerativas e do aparelho locomotor.

Uma xícara de chá é ótima quando estamos alterados, deprimidos ou sem forças! Mas, sabemos preparar corretamente nosso chá preferido? Neste artigo explicaremos como preparar adequadamente os chás mais populares.

O que eu prefiro

Uma infusão preparada principalmente com as folhas e brotos do arbusto Camellia sinensis. Suas propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias, neuroprotetoras e calmantes provêm de seu alto conteúdo em polifenóis e catequinas, também contém flúor e sais minerais, ainda que sua concentração varie dependendo do tipo de chá preparado.

Chá verde

chás

 

As folhas com as quais este chá é elaborado são submetidas a processos de desidratação, secagem e enrolamento. Já que não sofrem fermentação, seus nutrientes e propriedades se mantêm quase intactos. Sua coloração é verde e seu sabor muito fresco.

Chá branco

Chá branco

É feito com as folhas ainda fechadas (brotos) da planta, que são desidratadas e não sofrem o processo de fermentação ou oxidação. Seu sabor é muito suave e seu nome provém da coloração dos brotos.

Chá preto

Chá preto

As folhas para preparar este chá são submetidas a um longo processo de oxidação e logo em seguida, desidratação. A infusão é avermelhada e escura e tem um altíssimo conteúdo em teína.

Chá vermelho

Chá vermelho

Imagem cortesia de matryosha

Também chamado Pu-erh, o chá vermelho é elaborado com folhas que, depois da desidratação e secagem, passam por um processo de fermentação mais longo que o chá preto e logo depois, outro de maturação que pode durar décadas. Este processo atribui ao chá um aroma terroso e uma coloração acobreada. É muito apreciado na China.

Chá azul ou Oolong

Chá azul ou Oolong

Chá delicado, com aroma floral ou frutífero devido ao curto processo de oxidação a que são submetidas às folhas. Muito apreciado na China.

No entanto, não é suficiente conhecer as características de cada chá, depois de escolher o preferido chega o momento de prepará-lo e não é tão fácil, tudo apresenta uma técnica. A seguir explicaremos como preparar os chás mais populares corretamente.

Primeiramente daremos algumas indicações básicas:

  • O ideal é ter uma chaleira com espaço suficiente para que as folhas se movam e se abram em seu interior. Lave-a somente com água.
  • Procure usar a água mais pura, pois o seu conteúdo em sais pode mudar o sabor do chá.
  • Prepare o chá para tomá-lo imediatamente, com o tempo esta bebida se oxida e pode ser prejudicial à saúde. 

Como preparar os chás mais populares?

Pré-aqueça a chaleira:

Utilize um pouco de água quente para enxaguar a chaleira ou o recipiente onde você fará o chá e também as xícaras. Desta maneira, evitará a perda de calor ao jogar a água na chaleira fria. É conveniente que:

Esquente a água:

Escolha água fresca, se for preciso, mineral. Esquente-a de tal forma que não chegue a ferver para que não perca oxigênio, pois ele é necessário na preparação de um bom chá. A temperatura a ser alcançada varia segundo o tipo de chá e sua qualidade.

  • Chá verde: de 65 a 85ºC
  • Chá brando: de 75 a 80ºC
  • Chá preto e vermelho: de 90 a 100ºC
  • Chá azul: de 85 a 90ºC 

Adicione o chá ou a água:

Dependendo do chá se adiciona um elemento ou o outro. Se a folha é delicada e suave como o chá azul é bom adicionar primeiro a água na chaleira e depois o chá, por outro lado, se a folha é robusta como em algumas variedades de chá preto faça o contrário. Estes passos influenciam notavelmente no sabor da infusão. Tampe a chaleira.

Tempo de repouso:

O tipo de chá e o sabor que desejamos conseguir dependem do país. Durante o primeiro minuto as folhas transferem quase todo o sabor e a teína para a água, enquanto que a partir de dois minutos começam a liberar taninos que proporcionam um sabor áspero.

  • Chá branco: 1-2 minutos
  • Chá verde: 1-3 minutos
  • Chá azul: 3 minutos
  • Chá preto e vermelho: 2-3 minutos

Servir e desfrutar

O açúcar muda as propriedades e o sabor do chá, assim que, se puder, aprenda a degustá-lo de forma natural.

Um só método?

Bom, você sabe como preparar seu chá preferido de forma adequada, mas é importante saber que não existe somente um método de preparação. A seguir, ofereceremos um resumo de quatro formas diferentes de preparação do chá a tradição do país. Experimente e desfrute.

Método Tradicional Britânico

Adicione a chaleira uma colheradinha de chá por xícara e uma extra. Esta quantidade pode variar segundo o tipo de chá e os gostos pessoais. Verta a água quente sobre as folhas e tape durante os minutos requeridos pelo tipo de chá preparado.

Aqueça a xícara antes de servir.

Método Japonês

Coloque uma colheradinha (daquelas de café) de chá em cada xícara. Recubra com água a ponto de ferver.

Bata uns segundos utilizando um batedor de bambu.

Método Russo

Adicione 3 ou 4 colheradas de chá em meio litro de água. Verta um pouco em cada xícara.

Dilua a água quente do Samovar. Pode-se adoçar com açúcar ou geleia.

Método Marroquino

Coloque o chá na chaleira e adicione uma pequena quantidade de água fervendo. Descarte esta água. Encha a chaleira com água fervendo e deixe na infusão alguns minutos.

Sirva em copos nos quais foram colocadas folhas frescas de menta Nana.

Método Paquistão

Para cada seis pessoas se utiliza um litro de leite e duas colheradas de sopa rasas. Esquente o leite até que ferva e verta sobre o chá. Deixe repousar cinco minutos e sirva.

Adoce a gosto e podem-se adicionar especiarias como a canela, o cardamomo e o gengibre.